31/08/06 - 15h:34mDenunciar

BOMBA ENVOLVENDO EX DANÇARINA DO CALYPSO - THAIS LISBOA

Dançarina é posta sob suspeita



CALYPSO Prima de Frank Viana diz que colega de grupo pode tê-lo empurrado da varanda do hotel



Uma atmosfera de mistério ainda cerca as circunstâncias da morte do jovem dançarino da banda Calypso, Frank Maia Viana. Ontem, uma prima dele disse ter ouvido de duas dançarinas da banda, conhecidas apenas como Ellen e Flávia, que Frank teria tido uma discussão séria com outra dançarina, Thais Lisboa, na varanda do Hotel Águas Claras. Falecido no último dia 22 depois de passar seis dias em coma na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Lúcia, município de Luiziânia (GO), o jovem de 23 anos caiu (ou se jogou ou foi empurrado, não se sabe) do quarto andar do hotel, onde a banda estava hospedada.

“Eu tenho a suspeita que o meu primo não caiu por acaso, que ele foi empurrado. Nós sabemos que ele e a Thais estavam brigados e que depois do show ela chamou ele para uma conversa. Depois, ela apareceu no quarto gritando ‘me perdoa, eu não tive culpa’”, disse a prima do dançarino, Silvania Viana. Segundo ela, Frank e Thais teriam vivido um namoro de seis meses e estariam brigados no dia em que ele morreu. “Se houve alguma culpada, acredito que foi ela, com ciúmes dele”, disse a prima, afirmando que Flávia e Ellen teriam contado a história da discussão entre os dois a toda a família do dançarino e à vocalista da banda, Joelma. De acordo com Silvania, Thais não integraria mais a banda porque teria sido desligada após o episódio, por decisão de Joelma.



DISCÓRDIA - Apesar das acusações graves de Silvania, nem toda a família compartilha da mesma opinião. Sandra, a mulher de Alessandro Viana, irmão de Frank, contra uma outra versão. De acordo com ela, apenas Flávia teria comentando sobre a possível discussão entre o casal, porém, não houve tom de acusação. “Quem conversou com a Flávia fui eu. Ela falou que pareceu que houve uma discussão, mas que não poderia garantir porque não estava lá, não viu nada e que não se pode julgar ninguém assim”, disse Sandra.

Mesmo sem fazer coro com a prima que não acredita na hipótese de acidente como causa da morte de Frank Viana, a família pretende acompanhar, através de advogados, o andamento das investigações. Os depoimentos das duas dançarinas devem acontecer ainda na primeira quinzena de setembro. A vocalista da Banda Calypso, Joelma, e Chimbinha têm depoimento marcado para o próximo dia 19, na 1ª Delegacia de Luiziânia (GO). Além do advogado da família, o pai de Frank, Francisco Lopes Viana, também deve ir a Luiziânia.

O DIÁRIO tentou entrar em contato com a assessoria da banda Calypso, mas não obteve êxito até o fechamento desta edição.



O ADVOGADO DA THAIS TENTOU IMPEDIR Q A MATÉRIA FOSSE PUBLICADA SEM ANTES UMA DECLARAÇÃO DELA..



Diário garante direito de resposta



O DIÁRIO tentou também entrar em contato com a dançarina Thais Lisboa sem, no entanto, obter sucesso, mas conseguiu falar com pessoas próximas à dançarina, que se incumbiram de informá-la sobre a matéria que estava sendo produzida. Por volta da 1 hora da madrugada de hoje, o advogado de Thais, Denilson Amorim, entrou em contato com o DIÁRIO. Pediu para que a matéria não fosse publicada sem a declaração de Thais. O DIÁRIO respondeu que estava à disposição para publicar as explicações de Thais, que poderia entrar em contato com a redação via telefone ou através do próprio advogado. O DIÁRIO se dispôs a repassar todo o teor da matéria para que Thais tivesse ciência do que seria publicado, mas o advogado descartou essa opção de esclarecer os fatos. O DIÁRIO continua de portas abertas para que todas as partes envolvidas tenham direito de se posicionar.





_________________ x ________________



Hoje no TV FAMA, irá passar a máteria novamente.

Fiquem ligados as 18:45hs



Pegou a notícia deixe os créditos. ok?



*´¨)

¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)

(¸.•´ (¸.•` ¤... Vanessa ...¤ Guardiões do calypso.¤*

bandacalypsothebest não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.