19/06/06 - 10h:55mDenunciar

REGULAMENTO GERAL DOS TORNEIOS DE FIBRA DE PAPA - CAPIM







Este regulamento foi aprovado em reunião entre os cooperados na data de 02/06/2005 e será aplicado fielmente em todos os torneios a serem realizados no período de 31/07/2005 à 29/01/2006.

Todo participante do torneio, no ato da inscrição, compromete-se à aceitar e obedecer na íntegra as normas e rotinas determinadas pelo presente regulamento.



Durante a realização do torneio, uma cópia deverá estar afixada na parede.



LOCAL, HORÁRIO E INSCRIÇÃO DE PÁSSAROS.



Os torneios de fibra de coleirinha de trinca ferro, somente poderão ser realizados em recinto coberto, fechado, claro, arejado, seguro, protegido do sol, da chuva e do vento, com realização em Vitória no Ginásio do Praia Tenis Clube, em Vila Velha (no ginásio do LICA, próximo ao Hotel Costa da Praia na Rod. Lindemberg).



Os torneios terão início às 8:30 h, após este horário fica proibida a entrada de pássaros na roda. Os torneios encerrarão às 12:00 h, havendo tolerância de 30 minutos.



Os torneios de coleirinha e trinca ferro serão dirigidos por expositores e/ou associados filiados ao IBAMA, escolhidos entre os expositores ou através de consenso entre os mesmos. Deverão ser 03 (três) em cada roda dependendo de sua grandeza.



Os diretores consultivos da ACAP, quando presente poderão colaborar para o bom andamento da roda, dirimindo dúvidas quanto ao regulamento ao campeonato e assuntos diversos.



DOS PARTICIPANTES



A partir do início da temporada 2005/2006 somente pontuarão para a temporada, bem como, ao final da temporada, só receberão troféus de campeões e qualquer premiação que vier a ser estipulada, pássaros de proprietários devidamente cadastrados como sócios da ACAP.



A anuidade vigorará do mês de julho a junho, devendo ser renovada no mês de junho de cada ano.



O proprietário de pássaro que não se associar à ACAP poderá participar normalmente dos torneios, receberá o troféu relativo ao torneio que estiver participando, porém não pontuará para a temporada e consequentemente não fará jus a qualquer premiação ao final da temporada.



O proprietário que após iniciado o torneio, ou antes, do término deste, não se associar, caso o seu pássaro esteja classificado entre os dez primeiros, não pontuará para a temporada, mesmo que venha a se tornar sócio após o final deste, só valendo os pontos conseguidos nos próximos torneios.



O pássaros de proprietários associados farão jus aos pontos de acordo com a sua colocação alcançada no torneio, independente de pássaros de proprietário não sócio deixar de pontuar. Ex. 1º lugar pássaro de proprietário não sócio, não pontua, 2º lugar pássaro de proprietário associado, 17 pontos e assim sucessivamente.



Somente serão aceitas inscrições de pássaros de criadores filiados ao IBAMA que estejam devidamente anilhados, com anel fechado e invioláveis e o criador deverá estar portando a relação de pássaros, devidamente atualizada, para efeito de fiscalização.



NÃO PODERÃO PARTICIPAR:



Pássaros híbridos;

Cor de fêmea;

Totalmente cego;

Com defeitos graves nos pés ou asas que os impossibilitem de pousarem normalmente no puleiro;

Que estejam anilhados com anéis incompatíveis com o tipo de pássaro. EX.: Anel de Belga em Coleiro.

Só poderão ser colocados pássaros nas estacas se estiverem devidamente inscritos.



Será cobrada a taxa de R$ 5,00 (cinco reais) por torneio de cada banca de venda de produtos.



A inscrição de cada pássaro participante será feita através de uma ficha de identificação, vistada por pessoa instituída pela ACAP devidamente numerada.



A taxa de inscrição para associados da ACAP será de R$ 10,00 (dez reais) e para não associados será de R$15,00 (Quinze reais), bem como, o pássaro de não associado não pontuará para a temporada.



Na etapa do Torneio Nacional da COBRAP o valor da inscrição por pássaro será de R$15,00 (Quinze reais).



Toda gaiola na etapa do nacional deverá conter plaque de identificação constando:







Nome do pássaro;

Dados do anel;

Nome do criador.

De acordo com o IBAMA, só poderão participar dos torneios de fibra os pássaros devidamente anilhados e com plaquetas de identificação constando:



Nome do pássaro;

Dados do anel;

Nome do criador;

A localidade;

Nome do clube.

O pássaro que iniciar a temporada e pontuar com determinado nome, deverá permanecer com este nome até o final da temporada. Caso o proprietário troque o nome durante a temporada, não serão aceitas reclamações sob alegação de que se trata do mesmo pássaro, valerão os pontos obtidos de acordo com nome registrado na cartela de inscrição de cada torneio.



FORMAÇÃO DAS RODAS



As gaiolas serão dispostas em forma de círculo ou retângulo com intervalo de 20 cm entre elas.



AS GAIOLAS SERÃO DO TIPO:



Para coleirinha:



Somente do tipo carioca, padronizadas, admitindo-se pequenas variações até que se consiga um mesmo parâmetro e terão as seguintes medidas: comprimento 36 X altura das cabeceiras 25,5 e largura 17,5 cms;

Não será permitido qualquer tipo de bloqueio na gaiola, que impeça a visão de um pássaro do outro.

Nas gaiolas poderão conter banheiras de água somente até a classificação;

Nas gaiolas de coleiros fica liberada a entrada de milho e jiló, ficando proibida a entrada de pendão, cisal, tenébrio tanto para coleiro quanto para trinca ferro, exceto osso de baleia e casca de ovo.

Poleiros – Para que o pássaro possa melhor se movimentar, o número máximo de poleiros nas gaiolas será de seis, não contando os poleiros de cocho e/ou bebedouro que estiverem nas cabeceiras da gaiola;

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.