07/06/08 - 23h:48mDenunciar

Panos amarrados no corpo e na cabeça

Indumentária africana

Os tecidos enrolados no corpo fazem parte da indumentária africana e são amplamente utilizados por todo o continente, principalmente na África Negra.
São empregados de maneiras formais, em casamentos e festas, e informalmente no cotidiano, variando de uma simples peça de tecido a conjuntos completos.
Nessas amarras utilizam-se metros de tecido de boa qualidade.
E são frequentemente combinadas com turbantes, enrolados de maneira artística sobre a cabeça cobrindo completamente o cabelo.
Essa tradição de usar tecidos enrolados no corpo ganhou popularidade nos anos 60 com o movimento de orgulho negro.

Turbante Gele (guelê)

Os turbantes complementam o conjunto das vestimentas africanas e alguns deles são bem exóticos.
Na África Negra essa peça tem funções sociais e religiosas além de criarem diferentes estilos de moda.
Diz-se que uma vestimenta não está completa sem um turbante.
Ha diferentes estilos e as técnicas de amarrá-los constituem uma verdadeira arte.
O procedimento básico é que não se altera, todos começam a ser amarrados do mesmo modo, mesmo os mais intrincados.

Chitenge - pano de amarrar usado na Zâmbia

O pano Chitenge tem muitos usos na sociedade da Zâmbia além da saia enrolada na cintura.
Com esse tecido também são amarrados os bebês nas costas das mulheres e as trouxas com as compras para serem carregadas na cabeça.
O Chitenge é usado como agasalho quando o tempo muda.
No passado, antes do uso de panos, essas vestimentas e acessórios eram feitas de fibras vegetais tecidas pelos artesãos nas aldeias.

Comentários

czeiger não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.