22/12/06 - 12h:01mDenunciar

PETER PAN, O MENINO PERDIDO



Peter Pan é um personagem criado por J. M. Barrie; é também o nome de uma peça de teatro, de um livro para crianças e de várias adaptações destes. O personagem é um pequeno rapaz que se recusa a crescer e que passa a vida a ter aventuras mágicas.



HISTÓRIA



A fábula clássica traz a história do garoto Peter Pan, que não quer, de forma alguma, se tornar um adulto. Paralelamente, é mostrada a angústia de uma família inglesa de classe alta que tem seus três filhos “levados” por Pan à Terra do Nunca. Uma delas é Wendy, a filha mais velha que os pais e a tia insistem que se torne logo madura.



A Terra do Nunca é um lugar habitado por piratas, sereias e índios, onde a infância não passa, mas é constantemente ameaçada pelo Capitão Gancho.



Barrie inventou Peter Pan quando contava histórias aos filhos da sua amiga Sylvia Llewelyn Davies, com quem mantinha uma relação de amizade muito especial embora ambos fossem casados.



O nome provém de duas fontes: Peter Llewelyn Davies, o mais novo dos rapazes naquela época e de Pan, o malévolo deus grego das florestas. Poucos anos após a morte de seu marido, Sylvia Davies morreu de câncer e Barrie foi nomeado co-tutor dos rapazes, sem adotá-los oficialmente.



Há também quem sugira que a inspiração para o nome tenha sido o irmão mais velho de Barrie, David, que morreu acidentalmente patinando no gelo, quando tinha apenas 13 anos afetou profundamente a mãe deles. De acordo com Andrew Birkin, autor do livro J. M. Barrie and the Lost Boys, foi "uma catástrofe inacreditável da qual ela nunca se recompôs... Margaret Ogilvy retirou conforto da noção que tendo David morrido tão jovem, permaneceria um rapaz para sempre. Barrie buscou nessa idéia a inspiração".



Peter Pan apareceu pela primeira vez ao mundo em 1902 num livro intitulado The Little White Bird, uma versão ficcionada da relação de Barrie com as crianças de Sylvia Davies e que foi adaptada ao teatro numa peça chamada Peter Pan, or The Boy Who Wouldn’t Grow que estreou em Londres em 27 de dezembro de 1904.



Em 1906, a parte do livro The Little White Bird que fala de Peter Pan foi republicada com o título Peter Pan in Kensington Gardens, com ilustrações de Arthur Rackam. Em 1911, Barrie fez outra adaptação que chamou de Peter and Wendy, mas que normalmente é chamada simplesmente de Peter Pan.



Em Kensington Gardens (Londres) existe uma estátua de Peter Pan tocando flauta.



O filme "Em Busca da Terra do Nunca" com Johnny Depp retrata essa história sobre como a peça "Peter Pan" foi criada, mostrando as relações entre James M. Barrie e os garotos Davies, desde o início até a realização da peça.





WENDY



Há quem diga que Barrie inventou o nome Wendy. Na verdade, o nome já era usado tanto nos Estados Unidos como no Reino Unido, ainda que raramente. As histórias de Peter Pan popularizaram o nome, principalmente no Reino Unido. O nome Wendy está relacionado com o nome galês Gwendydd (pronunciando-se Gwen-deeth) e foi usado por Barrie numa época em que os nome galeses começavam a estar na moda em Inglaterra.





TEMAS



A principal temática da história de Peter relaciona-se com o crescimento (ou não), querendo o personagem manter-se sempre criança, para assim evitar as responsabilidades da vida adulta. A Síndrome de Peter Pan tornou-se um termo psiquiátrico usado para descrever um adulto que receia os comprometimentos e/ou se recusa a agir conforme a sua idade.



Alguns comentadores vêem também um cariz sexual no personagem. Os beijos de Wendy, o desejo de Peter em ter uma rapariga da sua idade que pudesse ser a sua mãe, os sentimentos conflituosos para com Wendy e Sininho (ambas representando diferentes arquétipos de mulheres) e o simbolismo da sua luta com Hook (tradicionalmente protagonizado pelo mesmo ator que representa o pai de Wendy); tudo isto sugere uma interpretação freudiana com implicações sexuais.





ADAPTAÇÕES



Peter Pan foi adaptado para teatro e cinema inúmeras vezes. Seguindo o exemplo da versão de palco original e também por razões práticas, Peter é na maioria das vezes mas não sempre representado por uma mulher adulta.



A Paramount Pictures editou a primeira versão em filme de Peter Pan em 1942. Era um filme-mudo protagonizado por Betty Bronson no papel de Peter e Ernst Torrence no papel de Hook. Barrie escolheu Bronson para o papel e até escreveu novos textos, mas o realizador preferiu guiar-se pelo argumento da primeira peça. No ano 200, a Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos classificou-o como sendo de importância cultural e escolheu-o para ser preservado no National Film Registry.



Foram produzidos vários musicais, sendo os mais conhecidos o de Jerome Kern de 1924, de Leonard Bernstein de 1950 e o de Jerome Robbins em 1954.



Em 5 de Fevereiro de 1953, a Disney lançou uma versão animada de Peter Pan. O actor Bobby Driscoll, de 15 anos de idade, dava voz a Peter Pan.



Em 1979 foi levada ao palco mais uma versão protagonizada pela atriz de TV e da Broadway Sandy Duncan.



Em 2003, P. J. Hogan realizou um filme protagonizado por Jeremy Sumpter (Peter), Rachel Hurd Wood (Wendy) e Jason Isaacs (Hook).





SEQUÊNCIA



Existem diversas adições à história de Peter Pan, umas autorizadas, outras não.



* Em Peter Pan and the only children de Gilbert Adair, publicado em 1987. Nesta versão, Peter vive debaixo do oceano, com um novo grupo de rapazes perdidos, recrutando crianças que caem dos barcos que passam.



* Em 1990, a Fox Studios edita uma série de desenhos animados chamada Peter Pan and the pirates que relata as aventuras diárias de Peter, Wendy e os Lost Boys. Jason Marsden deu voz a Peter e Tim Curry ao Capitão Gancho.



* Em Hook, filme de Steven Spielberg de 1991, Robin Williams faz de Peter, atraído de volta à Terra do Nunca (Neverland) por Tinker Bell (Julia Roberts), para lutarem contra o Capitão Gancho, protagonizado por Dustin Hoffman.



* J. E. Somma, publicou After the rain – A new adventure for Peter Pan em 2001. A ação decorre nos tempos atuais e conta a história da reação de Peter a um mundo que o menospreza e onde Peter é salvo por 3 crianças que lhe ensinam que crescer é bom.



* Em 2002, a Disney editou Return to Neverland, uma sequela da sua própria adaptação de 1953 e na qual Jane, a filha de Wendy, se envolve com Peter.



* A Hyperion Books, uma subsidiária da Disney, publicou em 2004 o livro, Peter and the starcatchers do humorista Dave Barry e do escritor de suspense Ridley Pearson.



* Em 2005, o Great Ormond Street Hospital anunciou que Geraldine McCaughrean tinha sido escolhida para escrever uma seqüência autorizada do livro de Barrie, com o título provisório de Captain Pan.

heroiz não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.