23/11/07 - 23h:20mDenunciar

.........

ao som de "Aqui (Memórias do Cárcere)"...linda canção. Não conhecia Cordel do Fogo Encantado...foi-me apresentado pela amiga Jaine (companheira de monografia). Uma mistura de poesia, teatro e música regional. Canções líricas transmitidas de forma carismática e simples. E como tudo que é simples é bonito demais...



a origem do grupo: o sertão de Pernambuco.





Cordel Do Fogo Encantado - Aqui (ou Memórias Do Cárcere)



Vou

Vou pregar na parede

Um pedaço de céu

Que você me mandou



Vou buscar outra constelação

Entre a noite que vai

E o dia que vem



Eu canto aqui

Eu olho daqui

Eu ando aqui

Eu vivo



Canto aqui

Eu grito aqui

Eu sonho aqui

Eu morro...

(morro)



Vou

Vou riscar no meu braço

Um pedaço de mar

Que você me deixou



E criar outra recordação

Do primeiro lugar

Que acordei pra te ver



Eu canto aqui

Eu olho daqui

Eu ando aqui

Eu vivo



Canto aqui

Eu grito aqui

Eu sonho aqui

Eu morro...

(morro)





Aí segue uma bonita poesia do sertanejo João Cabral de Melo Neto, interpretada pelo Cordel do Fogo Encantado...



Dos Três Mal Amados



O amor comeu meu nome, minha identidade, meu retrato

O amor comeu minha certidão de idade, minha genealogia, meu endereço

O amor comeu meus cartões de visita, o amor veio e comeu todos os papéis onde eu escrevera meu nome

O amor comeu minhas roupas, meus lenços e minhas camisas,

O amor comeu metros e metros de gravatas

O amor comeu a medida de meus ternos, o número de meus sapatos, o tamanho de meus chapéus

O amor comeu minha altura, meu peso, a cor de meus olhos e de meus cabelos

O amor comeu minha paz e minha guerra, meu dia e minha noite, meu inverno e meu verão

Comeu meu silêncio, minha dor de cabeça, meu medo da morte





Cordel do Fogo Encantado

Comentários (1)

1. soraggi 25/11/2007 - 09h01m

cartas pra ninguém: Desconfio de clubes que me aceitam como sócio.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.