17/01/08 - 09h:49mDenunciar

.....

eu, dinha e mamãe...família vai envelhecendo e os problemas com a saúde aparecendo. Estou doida para ver o sorriso da dona Cleuza novamente.



Aí vão duas poesias bacanas da Adélia Prado...essa velha Adélia é demais, não existe...rsrs.





ENSINAMENTO



Minha mãe achava estudo

a coisa mais fina do mundo.

Não é.

A coisa mais fina do mundo é o sentimento.

Aquele dia de noite, o pai fazendo serão,

ela falou comigo:

"Coitado, até essa hora no serviço pesado".

Arrumou pão e café, deixou tacho no fogo com água quente.

Não me falou em amor.

Essa palavra de luxo.





AMOR FEINHO



"Eu quero amor feinho.

Amor feinho não olha um pro outro.

Uma vez encontrado, é igual fé,

não teologa mais.

Duro de forte, o amor feinho é magro, doido por sexo

e filhos tem os quantos haja.

Tudo que não fala, faz.

Planta beijo de três cores ao redor da casa

e saudade roxa e branca,

da comum e da dobrada.

Amor feinho é bom porque não fica velho.

Cuida do essencial; o que brilha nos olhos é o que é:

eu sou homem você é mulher.

Amor feinho não tem ilusão,

o que ele tem é esperança:

eu quero amor feinho."











Comentários (2)

1. Ju Khouri 17/01/2008 - 10h03m

Taí, mãe e filha, pessoas maravilhosas, pelas quais sinto um carinho imenso... parece que as conheço de outras vidas... amo muito, e estou rezando pela rápida recuperação da D. Cleusa. Só não conheço a vovó, mas se é da família, deve ser tão maravilhosa quanto as descendentes... Ju, manda um super beijo pra sua mãe...

rednewvideomaker
2. rednewvideomaker 17/01/2008 - 12h53m

... é tô meio sumido mesmo! Muitos trabalhos graças a Deus.
Muito legal a foto e o filtro glow (brilho difuso) que usou.
Quanto ao ensinamento o melhor de todos com certeza é o de berço. É mais humano e menos formatado.
abraço e t+

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.