19/09/09 - 01:29Denunciar

...........

ao som de "giz", da Legião Urbana...fofa a música.

"E mesmo sem te ver
Acho até que estou indo bem
Só apareço, por assim dizer
Quando convém aparecer
Ou quando quero
Quando quero
Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou
Quero que saibas que me lembro
Queria até que pudesses me ver
És parte ainda do que me faz forte
E, pra ser honesto,
Só um pouquinho infeliz"


Na foto: minha sobrinha Doroty...rs.


A vida

Raquel Naveira

A vida bate como um relógio.
Um arfar de vento no capim.
É fome que rói as entranhas, facho que ilumina os olhos, percorre o corpo em incêndio e queima os lábios de paixão.
Um cheiro de carne, de vinho, de fruta recém-tirada do pé.
A vida recende violenta.
Por que não abocanhá-la inteira, cruel, vermelha, suculenta, escorrendo sangue pelos dentes?

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.