04/02/10 - 23:39Denunciar

.............

ao som "Dead Soulds", da Joy Division...

Foto: capela de Dorcemília Carolina de Arantes Faria e de suas duas filhas Maria e América, na comunidade rural da Caveira. Essa mulher foi a segunda esposa do meu tataravô Joaquim Luiz de Faria, pai de Laurindo Luiz de Faria (fruto do primeiro casamento), que foi pai da minha avó Jovita Arantes de Faria.

Preparamos uma reportagem, para sair na próxima edição da "a par", sobre a epidemia de varíola que aterrorizou Formiga entre 1907 e 1909. Ao revisar a matéria, que conta a história de várias vítimas da doença e que foi feita pela nossa estagiária Pâmela, percebi que Dorcemília era familiar para mim. Assinava Arantes de Faria, sobrenomes da minha avó, e morava na Caveira, comunidade rural em que minha mãe nasceu. Fui atrás da minha avó e pedi para que ela me contasse a história de Dorcemília. Dinha me contou tudinho, foi fiel ao que está relatado nos arquivos da Prefeitura de Formiga. Dorcemília foi madrasta do pai da minha avó. O que achei estranho foi o fato de ela assinar Arantes, assim como minha avó. Dinha acredita que Dorcemília era parente da mãe dela, Francina Benta Arantes.

Confira a história sinistra ocorrida com o meu tataravô e sua segunda família, na Caveira (nome mais rock para uma comunidade rural...rs)


Essa história ocorreu em 1908, na região da Caveira, que, na época, pertencia a Formiga. Atualmente, faz parte de Córrego Fundo. Uma moradora do local, Dorcemília Carolina de Arantes Faria, começou a ter sinais da varíola com o aparecimento de uma febre. A família dela era composta pelo marido Joaquim Luiz de Faria e três filhos: Acácio, de 6 anos, Maria Arantes Faria e América Arantes Faria (uma recém-nascida e outra de 4 anos).
O dono de uma fazenda na região, ao descobrir que a família estava com a doença contagiosa, resolveu isolá-la em um rancho nos terrenos de sua propriedade. Foi construída uma casa coberta de capim para abrigá-la.
A história da família foi contada por Acácio, que só faleceu em 1981. De acordo com ele, os sintomas da varíola pioravam com o passar do tempo e eles não tinham acesso a medicamentos nem outro tipo de ajuda. Enviados pelo dono da fazenda, os mantimentos eram colocados em um barranco pelos empregados que, aos gritos, avisavam a chegada dos alimentos à família.
Acácio contou que sua mãe foi a primeira a falecer. Mesmo morta, a recém-nascida continuava a amamentar-se na mãe. Sua irmã de 4 anos foi encontrada sem vida por ele, próxima ao rancho. Incapaz de carregá-la, arrastou-a pelos cabelos e a colocou junto da mãe e do bebê, que também acabou falecendo.
Segundo Acácio, depois da morte da mãe e das irmãs, com os corpos já em estado de decomposição, ele e o pai, muito debilitado por causa da doença, espantaram por diversas vezes os urubus para que não prejudicassem a integridade física dos corpos. Ao perceber a presença de uma grande quantidade de urubus naquela região, o fazendeiro, achando que não havia mais ninguém vivo, chamou a polícia para que os corpos pudessem ser enterrados. Ao chegar ao local, os policiais encontraram Acácio e seu pai, Joaquim, muito debilitados. Eles enterraram a mãe e as duas irmãs e trouxeram os sobreviventes para Formiga, após incendiar o rancho.
Apesar dos cuidados a que foram submetidos na cidade, Joaquim não resistiu e faleceu. Acácio, quando veio para Formiga, estava com larvas ao redor dos olhos. Para tentar resolver o problema da criança, alguém colocou creolina em seus olhos e o deixou cego. Mesmo contraindo a cegueira, Acácio casou-se e teve sete filhos. Morreu com 80 anos, no dia 28 de maio de 1981.
No local onde estão sepultadas mãe e filhas, foi colocada uma cruz de madeira grande, com outras duas cruzes pequenas nas pontas. A grande representa a mãe e as pequenas, as filhas. Em 1997, uma capela foi erguida no mesmo lugar, mantendo a cruz de madeira. Atualmente, o local recebe muitas pessoas que dizem receber graças por intermédio das almas de Dorcemília e de suas filhas.

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.