..........

ao som de "Frederick", da Patti Smith...


Foto: Depois de ter sido atropelado e perdido parte dos dentes com o coice de um cavalo, Bilú foi covardemente abandonado por seu dono em uma estrada rural. Alguém que o conhecia o levou até minha vizinha, que também não se importou com o cão. Um dia ele veio parar na porta da minha casa. Queria conquistar a Luma. Sem sucesso. Não conseguiu. Luma é apaixonada pelo San, cachorro de uma outra vizinha. Difícil essa minha menina. Não é cadela para todos os machos. Só aceita um: o San. E detalhe: San e Bilú não se suportam. Não podem ver um ao outro. Bom, a questão é que Bilú não conquistou a Luma, mas conquistou a família dela. O amor nasceu e agora ele é o meu terceiro filho adotivo. Daqui não sai mais. Assim como gera carinho, o amor também provoca ciúmes. Além de San, Bilú não gosta do meu vira-lata Lucky. Na maioria das vezes eles se evitam. Mas se mimo um e o coloco no colo, é motivo para o outro ficar louco de ciúmes. É preciso estar sempre observando os dois para evitar as brigas iminentes.


"Cães amam seus amigos e mordem seus inimigos, bem diferente das pessoas, que são incapazes de sentir amor puro e têm sempre que misturar amor e ódio em suas relações. "
(Sigmund Freud)

Acho demais a sinceridade e a fidelidade canina. Os cães têm personalidade, não são nem um pouco neutros (o que detesto nos humanos). Não conhecem a falsidade. E mesmo assim tem gente que maltrata cachorro. Que verme!

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.