.......

ao som de "dance like a monkey", da New York Dolls...


Foto: a mão de Deus pesou mais. No lugar das orações, solidariedade.

Acabei de ler o livro "no que acredito", do filósofo inglês Bertrand Russell. Em vez de Deus, ele acredita no homem, esse ser absurdo (na minha opinião). Para Russell, é intolerável pensar que algum ser pudesse deliberadamente ter criado um mundo em que sofremos ansiedade constante e morremos de doenças dolorosas - quando não morremos em decorrência de alguma violência ou tragédias naturais, como a do Rio de Janeiro. Ele afirma que paz e felicidade só podem ser asseguradas por meio do estímulo de instinto criativo (que nos leva a buscar coisas que são possuídas por uma pessoa sem que isso prejudique ninguém) e do desvio do instinto possessivo (busca exclusiva propriedade sobre aquilo em que se concentra e leva uma pessoa competir com a outra). São várias colocações interessantes de Russel. Gostei do livro. Na opinião dele, a vida virtuosa é aquela inspirada pelo amor e guiada pelo conhecimento. Achei isso lindo.


Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.