12/11/06 - 23h:14mDenunciar

New Order

"Movimento, história e emoção"



São 23h30. Um grupo de amigos espera apreensivo pelo show do New Order no Pop Rock Brasil. Ansiosos, eles caminham no meio da multidão de fãs em sentido ao palco. Querem ficar mais perto dos músicos que fizeram história e foram os pioneiros a introduzir a música eletrônica ao rock. Uma grade não os deixam ficar tão próximos assim, mas a distância acaba sendo pequena. É meia-noite. Vestidos de preto, os quatro velhos de Manchester entram no palco. A multidão grita. Bernard Summer pega sua guitarra, Peter Hook seu contra-baixo, Stephen Morris vai para a bateria e Phill Cummings para a guitarra e teclado. Começa então "Crystal". A emoção toma conta da multidão. Pessoas pulam, dançam e cantam junto aos músicos ingleses. A cada canção, a cada batida e acorde, uma iluminação de palco diferente. As cores azul, verde, vermelha e roxa entram no ritimo das frases musicais.

O show é da New Order, mas os velhos de Manchester relembram a Joy Division, antiga banda deles que surgiu em 1977 e acabou em 1980 após o suicidio do vocalista Ian Curtis. Tocam clássicos, como "Transmission" e "Love will tear us apart". O público está cada vez mais impressionado. É uma música melhor do que a outra.

Peter Hook, ahhhh Peter Hook...esse faz um show à parte. Sola seu contra-baixo em uma performance espetacular. Inquieto, esse "velho porra-louca" anda pelo palco a todo momento. Sua diversão é tanta que parece uma criança. Brinca com seu instrumento, o leva próximo ao chão e encanta a multidão. Esse velho com espírito de jovem mostra também seu talento como baterista. Em pé, toca uma pequena bateria eletrônica com muita força e pegada. A cada parada de solos, um sorriso para o público, um tchau, uma escorada na caixa de som, uma passada de mão nos cabelos grisalhos. É uma sensualidade estúpida, é um pecado. São muitos arrepios pelo corpo, são vários orgasmos. Há uma amiga belorizontina que chora ao assistir o show. Mas a emoção é tanta que não dá para segurar, transborda. A vontade é de parar o tempo, é de chegar mais perto. A noite é mágica, a noite é histórica, a noite é New Order...



Esse texto descreve a noite de sábado, em Belo Horizonte. Como disse o jornalista da Globo, Willin Waack, "até que enfim o New Order veio para uma turnê no Brasil". E como valeu à pena tomar chuva, como foi bom o show e como foi bom reencontrar os amigos (Steph, Gleison, Paulo, Tereza, Patrícia e bandas Carolina Diz, Enjoy e Slama!). No final, todos falavam a mesma coisa: "foi demais", "que puta show", "que showzaço", "foi de lavar a alma"...



Aí vai a música "Crystal" que abriu o show do New Order...



Somos como o cristal, quebramos facilmente

Sou um homem pobre, se me abandonar

Sou aplaudido, depois sou esquecido

Era verão, agora é outono



Não sei o que dizer, você não se importa mesmo

Estou enfurecido

(Diga-me o que fazer)

Com uma garota que traí

Quando há amor, tudo é como o mel

Não se compra com dinheiro,

Você não está mais sozinha,

(A qualquer momento em que esteja comigo)

Você mexeu com a minha alma, você mexeu com a minha alma



Somos como o cristal, não é fácil

Com o seu amor, pode me alimentar

Todos os homens, todas as mulheres

Precisam de alguém



Então deixe acontecer

Deixe acontecer, deixe acontecer, deixe acontecer

Deixe acontecer, deixe acontecer, deixe acontecer

Deixe acontecer



Não sei o que dizer, você não se importa mesmo

Estou enfurecido

(Diga-me o que fazer)

Com uma garota que traí

Quando há amor, tudo é como o mel

Não se compra com dinheiro,

Você não está mais sozinha,

(A qualquer momento em que esteja comigo)

Você mexeu com a minha alma, você mexeu com a minha alma



Deixe acontecer, deixe acontecer, deixe acontecer



Somos como o cristal, não é fácil...todos os homens, todas as mulheres precisam de alguém...vc mexeu com a minha alma - New Order New Order

Comentários (5)

1. Jusmith 13/11/2006 - 00h56m

Sou mesmoooooooooo...rsrs. E vc também é...como vc mesmo me disse hoje Alisson, Peter é o melhor...até agora não me conformo de vc ter perdido esse show.

2. anarkos 13/11/2006 - 10h31m

a pista do show virou uma pista gigantesca de dança. blue monday today is a happy monday. agradecidos estamos ao new order...

3. marquinho-laser shop 13/11/2006 - 11h54m

puxa ju, falando assim agente fica arrependido de nao ter ido ao show,eu ate vou ouvir agora o classico dos anos 80 PERFECT KISS

4. Flávio Distúrbius 13/11/2006 - 18h05m

Lindo texto, Ju! Repito o que te disse pessoalmente: a vida é curta.É o que a torna digna de ser vivida são momentos como o que vc viveu neste show. Bjs!

5. césar 14/11/2006 - 15h31m

que texto lindo, ju.
você está cada vez mais...jornalista!
na verdade uma ÓTIMA E VERDADEIRA jornalista. caso raro nas redações hoje em dia.
o show foi mágico mesmo.
só senti falta de ser num lugar diferente.
aquela micareta pop rock tava uma festa estranha com gente esquisita.(nós éramos os esquisitos,na verdade,rs)
e eles podiam ter poupado a gente da participação do vocalista-boy-lutador de jiu-jitsu da ***** do manitu.
MAS PHODA-SE,ERA O NEW ORDER.
e, CLARO,valeu a pena.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.