11/04/07 - 02h:38mDenunciar

Wilco

Ao som de "Ashes of American Flags" da Wilco...





Aí vai um pequeno texto...





O fardo



Mais uma manhã de inverno chegou. O ano é 2000 e a cidade é Formiga. O mês é maio. O dia não se sabe. As horas, ah sim, o relógio desperta e marca 7. Alice da Silva, 18 anos, acorda, se mexe na cama, mas hesita em se levantar. Tenta dormir mais um pouco, enroscada ao seu cobertor. Passa cinco minutos e sua consciência vai logo avisando:

- Você precisa se levantar. A jovem, que tem nome de personagem de conto de fadas, se sente sozinha. Não conheceu o pai e sua mãe a abandou ainda nova, junto à irmã de 10 anos. Moram em um barracão velho deixado pelo avô que morreu em 98. Alice sabe que fora de casa há um mundo a sua espera. Lava o rosto e vai à cozinha preparar o café. Encontra cincos bolachas no armário e, com um resto de pó, prepara um café ralo e doce. Come duas bolachas e deixa outras três para a irmã mais nova, que está a dormir.

Alice não sabe o que vai comer no almoço, muito menos sua irmã. Sai então à procura de “bicos”. Cada dia sobrevive de uma maneira. Às vezes vende latinhas, às vezes apela para a prostituição. A jovem aprendeu a reclamar da vida, a reclamar de Deus. A falta de dinheiro e as angústias lhe transformaram em uma mulher amarga, mas isso não a impede de sonhar. Quando sente tristeza, vai à biblioteca pública. Aprendeu a ler com o avô e, agora, ensina a irmã. Tem o hábito de sentar na praça em frente à biblioteca para ler, sem muito tempo para leitura. Corre diariamente contra os minutos para conseguir trocados. A vida é real demais e não lhe permite desfrutar muito da imaginação. Na biblioteca, já é querida e conhecida das funcionárias. Isso facilita seu acesso aos livros.

A jovem assiste sua adolescência passar em meio a conflitos e responsabilidades. Queria ser como as outras que pintam cabelo, falam em celular e namoram. E queria também estudar, entender o mundo, as pessoas e a Deus. Alice virou mulher muito nova. A vida lhe obrigou a amadurecer. Carrega um fardo sempre com a esperança de que em uma próxima manhã de inverno vencerá.





Wilco

Comentários (6)

1. B. 11/04/2007 - 08h10m

D+ o texto, mas faltou a receita do café!
haha!

2. jusmith 11/04/2007 - 08h14m

Branco, minha receita é diferente da sua...rsrsr. Amanhã, posto seu texto com a receita do café...rsrsrs.

3. Camila 11/04/2007 - 09h05m

Café Ralo Doce:
1/2 colher (de café...) de pó
5 xícaras (de café...) de açúcar
1 litro de água

jukhouri
4. jukhouri 11/04/2007 - 10h58m

será que fica bom?

maritheusaeverde
5. maritheusaeverde 11/04/2007 - 11h15m

duvido q vc gosta de wilco!!!!!!!!!

maritheusaeverde
6. maritheusaeverde 11/04/2007 - 20h06m

muito massa uá! isso é raro!

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.