06/11/09 - 14:47Denunciar

O perfeito imperfeito. Ou seria o imperfeito perfeito?

Quando fiquei sabendo que estava grávida, me lembro que eu pedia muito a Deus que minha filha viesse ao mundo saudável. Acho que é o que toda mãe pede. Quando a gente fica sabendo desta notícia, imagina aquele bebezinho perfeitinho.
Sem hipocrisia, mas ninguém imagina um bebê imperfeito, com alguma doença congênita ou hereditária. Não. A fantasia sempre é de um bebê perfeito. Assim também sempre foi a minha! E meu sonho se concretizou! A Marina chegou ao mundo 2 semanas antes, mas toda perfeitinha...Picorrucha,mas toda certinha sabe? Toda miudinha do lado daquela mãe imensa!
E gente! E o amor que eu senti naquele momento e sinto até hoje? É um amor tão desproporcional que chega a doer!
Ela foi toda perfeitinha até a primeira revisão pediátrica, aos 7 dias de vida...A pior notícia da minha vida veio nesse dia...E é impressionante, eu lembro cada minuto de tudo isso sempre que paro pra pensar...Posso sentir no meu peito a mesma angústia, igualzinho. Torturante sempre reviver isso? Hoje não acho mais. Ponho pra fora minhas sensações e valorizo. Valorizo cada vez mais a vida!
Lembro como se tivesse sido ontem o nascimento dela, a notícia da cardiopatia congênita, e o que dizer da cirurgia com 10 dias de vida, e a última, em que tivemos que voar o mundo, sabendo que levávamos nossa pequena pra mais uma cirurgia, esta fundamental e sem outra alternativa... Foi ontem! Não, não foi...
Agora, dia 09 de novembro de 2009, faz 3 anos que recebi minha filhota de volta pra mim... Faz 3 anos que os médicos estiveram com o coraçãozinho dela nas mãos, e colocaram ele direitinho, de volta, no mesmo lugar...E a entregaram pra vida... Há 3 anos...
O que eu sinto? Tudo aquilo de novo... Aquela angústia, aquela espera... Aquele momento a vendo adentrar no elevador pro bloco cirúrgico no colo do médico e me dando tchauzinho...Horas e horas que para mim foram intermináveis na sala de espera...E por fim, poder vê-la na UTI, e perceber, a cada hora que passava, que ela se recuperava de uma maneira desproporcional, descomunal...Ver um toco, gigante.
Hoje fico pensando quando que Deus decidiu que isso aconteceria nas nossas vidas... Antes me perguntava o por que. Achava que era injusto, que não era certo logo conosco, que desejamos tanto, e com tanto amor alguém, ter que sofrer tanto como a gente sofreu. E hoje acho que eu vejo de outra forma tudo isso.
Olho pra minha Marina e... Puxa... Agradeço ao velho lá de cima todo santo dia pela filha mais perfeita do mundo que ele podia ter nos dado... Olho pra ela, e penso que não sei o que seria da minha vida se ela não existisse. Exatamente assim como ela é. Me ensinando a amar a vida cada dia mais. Feliz, muito feliz! Sempre com um sorriso estampado no rosto!
Hoje olho praquela cicatriz no peito, que antes de estar ali, me causava tanto receio e tantos questionamentos, e sinto um orgulho tão grande dela... Ela já está bem apagadinha, mas nós sabemos que ela está ali, pra inundar a gente de orgulho! Orgulho esse, que ela também demonstra quando a mostra pra quem quiser ver!
Sinto-me hoje, bem como ela ensinou-me a me sentir, feliz! E é essa felicidade que hoje quero dividir com todos os amigos, conhecidos, e até muitos desconhecidos, que acompanharam e acompanham a vida da nossa guerreira, que sintam a felicidade que a gente sente! Eu agradeço a força de todos que nos carregaram sempre, por todo este período.
Falando em força, um dia me disseram que nos admiravam por termos feito tudo o que fizemos e agüentamos. Que se estivessem no nosso lugar não agüentariam... Penso que eu diria o mesmo! Isso é o que a gente pensa, quando não acontece com a gente, quando acontece, a gente vive, sofre, mas agüenta!
Se eu choro? Claro que eu choro! É só começar a relembrar que aqui estou com as lágrimas escorrendo pelo rosto... Mas também com um sorriso estampado neste mesmo rosto, e com um choro gostoso, de alegria, porque sabemos que o final foi mais do que perfeito!
E a perfeição?? Com uma semana fiquei sabendo que ela não era perfeita. Quem disse?? É a pessoa mais perfeita que conheço na face da Terra. Com todos seus defeitos maravilhosos! A perfeição é relativa, o que pode não ser perfeito pra uns, pode se encaixar perfeitamente para outros... Ela encaixa perfeitamente na minha vida!
Filha, te amo! Obrigada por ter chegado pra me ensinar a viver, ser feliz, e me mostrar como existem coisas bem maiores neste mundo!
Patrícia Torres Moreira

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.