Blog

simpatias

por oyadunce em 22/4/2008

:: SIMPATIA 02 :: Dentro de um prato com água colocam-se: 3 pedacinhos de carvão, 3 pitadinhas de cinza, 3 pitadas de sal e 3 palhinhas de milho. Ferve-se tudo. Vai-se despejando de um vasilhame para o outro, dizendo: "O que eu benzo? Nervo torto, carne quebrada, junta desconjuntada e veia dilatada." Reza-se um pai-nosso para São Pedro. Repetir a simpatia 3 dias. Reumatismo do pescoço. Este fica torto e dobrado para o lado do músculo afetado endurecido. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Quem estiver com o pescoço duro (torcicolo) embrulhe-o com a meia da esposa se for homem e com a meia do marido se é mulher. Cura na hora. As meias devem ser já usadas para a simpatia produzir eleito. :: SIMPATIA 02 :: Um canhoto deve virar a cabeça do doente de torcicolo aos pouquinhos até o queixo quase encontrar o ombro, de um lado e do outro, por três vezes. :: SIMPATIA 03 :: Fazer cruzes com um gesto da mão, dizendo, três vezes: "Que é que eu curo? _ Torcicolo responde o doente." Risca-se de leve, sem ferir, o pescoço do doente em cruz com a ponta de uma faca. Mal-de-sete-dias ou mal-de-umbigo é o tétano do recém-nascido. Quando se manifesta, a criança fica com os maxilares cerrados; um ou dois dias depois, os másculos do pescoço e do tronco tornam-se rijos e a respiração difícil. O médico deve ser chamado imediatamente. A medicina caseira antiga prescrevia para esses casos banho geral de água tépida, clister de água morna, fricção no corpo com aguardente canforada e aplicação no umbigo de bálsamo de copaíba. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Antes de se manifestar o tétano, a medicação para fazer cair o umbigo incluía erva cidreira torrada, azeite de mamona, picumã e teia de aranha. :: SIMPATIA 02 :: Amarra-se um grão de milho no umbigo herniado, apertando-o com uma faixa. :: SIMPATIA 03 :: Enrola-se uma moeda num pano e firma-se com uma faixa sobre o umbigo saltado da criança. Deixa-se até o umbigo baixar. :: SIMPATIA 04 :: Dá-se um talho no tronco da bananeira, com uma faca virgem, numa sexta-feira. Em seguida, leva-se a criança que precisa de simpatia e encosta-se o umbigo herniado no corte feito. Pequenas excrescências cutâneas, consistentes, formando protuberâncias ásperas. São produzidas por hipertrofia das papilas da pele. Popularmente, procura-se remove-las com aplicações de querosene, de óleo de semente de caju, de seiva de plantas de leite, como figo e avelãs, e mais: folhas pisadas de celidônia e saião, emplastros de sabão de cinza. Todavia os remédios mais usados são os da magia simpática. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Corta-se uma berinjela em duas partes. Passam-se as duas superfícies cortadas, 3 vezes, sobre as verrugas; juntam-se novamente as duas partes, amarram-se com um cordão e guarda-se tudo em lugar úmido (embaixo do tanque). Repete-se a mesma operação com a mesma berinjela, três dias, guardando-a sempre no mesmo lugar. Passados os três dias, deixa-se a berinjela embaixo do tanque até apodrecer. :: SIMPATIA 02 :: Amarra-se um cabelo da crina ou do rabo de um cavalo, bem apertado e em nó, no pé da verruga, em baixo. Deixa-se cair por si. Quando ele sai, sai com a verruga. O pêlo tem de ser de cavalo (macho) quando for verruga de mulher e de égua quando for de homem. :: SIMPATIA 03 :: Passa-se uma moedinha na verruga, joga-se na água corrente e sai-se correndo, sem olhar para trás. :: SIMPATIA 04 :: Cortam-se as verrugas, por cima, sem tirar sangue e passam-se sobre elas três pedrinhas de sal. Estas serão colocadas na goteira, em dia de chuva, até se derreterem de vez e, então, as verrugas irão embora. :: SIMPATIA 05 :: Raspar a verruga até sangrar, passar um pouco de sal no sangue e jogar no fogo. Sair correndo para não ouvir os estalos. Se não os ouvir, o verruguento fica livre das verrugas, se ouvir, para cada estalo nasce mais uma verruga, aumentando as que ele já tem. :: SIMPATIA 06 :: O ensalmo, para a simpatia que se segue, é o seguinte: Em nome de Deus Pai, todo-poderoso, eu vos encruzo as verrugas deste irmão o (irmã): Em nome de Deus Pai, assim como deu força para a cobra coral, que engole todas as cobras, que, para o nosso bem engula também as verrugas do corpo deste irmão(a), -' para nunca mais voltarem. Em nome de Deus Pai todo-poderoso. Amém. (Aqui o benzedor faz o sinal da cruz). :: SIMPATIA 07 :: Encosta-se um tostão na verruga, joga-se na água corrente e sai-se correndo, sem olhar para trás. :: SIMPATIA 08 :: Pega-se um pedaço de toucinho frito, passa-se na verruga ainda quente e enterra-se o toucinho na goteira da casa. Quando ele apodrecer, a verruga cai. VARIANTE I Passa-se o toucinho fresco sobre as verrugas e enterra-se o toucinho em casa de formiga ruiva. :: SIMPATIA 09 :: Fere-se de leve a verruga, passam-se nela 3 pedras de sal e atira-se este para trás, sem olhar. :: SIMPATIA 10 :: Quando se entrar numa igreja pela primeira vez, passa-se a mão verruguenta na parede. :: SIMPATIA 11 :: Passar uma lesma na verruga e soltá-la depois. Ela vai embora e a verruga também. :: SIMPATIA 12 :: Conta-se quantas verrugas uma pessoa tem. Dão-se tantos nós num barbante quantas são as verrugas. Enterra-se o barbante. Quando este apodrecer, acabam-se as verrugas. :: SIMPATIA 13 :: Enquanto murmura a reza, o benzedor, com pedrinhas de sal grosso nas mãos (uma para cada verruga), vai formando cruzes com seus gestos, o que se chama encruzar. Na mão direita, o benzedor conserva o sal. Na esquerda segura um punhal virgem, de cabo rajado, parecido com rajas de lagarto, ou com pele de cobra. Sobre a mesa deve estar um copo com água. Terminado o benzimento, joga-se o sal no copo de água e atira-se tudo na água corrente, para rodar. VARIANTE I Dispõem-se sobre uma mesa um prato com sal grosso, um punhal de cabo rajado e um copo virgem com água limpa. Conforme se vai rezando o ensalmo, vai-se riscando o sal em cruz com a ponta do punhal. Mal se acaba a reza, joga-se o sal na água de um rio corrente, pois essa água não poderá ficar nem um minuto dentro de casa. :: SIMPATIA 14 :: Pega-se com a mão esquerda um talo comprido de folha de mamona e com a direita uma faca virgem. Pergunta-se ao verruguento: " Que corto? Verruga braba ele responde." Assim mesmo eu corto, raiz meio e rabo torna o perguntador, ao mesmo tempo que corta três pedacinhos do talo. Opera desta maneira três vezes. Agradecimento: oferece-se o ritual às 3 pessoas da Santíssima Trindade. Reza-se em seguida, uma ave-maria, uma santa-maria, um pai-nosso, uma salve-rainha. São três dias dessa simpatia. No último dia, juntam-se os 9 talinhos de cada dia e colocam-se no fumeiro, dentro de um saquinho, para secar. Quando o talo de mamona secar, as verrugas desaparecem. :: SIMPATIA 15 :: Para acabar com a verruga, passa-se nela um pedaço de carne e joga-se para o cachorro comer. Usa-se um patuá, contendo a seguinte oração: "Sete bichas que existem no corpo de Fulano (aqui o nome do lombriguento) das 7 que existiam morre 1 e ficam 6; das 6 que ficam, morre 1 ficam 5; das 5 que ficam, morre 1 e ficam 4; das 4 que ficam, morre 1 e ficam 3; das 3 que ficam, morre 1 e ficam 2; das 2 que ficam morre 1 e fica 1. A que ficou morre e fica a mãe do corpo. Padre Filho, Espírito Santo. Digna senhora Santa, mãe de Maria Santíssima e mãe de Jesus Cristo. Assim como estas palavras são certas, as bichas mortas hão de sair de uma em uma e não hão de ficar nem as bichas ensacadas '(1). Estas virarão em água com os poderes das três pessoas da Sagrada Família: Jesus, Maria, José. Amém. Como se vê, misturam-se no ensalmo (2) as palavras sacralizadas com os rituais da magia simpática especialmente as que se relacionam com números e com a analogia das formas crescentes e decrescentes de numeração. Doença infecciosa aguda, peculiar à infância, que se manifesta por acessos de tosse violenta, convulsões, vômitos e uma espécie de regougo, que o povo chama de "cantar como galo". Outro nome: "Tosse comprida". ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Cortam-se três gomos de sabugo atravessados por um cordão e coloca-se esse cordão no pescoço de um cachorro. Quando rebentar o cordão do cachorro, acaba a coqueluche da criança. :: SIMPATIA 02 :: Escreve-se a salve-rainha (oração), faz-se um breve ou patuá e pendura-se no pescoço da criança todas as vezes em que houver um andaço de tosse comprida. :: SIMPATIA 03 :: Levar a criança coqueluchenta durante nove dias, bem cedinho e antes do sol sair, a passear pelos campos. Devem-se atravessar três rios por dia. Em pouco tempo termina a coqueluche. :: SIMPATIA 04 :: Faz-se um patuá de ave-maria, isto é, escreve-se a oração chamada anunciação angélica e, popularmente, ave-maria, e põe-se o papel num patuá, que se pendura no pescoço do doente, durante oito dias. Depois disso, pendura-se o mesmo patuá no pescoço do cachorro para lá ficar até cair sozinho. :: SIMPATIA 05 :: Cortar a parte branca da pena do urubu e pendurar em patuá no pescoço do doente. :: SIMPATIA 06 :: Cuspir na boca de um peixe vivo e soltá-lo no rio novamente é simpatia que serve para bronquite, asma e para coqueluche. :: SIMPATIA 07 :: Ferve-se leite com açúcar em três pedregulhos. Deixa-se num copo ao sereno. Beber no dia seguinte, deixando os pedregulhos no copo para serem enterrados. :: SIMPATIA 08 :: Faz-se o coqueluchento tomar banho em três rios, de seguida, antes do sol esquentar. :: SIMPATIA 09 :: Atravessar sete riozinhos, de manhã antes do sol nascer, passando por dentro d'água. :: SIMPATIA 10 :: Sair com a criança antes do sol nascer, para apanhar o sereno da madrugada. : SIMPATIA 01 :: Para dor de barriga de criança contamos com duas simpatias preventivas. Primeira: Ao lavar as fraldinhas, não se deve torcê-las. A Segunda: Banha-se menino novo com alfazema. A mesma simpatia se faz quando a dor de barriga já se instalou, para curá-la. :: SIMPATIA 02 :: Quando a dor de barriga são cólicas, molha-se o dedo no querosene e passa-se em volta do umbigo :: SIMPATIA 03 :: Helena Morley (Minha Vida de Menina) dá uma prática comum em Diamantina no início do século passado: quando se tem dor de barriga, toma-se água com raspa de pão bento. :: SIMPATIA 04 :: Deixam-se cozinhar durante trinta minutos: três galhos de marcelinha, três galhos de camomila e três galhos de hortelã, em meio litro d'água. Após este tempo, deixa-se esfriar, adoça-se e juntam-se três gotinhas de vinagre. Toma-se três vezes ao dia, sendo a primeira vez de manhã muito cedo, em jejum. Depois do chá, faz-se uma fomentação só com a hortelã e um pouco de vinagre na barriguinha do nenê. Passando somente as pontas dos dedos no vinagre traçam-se cruzes de vinagre na cabeça, mãos pés e barriga do nenê. : SIMPATIA 01 :: Amarrar guizo de cascavel na perna. :: SIMPATIA 02 :: Por uma ferradura no fogo até ficar vermelha, da cor do fogo. Pedir para a criança urinar sobre ela. Depois esconde-se a ferradura embaixo do colchão da criança. Repete-se a simpatia três sextas-feiras seguidas. :: SIMPATIA 03 :: Amarrar guizo de cascavel na perna. :: SIMPATIA 04 :: Sentar a criança num formigueiro. :: SIMPATIA 05 :: Comer crista de galo faz a criança aprender a se conter. :: SIMPATIA 06 :: Aquecer um machado até ficar vermelho e mandar a criança urinar em cima dele. Erupção de bolhinhas na pele, do tamanho de cabeças de alfinete. Pequenas vesículas vermelhas. Dão muita coceira. Desaparecem em poucos dias. Convém banhar a criança com água morna e vinagre e dar-lhe para beber algumas colheres de limonada e um laxante brando. :: SIMPATIA 01 :: Põe-se nas brasas um caco e telha virgem, até ficar vermelho. Quebra-se a frieza da água de uma bacia com esse caco e dá-se um banho no nenê (evita ou cura brotoeja). : SIMPATIA 01 :: Para dor de barriga de criança contamos com duas simpatias preventivas. Primeira: Ao lavar as fraldinhas, não se deve torcê-las. A Segunda: Banha-se menino novo com alfazema. A mesma simpatia se faz quando a dor de barriga já se instalou, para curá-la. :: SIMPATIA 02 :: Quando a dor de barriga são cólicas, molha-se o dedo no querosene e passa-se em volta do umbigo :: SIMPATIA 03 :: Helena Morley (Minha Vida de Menina) dá uma prática comum em Diamantina no início do século passado: quando se tem dor de barriga, toma-se água com raspa de pão bento. :: SIMPATIA 04 :: Deixam-se cozinhar durante trinta minutos: três galhos de marcelinha, três galhos de camomila e três galhos de hortelã, em meio litro d'água. Após este tempo, deixa-se esfriar, adoça-se e juntam-se três gotinhas de vinagre. Toma-se três vezes ao dia, sendo a primeira vez de manhã muito cedo, em jejum. Depois do chá, faz-se uma fomentação só com a hortelã e um pouco de vinagre na barriguinha do nenê. Passando somente as pontas dos dedos no vinagre traçam-se cruzes de vinagre na cabeça, mãos pés e barriga do nenê. Espinhela é nome vulgar do apêndice cartilageíneo alongado, que termina inferiormente o esterno, chamado também apêndice xifóide. A doença conhecida pelo povo como espinhela caída tem variadas denominações: arca caída, bucho-encostado, bucho-virado, vento-virado. E outra das moléstias misteriosas do folk. A seu débito entram inúmeras mazelas. Mal-estar proveniente de anemia, debilidade orgânica, depauperamento em geral, doenças não identificadas que fogem à sintomatologia corrente, atribuídas a males corriqueiros, etc. tudo isso passa à classificação de mau-olhado ou de espinhela caída. :: SIMPATIA 01 :: Fazer um travesseiro de dormideira para a insônia nenê. :: SIMPATIA 02 :: Colocar um ramo de dormideira num vaso com água no quarto da criança. :: SIMPATIA 03 :: Colocar um ramo de dormideira num vaso com água no quarto da criança. :: SIMPATIA 04 :: Para crianças rebeldes, nervosas ou malcriadas: Sapeca-se no fogo uma vara de marmelo para tirar sobrecasca, na sexta-feira santa. Guarda-se esta vara, para usar, quando for preciso, nestas condições: dão-se três varadas na criança enfrenesiada, em três sextas-feiras seguidas. :: SIMPATIA 05 :: Quando a criança não dorme à noite mas dorme bem de dia, mudar o travesseirinho dela e fazê-la dormir nos pés (pois ela trocou a noite pelo dia e a simpatia é para destrocar). :: SIMPATIA 06 :: Colocar um ramo de dormideira num vaso com água no quarto da criança. apinho é uma endomicose, espécie de afta, que aparece na boca das criancinhas. Apresentam-se manchas brancas ou amareladas na mucosa, constituídas de vesículas semelhantes a grumos de leite coalhado. São produzidas pelo fungo Monilia albicans. Popularmente acredita-se que o beijo na boca da criança provoca sapinho. :: SIMPATIA 01 :: Pegar três sapinhos novos no rio, quando ainda estão de rabinho (girinos), atravessar os três com agulha e linha, e colocar no pescoço da criança que estiver com sapinho (logo ela fica boa). :: SIMPATIA 02 :: Passar a saliva da mãe na boca da criança. :: SIMPATIA 03 :: Sacrário é o lugar na igreja católica onde se guardam objetos sagrados, especialmente hóstias ou relíquias, partículas de comunhão. Uma das simpatias mais comuns é usar a chave do sacrário (sacralizada por contaminação) para a cura do sapinho. Passa-se devagar essa chave de comprido sobre a língua e de atravessado tocando a mucosa cheia de aftas de ambos os lados. Forma-se assim uma cruz. :: SIMPATIA 04 :: Passar uma pedrinha de sal em cruz, na boca da criança. nspiração ruidosa e involuntária, pela passagem do ar através da glote, incompletamente fechada, em conseqüência de contração espasmódica do diafragma. :: SIMPATIA 01 :: Para cortar soluço de recém-nascido fazer uma bolinha de pêlo retirado da manta da criança e pregar na testa dela com saliva. :: SIMPATIA 02 :: Pingar 3 gotas de café na testa da criança. :: SIMPATIA 03 :: Para fazer passar o soluço, dizer três vezes: "Soluço vai Soluço vem Soluço vai Soluço vem" :: SIMPATIA 04 :: Prender 3 fios de cobertor ou de baeta vermelha na testa do nenê. : SIMPATIA 01 :: Na sexta-feira-santa, antes do sol nascer, dobram-se papéis bem pequeninos, um para cada letra da frase: "SATOR AREPO TENET OPERA ROTAS" e engolem-se todos os papéizinhos, um a um, com água. Isto evita doenças mandadas e malefícios. :: SIMPATIA 02 :: Mata-se um gato numa sexta-feira-santa, tira-se um ossinho da coxa esquerda traseira, costura-se num saquinho e usa-se na algibeira esquerda. Levá-lo sempre consigo livra de todo e qualquer mal. :: SIMPATIA 03 :: Faz-se um Santo Antônio na ponta do chifre de uma vaca preta, que deve ser serrado com a vaca viva. Andar com ele livra dos males mandados. :: SIMPATIA 04 :: Usar sempre, sem falhar, um bentinho com pó de bico de anum preto. :: SIMPATIA 05 :: Para curar qualquer malefício pôr três galhinhos de arruda em um copo d'água e sacudir na cabeça do doente, rezando um pai-nosso e uma ave-maria. Vício de ingerir bebidas espirituosas. Abuso do álcool. Os tecidos impregnados de álcool sofrem várias lesões, inflamáveis, degenerescência gordurosa, esclerose, úlceras, hepatite, cirrose, alteração nas funções das vísceras, na circulação, na respiração, nos músculos, no cérebro e no sistema nervoso. Em conseqüência, o alcoólatra fica depauperado e trêmulo, tem alucinações e pesadelos, digestão péssima, fastio, sede, derramamento de bílis, vomita continuamente. As faculdades nobres se degradam, memória e inteligência se desagregam, vai-se-lhe a vontade e transforma-se num inconsciente sem nenhum senso moral. Numa fase mais aguda sobrevêm o delirium tremens que se caracteriza por agitação e tremor dos membros, desvario, sede, prisão de ventre, insônia, terminando num acesso de loucura. O alcoolismo é um envenenamento seguro. Mata mesmo. O corpo e a alma. O Dr. Henrique Roxo, no seu trabalho Psicose Alcoólica, relata que, em 5 anos de experiência, entre 3949 alienados, 1257 casos foram devidos ao alcoolismo. A tônica das simpatias para curar o vicio da embriagues pelo álcool é a ingestão de remédios repugnantes misturados à aguardente, o que leva à conclusão de se tratar de simpatia analógica: o nojo pelo remédio contaminará a bebida, que passará a ser execrada. Quase todas são simpatias de segredo. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Pedra-de-boi Coloca-se pedra-de-boi numa garrafa de aguardente e deixa-se curtir por três dias. Em seguida coa-se e deixa-se a garrafa ao alcance do viciado, para que ele beba à vontade. :: SIMPATIA 02 :: Terra de cemitério Sacode-se bem uma garrafa de pinga onde se tenha. colocado três punhados de terra de cemitério. Deixa-se descansar por um dia inteiro. Depois vai-se despejando a bebida devagar, sem deixar subir a terra decantada. Coa-se num pano fino. Dá-se ao bêbado, aos poucos, alguns goles por dia. :: SIMPATIA 03 :: Umbigo de criança Põe-se para curtir numa garrafa de aguardente um umbigo de menina, se o remédio se destinar a homem ou um umbigo de menino, se destinar-se a mulher. Curte-se durante três dias. Retira-se o umbigo e dá-se a pinga ao viciado, para beber à vontade. :: SIMPATIA 04 :: Chá de percevejo Colocam-se três percevejos numa xícara, despeja-se água fervendo em cima, até o meio da vasilha. Completa-se com pinga. Coa-se e dá-se ao viciado. Uma xícara só. :: SIMPATIA 05 :: Barata torrada Torra-se três baratas e soca-se num pano, até virarem pó; mistura-se o pó a uma garrafa de pinga, sacode-se para misturar bem, coa-se num pano e deixa-se o viciado beber quando e quanto quiser. :: SIMPATIA 06 :: Coalhada de pinga com leite de porca Modo de fazer: Numa xícara de leite de porca despeja-se uma colher de pinga. Deixa-se a mistura parada por alguns minutos. Acrescenta-se açúcar, mexe-se e serve-se ao paciente. :: SIMPATIA 07 :: Sangue de urubu Faz-se o bêbado ingerir um copo de aguardente contendo três pingos de sangue de urubu. :: SIMPATIA 08 :: Titica-de-galinha Num copo de cachaça, coloca-se um tiquinho (o tanto que se pega com as pontas de dois dedos) de titica de galinha. Mexe-se, coa-se num pano, dá-se uma xícara ao viciado. Uma vez só. :: SIMPATIA 09 :: Serve-se ao alcoólatra Pinga com raiz de lagarto (planta), quando se trata de encosto ou resultado de despacho. :: SIMPATIA 10 :: Cavalo-Marinho O cavalo-marinho torrado e reduzido a pó misturada o à aguardente, afasta o viciado da bebida. Deixa-se que a pessoa beba à vontade. :: SIMPATIA 11 :: Simpatia de transferência: Quando morre um pinguço, pega-se um vidro, enche-se de pinga e, sem ninguém ver, põe-se embaixo do travesseiro do defunto. Enquanto se realiza essa atividade, repete-se por três vezes: "Em nome de Deus, Fulano (nome do morto) leva a pinga do Sicrano (nome do cachaceiro vivo que precisa ser curado do vicio). :: SIMPATIA 12 :: A pessoa que quer deixar de beber e não consegue, deve escrever o pedido e deixar o papelzinho dobrado em cima do altar de Santo Onofre, que é o padroeiro dos bêbados. Se for outra pessoa a fazer o pedido, deve deixar o papel dobrado igualmente no altar de Santo Onofre, com o nome do viciado escrito. :: SIMPATIA 13 :: Em festas, para a pinga não três vezes, antes de beber: "7 cuia (s) 7 cuia (s) ferrão de mandi banana itê." :: SIMPATIA 14 :: Espremer limão dentro do ouvido do embriagado é simpatia para ele voltar a si no mesmo momento :: SIMPATIA 15 :: Passar cuspe atrás da orelha do bêbado cura os efeitos da embriagues. Ele fica lúcido na hora. Corpo aberto é o estado em que fica o corpo, indefeso para as doenças e para a possessão diabólica e dos maus espíritos. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Crê-se que quando se espirra o corpo fica aberto e o Diabo entra, se não houver ninguém perto para dizer "Deus lhe ajude!" Um homem estava dormindo. O Diabo escondeu-se atrás da porta e fez cócegas com a ponta do rabo no nariz dele. O homem espirrou e o Diabo já ia entrar no corpo aberto pelo espirro, quando um passante gritou da estrada: "Deus lhe ajude!" O Diabo ficou tão raivoso, que deu um estouro e afundou no inferno. Devido ao poder da cruz contra a possessão diabólica, cada vez que se espirra ou boceja traça-se uma cruz na boca com o polegar. Demônios e espíritos maus podem ser afugentados por meio da dança com o maracá, é o que ensinam as tribos do Chacco. :: SIMPATIA 02 :: Saul, tomado por um espírito foi curado pela harpa de Davi. "Diga, pois, nosso senhor a meus servos, que estão em sua presença que busquem um homem que saiba tocar harpa e será que, quando o espírito mau, da parte do Senhor, vier sobre ti, então, ele tocará a sua mão e te acharás melhor'. (Samuel, XVI, 16). :: SIMPATIA 03 :: Frei Vicente do Salvador, com sua saborosa ingenuidade quinhentista, afirmava: "O Demônio, por experiência certa, também se afasta com as suavidades das harmonias." :: SIMPATIA 04 :: Também se afasta com uma boa sova, dada com um cordão de São Francisco. A possessão se manifesta por meio de fúrias terríveis e gritos. O possesso parece completamente louco. Depois da sova com cordão sacralizado, o doente se levanta em seu juízo perfeito. :: SIMPATIA 05 :: Se o espirro abre o corpo, andar com mulher faz o mesmo efeito, ou seja, a posse da mulher traz como conseqüência tornar o homem vulnerável à entrada de ferimentos, doenças e malefícios. :: SIMPATIA 06 :: Para fechar o corpo, reza-se o "Creio em Deus Padre" (Credo), reza considerada muito forte; reza-se até "morto e sepultado", parte que será substituída por estas palavras: "Guardado e fechado seja o meu corpo, para todos os meus inimigos, encarnados e desencarnados, amém". Dor de muitas etiologias, entre elas causas mágicas, como por exemplo: matar sapo mal matado dá dor de cabeça que não sara. :: SIMPATIA 01 :: Diz-se que o sapo enrosca em cabelo cortado e deixado em qualquer lugar e por isso o dono do cabelo tem terríveis dores de cabeça. Para evitar isto devem enterrar as pontas do cabelo cortado. Alguns também tem dor de cabeça de quebranto e mau olhado. Para essas dores, enche-se um copo com água e coloca-se uma rolha de cortiça dentro. O copo é posto num canto do quarto, enquanto o doente reza uma salve-rainha para Nossa Senhora; em seguida, joga-se a água do copo na água corrente. :: SIMPATIA 02 :: Dor de cabeça de sol: Em cima da cabeça do doente, coloca-se uma toalha dobrada muitas vezes e em cima da toalha um copo com água, com a boca virada para baixo e bem apertada na toalha. O benzedor sobe num barquinha, com a mão acima do fundo do copo e diz: "Eu te benzo com as três pessoas da Santíssima Trindade. Valei-me minhas três pessoas E fazei-me a Santa Caridade." A fala é repetida três vezes e a pessoa, com a mão livre, vai traçando cruzes na, cabeça do doente. Daí vira-se o copo, agradecem-se ás três pessoas da Santíssima Trindade e rezam-se um pai-nosso e uma ave-maria. :: SIMPATIA 03 :: Bater três vezes com um guiso de cascavel na cabeça do doente. Nome que serve para designar várias dermatoses. Doença viva que caminha, a não ser que seja estorvada com práticas de magia. :: SIMPATIA 01 :: A impingem pode sumir, se praticar este ritual Com a ponta dos dedos passa-se em cima da impingem cinza misturada com sal, dizendo: "lmpingem, sai-te daqui, Que há de vir um cavaleiro, Que há de te matar, Com uma pedra de sal E cinzas de metal." :: SIMPATIA 02 :: Colocam-se em dois copinhos separados gordura de porco derretida e cinza coada. Molha-se o dedo indicador na gordura e depois enfia-se o mesmo dedo na cinza. Pergunta-se: "-Impingem, o que é que está aqui? gordura de porco e pó da guia! responde o doente. Com que se cura? Em nome de Deus e da Virgem Maria." Durante o diálogo vai-se contornando com o dedo cheio de gordura e cinza a impingem, traçando círculos sem parar. Assim que as palavras foram ditas e respondidas, fazem-se três cruzes em cima da impingem. A simpatia deve ser repetida três dias seguidos. Todos os dias acrescenta-se um agradecimento às 3 pessoas da Santíssima Trindade. :: SIMPATIA 03 :: Para a impingem não caminhar, escrever "Ave-Maria!" com tinta de escrever, nas pontas da mesma. Se for arredondada, escrever em torno com qualquer tinta de escrever. Que nas crianças se chama quebranto, é um esmorecimento geral, um langor, uma quebreira da vontade que toma conta do corpo. Pode dar em qualquer pessoa. Tem sido atribuído à força do olhar de invejosos ou mal-intencionados. Acontece também que algumas pessoas isentas de inveja tem olhar forte, condição desconhecida ás vezes até do próprio dono do olhar. Na sociedade primitiva, o invejoso, outro tipo de pessoa de olhar forte, é sempre rejeitado, porque influi no animo das pessoas. E fácil conhecer quando acontece o mau olhado. Se ao olharem para nós começarmos a espirrar, ou abrirmos a boca em longos bocejos, sem parar, é sinal de que fomos atingidos. Não é de hoje que se temem os seus efeitos. Demócrito mencionava já entre os mediterrâneos essa crença, da qual não conseguira determinar as origens. Aristóteles comentava que o olhar de algumas pessoas podia causar perturbação funesta no corpo e na mente dos fascinados. A história de Medusa, cujo olhar petrificava as pessoas é uma história de mau-olhado. Os povos antigos conheciam a figa, símbolo sexual e amuleto, para afastá-lo. Entre nós, usa-se a figa feita de duas plantas mágicas: de arruda e de guiné para o mesmo fim. O mau olhado é força mais branda do que o feitiço e na maioria das vezes não é premeditado. Contra ele, além da figa e da fava-da-inveja que se colocam no pulso ou no pescoçinho das crianças, usam-se as plantas mágicas: a arruda, a guiné, comigo-ninguém-pode e outras; fazem-se os ensalmos e cumprem-se os rituais das simpatias. A crença no mau-olhado é universal. A língua dos povos atesta a sua difusão e persistência. E o mal-occhio, o evil eye, o mal de ojo. Entre nós é chamado além de mau-olhado, olho de seca-pimenteira, olho-grande, olho de inveja, olho-mau, maus-olhos. No IX livro das Noites Áticas, Aulo Gélio conta que as pessoas da Ilíria podiam matar, estando irritadas, apenas olhando fixamente para o adversário. (In Dicionário de Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo). A mágica de proteção contra o mau-olhado na antiga Grécia era desenhar ou gravar olhos nos objetos, para defender das forças invisíveis do mal. Talvez reminiscência da maga Medusa, uma das Górgonas, de olhos tenebrosos e cujo olhar fazia se transformarem em pedra as pessoas que os fitavam. Os amuletos mais populares contra o mau-olhado são: a figa, o corno, a mão cornuda, a meia lua, o corcunda, o elefante. Usa-se também uma fitinha vermelha, amarrada no pulso o ou em torno do pescoço. A figa é o mais usado e o mais antigo dos amuletos contra o mau-olhado. Sobrevive nos usos dos povos os mais diversos. Sabe-se que já existia entre os etruscos. E mencionada por Dante, por Shakespeare. Entre os povos da antigüidade, como símbolo fálico, prendia-se aos cultos da fertilidade e da fecundidade. Em Roma era usada no pescoço das mulheres e das crianças, o que provocou o desaprovador reparo de Varrão, de que a figa é a representação do ato sexual, sendo polegar em riste apertado entre o indicador e o médio dobrados, o órgão masculino penetrando o órgão feminino. Encontraram-se inúmeras figas nas ruínas de Herculano e de Pompéia. Hoje ela vive um pouco nos folclores de toda a Europa de onde passou para as Américas. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Podem-se fazer 4 banhos diferentes contra o mau-olhado: a) água de mina e sal grosso; b) banho feito com o cozimento de sempre-vivas; c) banho feito com o cozimento de arruda e guiné; d) banho feito com o cozimento de guiné arruda alecrim e alho. :: SIMPATIA 02 :: Ramo seco de artemísia atrás da porta é providencia que pertence à magia defensiva. :: SIMPATIA 03 :: Para livrar alguém do encosto faz-se banho com o decocto de 3 galhos de arruda 3 de guiné palma benta alecrim, 3 galhinhos de cambará e 3 espadas de São Jorge. (Guiné, ou pipi ou ainda erva-pipi tem duas variedades principais: Petiveria Tetranda e Petiveria Aliácea família das fitolacáceas é escurona tem um cheiro forte de alho e sabor acre. Chamada também guiné-gambá tipi, tipi verdadeiro e amansa-senhor. O Dr. João Batista de Lacerda em 1980 alude aos efeitos narcotizantes das raízes do pipi. Era planta usada em beberagens pelos escravos, para amansar os senhores de maus bofes.) :: SIMPATIA 04 :: Para defesa contra o mau-olhado planta-se guiné no vaso e coloca-se à entrada da porta da rua. :: SIMPATIA 05 :: Andar com um galhinho de guiné atrás da orelha também afasta o mau-olhado. :: SIMPATIA 06 :: Para evitar a influência e o encosto de maus espíritos queima-se a folha seca da guiné, em brasa-viva, todas as sextas-feiras às seis horas da tarde, hora da ave-maria. :: SIMPATIA 07 :: Em casa mal assombrada entra-se com ramos de arruda e alecrim, ainda verdes. :: SIMPATIA 08 :: Quem conduz alho no bolso ou em patuá, está defendido contra o diabo, assombrações e olho mau. :: SIMPATIA 09 :: Pendurar uma espiga de milho com a palha, na entrada da casa. :: SIMPATIA 10 :: Queimar folha de incenso. :: SIMPATIA 11 :: Molhar um ramo de alecrim na água benta e aspergir as portas da rua e dos fundos, tira mau-olhado. :: SIMPATIA 12 :: Queimar unha de boi no quintal, espanta inveja e evita a perturbação espiritual e o mau-olhado. :: SIMPATIA 13 :: O chamado olho gordo, ou olho da inveja não causam mal se houver limão plantado no quintal. :: SIMPATIA 14 :: Guardar um limãozinho no bolso afasta os malefícios, doenças e coisas-feitas. uebrantamento; prostração; fraqueza; suposto resultado mórbido do mau-olhado de certas pessoas. A criança com quebranto emurchece. A doença é curada exclusivamente por meio da magia simpática. ________________________________________ :: SIMPATIA 01 :: Misturam-se num prato água e óleo, mexendo com uma colher. Deixam-se assentar os dois líquidos até aparecer bem a separação. Então, reza-se: "Em louvor de Deus Nosso Senhor E de Nossa Senhora Aparecida, Em louvor do Padre Santo Em louvor do Pai Simão Em louvor de nosso Senhor Jesus Cristo Em louvor de Nossa Mãe Maria Santíssima. Nossa Senhora lavou seu filho para cheirar Eu benzo esta criança para sarar De quebranto, mau-olhado e vento virado Amém." Repete-se a oração três vezes, fazendo de cada vez o sinal da cruz sobre a criança, com um raminho de alecrim. :: SIMPATIA 02 :: Fulana (diz-se o nome da criança) Deus te fez, Deus te gerou. As cinco chagas de Nosso Senhor que tirem esse quebranto que em teu corpo entrou. Em nome das três pessoas da Santíssima Trindade, ofereço uma ave-maria, uma santa-maria, uma salve-rainha e um pai-nosso. :: SIMPATIA 03 :: A mãe lambe a testa da criança três vezes e reza um pai-nosso, segurando as mãozinhas dela. Em seguida repete três vezes estas palavras: "Deus te criou, E eu, mãe, te pari; Quebranto que te puseram, Eu, mãe, lambi."* :: SIMPATIA 04 :: Quando a criança está muito impertinente, a mãe lambe a testa dela. Se estiver salgada, está com quebranto. Então ela ou outra pessoa põe três brasas vivas (bem' acesas) dentro de um copo com água e diz: Benzo Fulana (nome da criança) em nome de Deus para sarar do quebranto. Repete-se 3 vezes. Depois sai-se andando de costas para a rua e joga-se o copo com a água e os carvões, por cima do ombro, sem olhar para trás. :: SIMPATIA 05 :: Figa de ouro usada pela criança afasta o mau-olhado e o quebranto. :: SIMPATIA 06 :: A benzedeira de quebranto e mau-olhado benze a água de um copo e asperge o paciente com ramo de guiné. :: SIMPATIA 07 :: Põe-se olho de cabra no bracinho da criança. :: SIMPATIA 08 :: Bate-se um tomate com a primeira água que se tirou do poço, pela manhã. Bate-se à parte a gema de um ovo, que também se mistura com a água. Com essa mistura banha-se a criança. Da água que escorre do corpinho dela apara-se um pouco e dá-se nas mãos em concha para ela tomar. Esfrega-se a clara do ovo na cabeça da criança, até que não faca espuma. Seca-se a criança que é depois colocada na cama. Só se amamenta o nenê duas horas depois do banho. O processo se repete três dias seguidos. Associada à origem da criação, a água está presente nos rituais de quase todos os países. É também o elemento que remove as impureza, não é à toa que quase todas as pessoas que passam o Réveillon na praia entram no mar à meia-noite. No dia 31, os europeus tem como tradição ir a uma sauna num ritual de limpeza para o Ano Novo. Molham galhos de bétula na água e passam na pele para que o óleo perfumado das folhas exale seu odor. Em Portugal, mesmo com baixas temperaturas, grupos entram no mar para tomar o primeiro banho do ano e atrair boa sorte. Além da água, o fogo é outro elemento importante no Ano Novo. Sua maior expressão são os fogos de artifício, cujo barulho produzido "espantam" os maus espíritos. As velas são usadas para iluminar os caminhos. Em alguns países, velas ou luzes são acesas na casa inteira para impedir a entrada de maus espíritos. Aqui no Brasil, para resolver as questões amorosas, toma-se banho com champanhe e pétalas de rosas vermelhas. Na Bahia, flores brancas, perfumes e colares são jogados ao mar para Iemanjá. Outro hábito é pular as sete ondas, fazendo um pedido a cada salto. Um costume baiano bastante difundido é o banho de sal grosso. No dia 31, mistura-se o sal em água quente e joga-se do pescoço para baixo, para limpar e proteger o corpo contra o mal. No dia 30 de dezembro, tome um banho para descarregar as energias negativas. Ferva água e coloque folhinhas de arruda, alecrim, manjericão, malva-rosa, malva-branca, manjerona e vassourinha para o seu banho. Espere esfriar e jogue a água sobre sua cabeça. Use branco para ajudar o novo ano à entrar com muita luz. Deixe a casa também bem iluminada com luzes e velas e aberta durante a festa do réveillon. Para atrair riqueza, coloque uma nota de dinheiro dentro do sapato na noite da passagem do ano novo. Para subir na vida, suba um degrau de uma escada ou em uma cadeira com o pé direito assim que der meia-noite. Pule com o pé direito à meia-noite para atrair coisas boas para a vida. Dê três pulinhos com uma taça de champanhe na mão, sem deixar derramar nada. Depois, jogue toda champanhe para trás, de uma só vez , sem olhar para deixar para trás tudo de ruim Logo após às doze badaladas, coma doze uvas grandes ou romãs e guarde os caroços na carteira. Comer lentilha e milho logo após à meia-noite, também traz sorte Para ter um ano doce, coma um merengue ou suspiro, logo após à meia-noite. Para ter um ano farto, coma uma salada com sete frutas diferentes. Logo após a virada do ano beije alguém do sexo desejado para garantir um grande amor ou manter o que se tem. Para ter amor no novo ano, no dia 31, ache um pessegueiro e colha algumas folhas. Guarde-as em papel de seda e coloque na agenda. S MAIS VARIADAS SUPERSTIÇÕES: PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO. Você estará atraindo boas coisas para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que está à direita é bom. JOGAR MOEDAS, da rua para dentro de casa (se você mora no térreo, por favor). Dizem que atrai riqueza para todos que moram no lugar. DAR TRÊS PULINHOS, com uma taça de champanhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, sem olhar. Você deixa para trás tudo de ruim. E não se preocupe em molhar os outros: quem for atingido pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo. SUBIR NUM DEGRAU numa cadeira, enfim, em qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclore que isso dá impulso a sua vontade de subir na vida. Comece, é claro, com o pé direito. FAZER BARULHO: é uma forma de afugentar os maus espíritos que os povos antigos praticavam. Vale apito, batucada, bater panelas, desde que seja exatamente à meia-noite. Dizem que não há mal que resista. ACENDER VELAS NA PRAIA ou jogar rosas nos espelhos de água, em intenção de Iemanjá. A deusa africana protege seus fiéis, com saúde, amor e dinheiro o ano todo, dia o candomblé. AS PORTAS E JANELAS DA CASA devem estar abertas, as luzes acesas. Ainda é de bom agouro ficar acordado. FOGOS DE ARTIFÍCIO - Há ainda o belo costume de receber o Ano Novo com fogos, sinos tocando e muita música, tudo à meia-noite. Enfim os desejos, pedidos, simpatias e sonhos sonhados. Simpatias para o amor CASAL PARAR DE BRIGAR Morda o talo de uma rosa vermelha e diga: "Paixão, nunca vá embora do meu coração". Faça o mesmo com uma rosa amarela e diga: "Compreensão e alegria, que a gente pára de brigar e sorria". E com uma rosa branca diga: "Paz, tome conta da gente e não vá embora nunca mais". Reze um Pai-Nosso e uma Ave-Maria para o anjo da guarda do casal. AFASTAR A AMANTE DO MARIDO Faça um furo em um ovo branco, retire a clara e coloque um papel com o nome da amante em tinta vermelha e diga, com fé: "Neste ovo, pinto não vai nascer; assim também a paixão do meu marido por (diga o nome dela) não vai crescer". Ponha o ovo no congelador. No dia seguinte, enterre-o longe de sua casa, por onde seu marido jamais passará ESQUECER UM AMOR INGRATO Numa noite, coloque um copo com água filtrada ao pé de uma imagem de Nossa Senhora e peça com fé: "Minha Nossa Senhora da Conceição, ajude-me a me livrar do tormento dessa paixão que me corrói e destrói meu coração". Fale o nome do ingrato e reze três Ave-Marias para o anjo da guarda dessa pessoa. De manhã, beba três goles dessa água. Em três dias, você terá esquecido esse amor. PARA PRENDER UM CORAÇÃO AO SEU PRÓPRIO CORAÇÃO Parta uma banana, com casca, no sentido do comprimento. Coloque mel, melado e açúcar. Escreva o nome da pessoa 07 vezes num papel e o seu nome por cima . Una as partes da banana e embrulhe num papel com o seu nome escrito. Amarre com linha e guarde por 21 dias. Enterre ao pé de uma árvore. Simpatia para seu marido ser fiel. Materiais necessário: Um pouco de leite de peito de uma mãe recém parida Após conseguir o referido material retorne à sua residência. Maneira de fazer: Despeje o leite em uma vasilha, fique de cócora sobre a mesa e lave suas partes intimas, após ter feito essa operação derrame o referido líquido em um copo, logo após coloque-o na geladeira quando surgir uma oportunidade você deverá dar para o seu marido beber juntamente com um pouco de café, o restante de a um animal que goste muito de você. Ex. gato ou cachorro. Simpatia para fazer duas pessoas brigarem Materiais necessário: 2 bifes de boa qualidade 1 Carretel de linha branca 1 Carretel de linha preta Pimenta malagueta Em posse desses matérias retorne à sua residência Maneira de fazer: Escreva o nome de uma das pessoas em um papel branco sem pauta, estique o referido bife sobre uma mesa ou na pia da sua cozinha, coloque o papel já contendo o referido nome sobre o dito bife. Enrolar o bife de maneira que o nome fique bem preso dentro do bife. Você deverá enrolar a linha no bife de maneira que fique bem apertado, use na primeira etapa a linha branca, proceda da mesma maneira fazendo a segunda etapa com o outro nome, em seguida despeje toda a pimenta em uma bacia ou tigela, coloque dois enrolados de carne dentro da bacia já contendo a pimenta, deixe por um espaço de três dias a serem contados, no dia seguinte. No término do mesmo dê um dos enrolados de carne para um cachorro e outro para um gato. A pimenta que ficar no recipiente jogue em um lugar distante de sua casa. Simpatia para apressar casamento Compre um abacate grande e bonito, com uma faca abra a fruta e retire o caroço, levando-o até a sua pia da cozinha lave-o retirando o visgo e a casca. Com uma tesoura de ponta bem fina, abra um pequeno orifício na lateral do caroço. Escreva em uma fita de papel o nome da pessoa amada coloque dentro do orifício. Proceda dessa maneira com o vosso nome da outra lateral. Coloque um chumaço de algodão tampando os orifício abertos. Com uma vela acesa deixe cair as lágrima da mesma sobre o algodão de maneira que o mesmo fique bem vedado no orifício. Concluída esta fase, proceda da seguinte maneira: Forre o fundo de um copo americano com algodão juntamente com um pouco de açúcar cristal. Adicione água mineral, coloque o caroço dentro do copo, acenda uma vela votiva e em seguida reze a seguinte prece: “Meu Santo Antônio, quero casar com fulano (dizer o nome da pessoa três vezes). Se me fizer essa graça eu lhe prometo que meu primeiro filho se chamará Antônio”. Obs: Deixe essa simpatia em um lugar que só você tenha acesso. Quando aparecer o broto no caroço significará que o santo atendeu seu pedido. Cuide desse broto até que o mesmo atinja a altura de quinze centímetros. Esse será o dia em que você deverá levar o broto para uma mata fechada e plantá-lo. Simpatia para conquistar a pessoa amada Compre uma imagem de Santo Antônio e um copo, consiga um pouco de leite materno e coloque dentro do copo. Mergulhe o Santo de porta cabeça, dizendo: “Santo Antônio, só vou tirá-lo daí quando eu conquistar o meu amor”, (dizer o nome da pessoa). Simpatia para reconquistar um amor Matérias necessários: Compre um copo Um litro de mel Modo de fazer: Abra o coco retirando toda a água. Coloque 21 vezes o nome da pessoa amada Coloque 21 vezes o seu nome Encha o coco com mel. Com um rolha fecho o orifício e enterre no fundo do seu quintal. Simpatia para apressar casamento Vá em mata levando sete grãos de milho. Chegando lá abra uma pequena coava e coloque os grãos de milho junto com sete vezes o seu nome e sete o da pessoa amada. Feche a cova dizendo: “Estou plantado meu amor para que, do mesmo jeito que este milho vai crescer, cresça também à vontade de meu amor se casar comigo”. Simpatia cigana para ser feliz Matérias necessário: 21 maçãs argentinas 1 alguidar 21 imagens Santo Antônio sem o Menino Jesus Pó de união Pó de amarração Pó de gamação 21 Fitas vermelhas e o pó de gamação. Antes de colocar as maçãs dentro do alguidar, pegue as fitas e vá dando laços em cada uma delas. Depois disto feito, procure um terreno cigano, faça um buraco e enterre. Simpatia para que seu marido lhe seja fiel Materiais necessários: 1 Raspa de sola dos pés 2 unha das mães e dos pé Um pouco de cabelo Modo de fazer: Raspe as solas dos pés de seu marido, corte as unhas das mães de dos pés e um pouco de cabelo. Enterre tudo na soleira de sua casa, à esquerda de quem entra. Simpatia para prender a pessoa amada Matérias necessários: 1 pedaço de tecido suado 1 carretel de linha branca Modo de fazer: Pegue um pedaço de tecido suado da pessoa amada (pode ser meia, camisa ou cueca), e faça um boneco. A mesma coisa deve ser feita com peças de roupa da pessoa que está fazendo esta simpatia. Junte os dois bonecos e enquanto vai enrolando a linha reze a seguinte oração: “Minha beata Santa Catarina, que sois bela como o sol, formosa como a lua e linda como as estrelas, entraste na casa do Padre Santuário com 50 mil homens, ouvistes todos, vós os abrandastes, assim peço-vos Senhora, que abrandais o coração de fulano para mim. Fulano, quando tu me vires, esmerarás por mim. Se não me vires, por mim chorarás e suspirarás, assim com o a virgem Santíssima chorou por seu bendito filho. Fulano, debaixo do meu pé esquerdo eu te arremato, seja com duas seja com quatro, que te parto o coração de fulano. Se estiveres dormindo não dormirás, se estiveres comendo não comerás, se estiveres conversando não conversarás; não sossegaras, enquanto comigo não vieres falar, contar o que souberes e dar o que tiveres. Me amarás entre todas as mulheres do mundo, e eu para ti parecerei uma rosa fresca e bela”. Simpatia para se o seu marido estiver afastado Materiais necessário: 1 imagem de Santa Rita Foto do marido 21 velas simples Modo de fazer: Se seu marido anda afastado de você e dos filhos, pegue uma imagem de Santa Rita, coloque a foto dele embaixo do pé da santa, e enquanto ele ainda estiver dormindo, antes dele sair de casa, durante vinte dias, acenda uma vela e faça a seguinte oração: “Minha Santa Rita de Cássia, milagrosa, protetora das coisas difíceis e vencedora das coisas impossíveis, na coroada esposa de Jesus Cristo, advogada contra terremotos. Senhor, por vossa infinita misericórdia, merecimentos interessada gloriosa Santa Rita de Cássia, eficazmente nos socorrei, para que sejamos livres de todos os males do corpo e alma, concedendo-nos o que humildemente vos pedimos por nosso Senhor Jesus Cristo, Amém”. Reze um Pai Nosso e uma Ave Maria.

Ver todos