10/10/06 - 17h:00mDenunciar

Bunkai

RELAÇÃO ENTRE KATA E OYO-BUNKAI



Desde os tempos antigos, até os atuais, muitos katas foram desenvolvidos a partir de escolas e sestilos diferentes, sabe-se que em Okinawa existiam três escolas, Shuri-tê, Tomaria-tê e Naha-tê. Posteriormente surgiram duas escolas, Shorin-Ryu, que surgiu pela união da Tomari-tê e Shuri-tê, a outra chama-se Shorei-Ryu, que evoluiu a partir da Naha-tê. Até os dias atuais estas escolas ainda existem.

A relação do katas de cada escola, seguem uma norma expacífica de cada ordem, os katas originários da escola Shorin-Ryu (Shuri-tê/Tomari-tê) são longos e leves com explosão muscular, na escola Shorei-Ryu (Naha-tê) eles são curtos e lentos, executados com respirações sonoras e contração muscular. Com o surgimento das escolas modernas como a Shotokan, Shito-Ryu, Goju-Ryu e Wadô-Ryu, os katas foram categorizados, e muitos foram modificados, isso no caso da escola Shotokan, mestre Gichin Funakoshi mudou os nomes dos katas, substituindo termos oninawanos e chineses por japoneses; sabe-se que os katas denominados Shotokan vieram das escolas Tomari-tê e Shuri-tê, e a grande maioria foi ensinada a Funakoshi pelos mestres Yasutsune Azato e Yasutsune Itosu.

Com o surgimeto da NKK-Nihon Karatê Kyokai (também conhecida como JKA) foi formado um grupo específico de katas, desde então muito se fala que existem 26 katas Shotokan, mas na edição Nº 1 da série "O melhor do Karatê" o autor Masatoshi Nakayama cita somente 24 katas originários de Tomari e Shuri e que são práticados atualmente, deixando de fora os katas Wankan e Ji'in, o curioso é que o mesmo cita na relação oficial de katas JKA, 4 katas da escola Naha-tê, Sanchin, Tensho, Seienchin (também listado na SKIF de Hirokazu Kanazawa) e Hyakuhachiho, que é a pronúncia japonesa do termo "Suparinpei" que é o kata mais longo do Naha-tê e do Karatê-Dô em geral, o fato é que nunca houve um competidor da JKA xecutando Seienchin ou Suparinpei (Hyakuhachiho). Dentro do quadro dos 26 katas Shotokan estão 5 Heian, 3 Tekki, Bassai-Dai e Shô, Kanku-Dai e Shô, Ji'in, Jion, Jttê, Hangetsu, Gankaku, Chintê, Empi, Meikyô, Wankan, Nijushiho, Sôchin, Gojushiho-Dai e Shô e Unsu, sendo que surgiram katas adicionais como na ITKF de Hidetaka Nishiyama, temos Kitei, na SKIF de Hirokazu Kanazawa temos Gankaku-Shô, Seipai e Seienchin, na JKS de Tetsuhiko Asai temos Meikyô-nidan e na JKI de Tetsuya Yoshimitsu o Sanchin e Shushi-no-kun (Bo-kata).

O fato é que surgiram muitos katas em Shotokan, o problema predominante é como relacionar o kata com Oyo-Bunkai, a cada ano este estudo esta sendo diminuido grandemente.

O termo Bunkai significa "demolição" ou "reforma", Oyo por sua vez significa "pesquisar", dessa forma o termo correto deve ser Oyo-Bunkai. Este termo significa que devemos "pesquisar e reformar" as muitas aplicações dos katas, atualmente este estudo esta sendo esquecido e os katas estão sendo usados apenas para a competição, desse modo só os katas mais populares e dinâmicos estão sendo praticados, enquanto outros sã esquecidos.

O Karatê-Dô moderno esta muito limitado técnicamente, 90% dos treinos é voltado para a competição, mas isso não ocorre só em relação ao Kumite, na prática dos katas existe coisas semelhantes, a maioria das entidades praticam os "Shitei-kata" e os "Sentei-kata", por serem obrigátorios, quanto aos "Tokui-kata", apenas Sôchin, Gojushiho-Shô e Unsu, por serem populares e simplesmente bonitos, isso é uma verdade inquestionável, ou alguém já viu em uma competição ou treino normal, algum professor treinar ou executar katas como Hangetsu, Ji'in, Chintê ou Meikyô? Muitos nem sabem que esses katas existem.

Durante minha estada na ITKF, aprendi katas de Bassai-Dai, Kanku-Dai, Jion e Empi, todos estes muito usados em competições, mas nunca estudamos katas como Hangetsu ou Chintê. Muitos professores de auta graduação não sabem aplicar katas como Bassai-Dai ou Kanku-Dai, outros fazem uma aplicação equívocada deixando a desejar, semelhantes as de Yoshiharo Osaka, nos livros da série "O melhor do Karatê", quando ele gira e bloqueia um ataque desferido contra suas costas, isso não existe, não passa de demonstração.

Os katas surgiram de danças folclóricas de Okinawa, e estão voltando a serem danças, mas não folclóricas e sim lúdicas.



Daniel dos Santos

3º Dan Karatê-Dô Shotokan



Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.