07/11/06 - 10h:17mDenunciar

+ Ensina-me a viver? +



Criança _"Por favor,ensina-me a viver?"



Poeta _"Eu existo para assistir ao fim do mundo. Não há outro espetáculo que me invoque. Será uma festa prodigiosa, a única festa"



Eu _Mas o poeta não viu? O mundo se acabou faz tempo.



Criança _"Não quero grandes palavras, dessas que se desejam eternas. Quero palavras de rápido brilho, fugaz elegância. Flores de uma só estação. Não palavras fortes, definidas, definitivas. Mas palavras que mal se sabem palavras, quase não sigificam. Palavras cinzas. Nuvens no céu. Palavras embaçadas. Velhas fotos desfocadas. Palavras frágeis. Espumas na areia da praia. Como isso tudo me comove. Palavras nascidas para a morte"







Fragmentos "Nós os Mortos: Melancolia & Neo-Barroco" {Denilson Lopes}

Comentários (3)

1. Marco Paulo 7/11/2006 - 14h10m

hohohoho
Primeirão!
O mundo já acabou? Então acabou-se a tristeza tb...

musiclover
2. musiclover 27/12/2006 - 20h46m

Oi. Andei sumido mas ainda estou vivo. Vê se aparece...Feliz Ano Novo!!!

vampirosolitario
3. vampirosolitario 13/04/2007 - 22h45m

por onde andara vc...

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.