10/11/06 - 05h:46mDenunciar

essa faz um pouco de tempo...

A música lá e eu aqui.



As estações me passaram a muito.



As pedras, os fungos e outros seres.



As plantas e os insetos.



Os animais, até mesmo o homem.



Tudo passou...



E eu fiquei aqui nesse silêncio.



Afinal para onde eu vou?







A música lá e eu aqui.



Todos do outro lado da cerca.



Brincando, vivendo.



Enquanto eu fico aqui adoecendo.



Cercado de seres desprezíveis.



Nunca houve luz para mim.



E aqui nesse lugar, ela só mesmo chega



pelas asas do serafim.







Venha comigo, ele me diz.



Não há castigo.



Todo ser é um aprendiz.



Tu já erraste bastante.



Não há sentido



em ser tão arrogante.



Venha, aceite minha ajuda,



peque minha mão...



Vamos retornar enfim.



Ouvir uma vez mais a canção,



a música tão querida.







Não! Vá embora...



Deixe-me com minha vergonha.



Eu quis ter poder.



Achei que o mal iria vencer.



Tanto caos e sofrimento.



Como eu poderia acreditar na luz?



O mal teria de vencer...



Teria, como não?



Ao menos, é claro,



que o mal fosse aliado da canção...







A música lá e eu aqui.



Fui enganado, ludibriado.



O mais medíocre dos seres veio a mim.



Me disse de sua guerra.



Convenceu-me que o mundo



não tinha salvação.



Fez o que sempre fez.



Eu fui o iludido da vez.







Agora eu sei, serafim.



Não a guerra não.



E tudo, tudo mesmo,



segue a sublime canção.



Ainda não posso ouvi-la...



Estou surdo, doente.



Mas aguarde-me meu caro.



Eu não pedi para ser assim,



e mesmo eu posso escapar.



Não custa esperar.



Pois aposto que lá no fim,



mesmo eu,



mesmo eu estarei lá.







(Do outro lado da cerca.



Onde há música...)



Comentários (2)

xxrodriguinho280xx
1. xxrodriguinho280xx 10/11/06 8:26

tah add
me add tbbm
abraçoo
fikk com DEUS :s15:

andreporto
2. andreporto 11/11/06 17:40

quem es tu ?!

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.