Corinthians Heavy Metal

Os torcedores do Corinthians não tem o que reclamar de 2011.

Apesar de estar totalmente inserido no jornalismo musical, acompanhei praticamente de perto todo o Campeonato Brasileiro deste ano. Ver a derrocada de equipes como Fluminense, Flamengo, Botafogo, Internacional e São Paulo rumo ao titulo foi algo um tanto previsível. As pífias campanhas de Palmeiras e Santos, totalmente voltado ao Mundial de Clubes, acabou no final das contas favorecendo o Timão a conquistar o Brasileirão pela quinta vez.

A verdade é que o desde as primeiras rodadas o Corinthians despontou com favorito ao título. Manteve o topo da liderança por várias rodadas e contou com constantes tropeços de adversários diretos. Um dos fatores mais importantes ocorreu fora de campo. O pulso firme do presidente Andrés Sanchez em manter Tite no comando, comprando briga com a torcida e a imprensa, resultou dentro de campo. O plantel cheio de peças de reposição fez com que a equipe agüentasse firme durante as 38 rodadas e sagrar-se merecidamente campeã.

Como futebol e musica tem tudo em comum, entramos em contato com algumas personalidades do Metal Macional, que torcem pelo time de Parque São Jorge, para comentar sobre esta conquista e declararem seu amor ao Timão.

Leia o depoimento de Edu Falaschi e Ricardo Confessori sobre o Coringão:

“O Corinthians apareceu em minha vida já muito cedo! A garra característica do time e a paixão de sua torcida tem muito a ver com meu estilo de vida, principalmente em relação a música. Uma das minha maiores emoções foi ver o gol do Marcelinho Carioca dando um chapéu dentro da área e fazendo um golaço no Santos em plena Vila Belmiro, até o Pelé se levantou para aplaudir. Mas minha grande alegria foi ter cantado o hino do Corinthians na fazendinha ao lado do André Santos que logo depois foi pra Seleção brasileira! Claro que também não posso deixar de falar do pentacampeonato recém conquistado! Foi emoção até o ultimo minuto! Inesquecível!” – Edu Falaschi

“O Campeonato foi um prova de superação principalmente do Tite, que deu a volta por cima, após uma breve crise e deixando o time perder liderança. Liedson, Wallace e Julio Cesar foram os melhores para mim, mas o time todo foi incrível. Vi o meu time campeão pela primeira vez em 77, contra a Ponte. Palhinha, Wladimir, Basílio, Carlos, entre outros me deram a primeira alegria, depois de muita espera... Torcer pro Corinthians precisa ter coração forte, precisa nascer corintiano” – Ricardo Confessori

Confira a matéria na íntegra: http://globoesporte.globo.com/platb/yulebisetto/2011/12/23/corinthians-heavy-metal-m/

Por Costábile Salzano Jr. – The Ultimate Music / Management & Consultancy

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.