15/09/05 - 10h:24mDenunciar

Kiko Loureiro e Rafael Bittencourt



Diário da Turnê Pan-Americana por Rafael:



Sexta-feira, dia 09, participamos como convidados do show do Judas Priest e Whitesnake em São Paulo. Foi muito legal, havia quase 30 mil pessoas no local! A reação da platéia foi surpreendente, cantavam as músicas, inclusive as novas e agitavam o tempo todo interagindo à nossa emoção de estar ali. Tocamos 50 minutos, um tempo muito bom considerando que éramos abertura do evento. Depois o Whitesnake entrou e matou a pau! Começaram com "Burn", tocaram todos os sucessos e algumas do Deep Purple. Todos tocaram muito bem! Coverdale continua em forma, mesmo sendo fumante inveterado, e a dupla de guitarristas Doug Aldridge e Reb Beach, com estilos distintos, fizeram uma performance de tirar o chapéu. Destacaria o som da guitarra de Aldridge, que me deu muita saudade da minha Gibson. Em seguida, o Judas entrou enchendo de volume e potencia os PA's! Tenho que confessar que me decepcionei um pouco com o show dos caras. Talvez porque nunca tenha sido muito fã deles. Tenho que confessar também que acabei não assistindo inteiro, cansado e com fome, fui jantar no backstage a saí antes de terminar para não pegar o trânsito da saída do estádio. Gostei do que vi, mas vejo que o Whitesnake fez muito mais parte da minha vida e me emocionou muito mais do que o Judas, mas respeito os caras por serem grandes ícones do metal.



Terça-feira, dia 13, tocamos em Quebec, no Canadá, e demos início à turnê pan-americana. A viagem foi longa, depois de esperarmos por quase 4 horas no aeroporto de Toronto, pegamos outro avião para Montreal e em seguida, uma van, por mais três horas. Em Montreal nos demos conta de que as malas não haviam chegado e que não tínhamos nossas roupas de rock-stars para fazer o show. Não era um problema tão sério, mas uma inconveniência grande, pois eu estava louco para tomar um banho e colocar uma roupa limpa, mas teria que ficar com a roupa suja. Pensei: “que bosta!”. Mas, algumas malas chegaram e foram entregues em tempo, entre elas a minha. Tomei banho, fiquei cheiroso e animado para o show. Embora estivéssemos exaustos, isto não transpareceu e mantivemos um bom nível de energia e garra o tempo inteiro. Reduzimos o set porque haviam duas bandas de abertura e o público poderia estar um pouco cansado. Tocamos bem, não houve problemas técnicos que pudessem tirar nossa concentração e o show passou rápido. Quando me dei conta já estávamos na "Carry On", nossa penúltima música. Acho que a galera ficou muito bem impressionada porque urravam como loucos ao fim da apresentação. Ainda fizemos uma sessão de autógrafos para 20 fãs que foram sorteados e me surpreendi assinando vários CD’s demo "Reaching Horizons". Duas pessoas estavam usando a camiseta original do "Angels Cry", de um merchandise oficial que mandamos fabricar na Alemanha, na época. Fiquei feliz, pois vários caras disseram que acompanham a banda desde então, que estavam contentes por estarmos em Quebec pela primeira vez em quase quatorze anos de banda e mais de uma pessoa me disse que o "Temple of Shadows" é o melhor álbum que o Angra já gravou!



É isso aí, vou procurar, sempre que possível mantê-los informados.

Grande abraço!



Rafael Bittencourt

Comentários (5)

vypper
1. vypper 15/09/05 13:42

concordo com o rafa, o whitesnaske me agrada mais
apesar d o judas ser um grand nome do metal
flw \,,/

fuckfactory
2. fuckfactory 15/09/05 19:47

E AEW...
SEU FLOG TAH XOU...
SEU FLOG TAH
SENSSACIONAL!!!!
SE PUDER PASSA LAH NU MEU E COMENTA!!!!!
F
U
I....

harnfawk
3. harnfawk 15/09/05 19:54

fla
rox a foto
flw ae

sproutsoftime
4. sproutsoftime 15/09/05 20:22

bela foto
o rafael faz otimos reviews
hehehe
bjus

angrasidark
5. angrasidark 15/09/05 21:20

angra e muito massaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
aaaaaaaaaa

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.