15/09/04 - 17h:00mDenunciar

Edu Falaschi: Considerado um dos destaques do novo álbum!

Nos últimos tempos, a conceituada revista japonesa Burrn! está cada vez mais rigorosa com a pontuação que atribui aos lançamentos, quase não dando mais do que 90 pontos. Neste mês, apenas o album “Temple of Shadows” obteve notas acima de 90 pontos. Veja alguns comentários:



"Acho que o Temple of Shadows é uma obra-prima que deve ser tratado no mesmo patamar de bandas como Dream Theater e Queensrÿche." - Masa Itoh (10 pontos)



"O conteúdo deste álbum é digno de suceder ao trabalho anterior, que havia mostrado aquilo que o novo Angra sempre deveria ter sido. Francamente falando, acho que as impressões dos fãs serão delicadas para o conteúdo deste álbum, que enfatiza a diversidade musical, mas eu aplaudo a vontade deles almejarem essa linha." - Yasuhito Kitai (88 pontos)



"Como já fora anunciado, o novo álbum do Angra, banda que renasceu graças a entrada de excelentes membros como Edu Falaschi, é um trabalho conceitual. Enquanto sobram discos conceituais que acabam ficando estranhamente acanhados e se prendem a idéias boladas às pressas, este álbum tem a velocidade, o peso e a solidez que lembram o metal alemão, a progressividade, e ritmos e melodias sensíveis tipicamente brasileiras, que marcam a personalidade da banda, espalhando-as com cuidado dentro de uma história ambientada na idade medieval européia, tendo sucesso em conseguir reunir música e história num efeito multiplicador que sublima a dramaticidade da obra. Não resta dúvida que o fato do álbum ser conceitual elevou em vários graus o acabamento da obra. É possível perceber também a união saudável que atualmente existe dentro da banda, centrada nas figuras dos dois guitarristas. Este trabalho é extremamente satisfatório, superior ao disco anterior. Vamos ser sinceros: a fase atual é muitíssimo melhor do que a fase André Matos!" - Akihisa Ozawa (91 pontos)



"É um álbum feito com extremo esmero, colocando em primeiro plano o fato de ser um trabalho conceitual. Um álbum poderoso que consegue expressar com interpretações impressionantes as composições de matizes variadíssimas. É um álbum de plenitude, que demonstra claramente a verdadeira capacidade do Angra, acredito que ele irá aumentar mais a popularidade da banda. Eu já havia sentido que o nível da banda havia crescido consideravelmente com a entrada de Edu Falaschi, mas o fato é que neste trabalho, o Angra cresceu vários degraus. Trata-se de um álbum verdadeiramente imponente e repleto de dramaticidade. Pessoalmente, eu gostaria que uma banda capaz de cantar de forma to espetacular e tocar com tanta excelência deveria almejar uma linha bem tradicional, tipicamente chavão dentro do estilo Power/Speed Melódico, que servisse de bíblia para inspirar as outras bandas, mas vamos deixar essa expectativa para o próximo trabalho." - Kazuo Hirose (87 pontos)



"Valeu a pena o longo tempo gasto com a composição das músicas, pois temos uma obra de qualidade suprema, que não pode ser descrito dentro do padrão ordinário de metal. As frases e a produção detalhadas, o cuidado dedicado até mesmo aos instrumentos utilizados, tudo isso resultou numa obra tão maravilhosa que não vale a pena limitá-la somente aos fãs de Metal. Ouça com atenção a voz cheia de confiança do Edu. Se você não ouvir este álbum, não existirá mais nada que valha a pena ouvir! Acaba de nascer uma obra-prima!" - Sanada (10 pontos)

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.