22/09/04 - 10h:00mDenunciar

Review de Show - Angra em Brasília

Angra no Ginásio Clube Ases - Brasília - 04/09/2004.



Foi uma longa espera desde o lançamento de Rebirth para que um dos maiores nomes do cenário nacional pudesse retornar ao DF. Foi graças à For Rock Produções, tradicional produtora do festival Porão do Rock entre outros festivais do gênero na cidade, que agora apostou em sua primeira empreitada na cena Metal. Foi uma aposta ousada e que rendeu apreensão aos envolvidos mas que logo se dissolveu após a confirmação da data no site oficial da banda. Antes do final da divulgação, praticamente todos os ingressos à venda já haviam se esgotado antecipadamente o que já deixava claro o grande sucesso do evento.

A banda escolhida para abertura foi a brasiliense Khallice, um dos mais talentosos grupos do Distrito Federal no momento e uma das escolhas mais acertadas para esta tarefa. Tendo apenas uma banda de abertura, ficaria muito mais tempo para a atração principal mostrar seu show e o som não sofreria saturações decorrentes de uso excessivo. Embora todos se mostrassem ansiosos em ver o Angra, o Khallice foi muito aclamado e, com mais esta grande apresentação em seu currículo, só tende a crescer na cena nacional.

Não durou muito e os mais de três mil presentes no ginásio do Clube Ases começaram a gritar em uníssono pelo Angra enquanto o palco ainda era preparado. A cada movimentação no palco se seguia uma nova onda de gritos alucinados pelo grupo; como quando os roadies testaram algumas peças da bateria e os presentes gritaram por Aquiles Priester. Foi necessário que a organização pedisse ao público, em sua maioria formado por menores de idade como era perceptível, que se desse um passo atrás para que não houvesse problemas de segurança para os que estavam prensados contra a grade e mais ao meio da multidão. Após alguns minutos de grande espera, o Angra mostra-se em palco ao som da intro do novíssimo Temple Of Shadows que ainda nem havia sido lançado e, com a platéia alucinada diante de si, o grupo detona logo “Spread Your Fire” que é recebida com uma euforia rara de se ver. Sem nenhum intervalo veio logo outra do novo álbum, “Angels and Demons” após o que o vocalista Eduardo Falaschi agradeceu a acolhida calorosa e anunciou a próxima música, a primeira de outro álbum que não o mais recente, a excelente “Acid Rain” que se seguiu de uma das melhores composições já feitas pelo Angra, a pesadíssima “Nothing to Say”, do álbum Holy Land. A dupla de guitarristas, alem de esbanjarem talento musical, tem uma postura de palco irrepreensível e transmitem grande energia a platéia que cantava os grandes sucessos do grupo junto ao vocalista Edu. No meio do show o grupo apresentou números musicais diversos com jams de ritmos brasileiros e percussões executadas por todos da banda diante de uma platéia que assistia atônita. Houve ainda a balada “Wishing Well” que tem um estilo bem diferente das demais, executada com violão e percussões. Um dos maiores momentos foi quando tocaram “Rebirth”, a faixa título do disco que a banda lançava quando esteve no DF pela primeira vez apresentando a nova formação. Aliás, este novo Angra mostra uma química perfeita em palco e mostra que os últimos anos serviram para dar nova força ao grupo que perdeu seus maiores nomes. Há quem diga que a mudança de formação só veio a acrescentar ao cenário nacional que tem hoje o Angra com a mesma proposta musical dos tempos de André Matos e ganhou um grande nome, o Shaman. O vocal de Edu Falaschi melhorou muito, lembrando bastante seu estilo no antigo Symbols, e isto ficou perceptível quando tocaram, entre outras antigas, “Carry On”. Executada no primeiro bis da apresentação, esta passou a impressão de que o ginásio do Clube Ases viria abaixo, tal era a euforia dos presentes embalados ao seu som. Para encerrar a noite, com um set list composto por quatorze composições, sete antigas e sete novas, em mais de 1h e 40min de show, a banda executou uma de suas mais conhecidas, “Nova Era”, arrebatando toda a multidão de fãs a cantar da forma mais empolgada possível, ao que o grupo se despediu de seu público sendo aclamados por sua grande apresentação.

Indiscutivelmente, este foi um dos maiores eventos já presenciados pelos fãs da música pesada no Distrito Federal. Um evento com organização impecável, equipamento de som perfeito e respeito as bandas e ao publico. Ambas as bandas tiveram as mesmas condições de som enquanto tocavam, coisa rara de se ver em eventos deste tipo e o publico presenciou um evento de altíssimo nível em uma casa de amplo espaço que ficou pra lá de lotada. As devidas congratulações para a For Rock produções que, após este grande sucesso, certamente voltará a investir no nosso tão amado Metal!



Set List:

"Deus Le Volt"

"Spread Your Fire"

"Angels And Demons"

"Acid Rain"

"Nothing To Say"

"Carolina IV"

"Waiting Silence"

"Wishing Well"

"Never Understand"

"Sprouts Of Time"

"Rebirth"

"The Shadow Hunter"

"Temple Of Hate"

"Carry On"

"Nova Era"

"Gate XIII"

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.