01/06/07 - 08h:26mDenunciar

Chega um tempo em que não se diz mais: meu

Deus.

Tempo de absoluta depuração.

Tempo em que não se diz mais: meu amor.

Porque o amor resultou inútil.

E os olhos não choram.

E as mãos tecem apenas o rude trabalho.

E o coração está seco.

Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.

Ficaste sozinho, a luz apagou-se,

mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.

És todo certeza, já não sabes sofrer.

E nada esperas de teus amigos.



Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?

Teus ombros suportam o mundo

e ele não pesa mais que a mão de uma criança.

As guerras, as fomes, as discussões dentro dos

edifícios

provam apenas que a vida prossegue

e nem todos se libertaram ainda.

Alguns, achando bárbaro o espetáculo

prefeririam (os delicados) morrer.

Chegou um tempo em que não adianta morrer.

Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.

A vida apenas, sem mistificação.

É mais fácil pousar o ouvido nas nuvens

e sentir passar as estrelas

do que prendê-lo à terra e alcançar o rumor dos teus passos.

É mais fácil, também, debruçar os olhos nos oceanos

e assistir, lá no fundo, ao nascimento mundo das formas,

que desejar que apareças, criando com teu simples gesto

o sinal de uma eterna esperança







•.::'''::.•.::'''::.•.::'''::.•.::'''::.•.::'
''::.•.::'''::.•



Faça aqui sua inscrição para concorrer ao destaque TOP 10 - ESTOU SEM FOTO de Ana Dias



•.::'''::.•.::'''::.•.::'''::.•.::'''::.•.::'
''::.•.::'''::.•





bebeth não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.