22/01/05 - 21h:55mDenunciar

O Segredo da Poda





Quando eu era criança, encontrei, um dia, um jardineiro, com uma tesoura enorme. Fiquei revoltado quando vi que começou a cortar os galhos mais tenros de todas as plantas.





Reclamei, agarrei o jardineiro pelo braço... Fiz um escarcel... Ele sorriu e pediu que tivesse paciência e voltasse em 30 dias para ver o resultado...





Um mês depois todas as plantas estavam ainda mais belas e cheias de vida... Foi assim que aprendi o segredo das podas... Elas devem ser feitas nos galhos que dão frutos...





Parece um sofrimento cortar justamente esses galhos...

E isso faz pensar na maneira como reagimos aos sofrimentos que nos chegam... Em vez de achar que são "castigos", por que não encarar os sofrimentos como o agricultor que poda suas árvores, para que dêem mais fruto ainda?





De vez em quando, não vemos nada, não entendemos nada. ficamos como árvores, carregadas de folhagem e que, depois da poda, se reduzem a galhos secos, que lembram braços esqueléticos.





Pois, quem estiver se sentindo assim por causa de uma perda, um abandono, uma doença, um cansaço, um desânimo, uma ingratidão, uma injustiça.





O melhor, muitas vezes, é nem se meter em dar explicações que não explicam, não convencem e deixam a criatura que está sofrendo mais esmagada ainda...





Em horas assim, nada como o exemplo da natureza, que é sábia! Tudo sempre volta a florir e frutificar. É preciso somente um pouco de paciência e uma difícil atitude...

Dar tempo ao tempo... ele cura absolutamente tudo!





Desconheço o autor do texto



"Recebi este pedido de uma colega flogueira:

daloka

como seu flog eh mto bem visitado..venho lhe pedir se dava pra vc fazer

uma propaganda.. desse flog

www.flogao.com.br/lotriocalafrio

eh um flog meu e de minhas amigas!..peço uma colaboraçãozinha =)



Tentei colocar o link,mas o endereço parece errado ... Daloka, eu queria colaborar, mas ..."

bebeth não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.