01/04/05 - 18h:28mDenunciar





Através dos olhos de uma criança





Um velho sentava-se em sua cadeira de balanço dia após dia. Ele prometeu não sair dali até ver Deus. Em uma bela tarde de primavera, o velho balançando em sua cadeira, incansável em sua busca visual de Deus, viu uma garotinha brincando do outro lado da rua.



A bola da garotinha rolou para o seu quintal, e ela correu em sua direção. Ao abaixar-se para pega-la, olhou para o velho e disse:

- Eu vejo o senhor todos os dias balançando-se em sua cadeira e olhando para o vazio. O que está procurando?

- Ah, minha querida, é jovem demais para entender - respondeu o velho.



- Talvez - respondeu a garota - Mas a minha mãe sempre me disse que se eu tivesse algo em minha cabeça, deveria falar sobre isso, para compreender melhor. Ela sempre diz: "Srta. Lizzy, compartilhe os seus pensamentos." Compartilhe, compartilhe, compartilhe, é o que sempre diz.



- Bem Srta. Lizzy, eu não acho que poderia ajudar-me - resmungou o velho.

- Possivelmente não, senhor, mas talvez eu possa ajudar apenas ouvindo.

-Está bem, criança, eu estou procurando por Deus.

- Com o devido respeito, o senhor balança para a frente e para trás nessa cadeira dia após dia à procura de Deus? - Perguntou a Srta. Lizzy, intrigada.

- Sim. Preciso acreditar antes da minha morte, que existe um Deus. Preciso de um sinal - respondeu o velho.

- Um sinal, senhor? Um sinal? disse a Srta. Lizzy, agora bastante confusa com as palavras do velho.



-Senhor, Deus dá-lhe um sinal quando o senhor respira, sente o cheiro de flores frescas, ouve os pássaros cantando e todos os bebês nascem. Ele dá-lhe um sinal quando o senhor ri e chora, quando sente as lágrimas saindo de seus olhos. Isso é um sinal em seu coração para abraçar e amar. Deus dá-lhe um sinal no vento, no ar-íris e na mudança das estações. Todos os sinais estão aí, mas o senhor não acredita neles. Deus está no senhor e em mim. Não existe procura, porque ele, ela ou seja lá o que for está aqui o tempo todo.



Com uma das mãos em sua cintura e brandindo a outra no ar, a Srta. Lizzy continuou:

- Minha mãe diz:

"Se você estiver procurando algo monumental, é porque fechou os olhos, pois ver Deus é ver as coisas simples, ver a vida em tudo."



Srta Lizzy, é muito perspicaz em sua compreensão de Deus, mas o que fala ainda não é o bastante. Lizzy caminhou até o velho, colocou as suas mãos infantis sobre o coração dele e falou suavemente em seu ouvido:

- Senhor, isso vem daqui, não de lá. - E apontou para o céu. - Encontre-o primeiro em seu coração, em seu próprio exemplo. Então verá os sinais.



Quando atravessava novamente a rua para ir embora, ela virou-se para o velho e sorriu. Então, ao inclinar-se para sentir o cheiro das flores, gritou:

- Minha mãe sempre diz:

"Se você estiver procurando algo monumental, é porque fechou os olhos"







REPASSANDO DO GRUPO

*F*a*l*a*n*d*o* *d*e* *A*m*o*r* *e* *R*e*f*l*e*x*õ*e*s* *d*a* *V*i*d*a*

bebeth não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.