09/10/06 - 19h:35mDenunciar

Por Favor... Leiam!!



Atenção amigas do Flogão!

Vamos ajudar postando a foto de Maria Luiza!

Juntas conseguiremos ajudar!



Juntas, unidas e de mãos dadas por uma causa... Somos força!



************************************





ESSA CRIANÇA (MARIA LUÍZA - MALU) TEM APENAS 2 ANOS E FOI SEQUESTRADA DOMINGO 01/10 NO EUSTAQUIO GOMES, MACEIÓ/AL. SEUS PAIS, FAMILIARES E AMIGOS ESTÃO DESESPERADOS. OS SEQUESTRADORES NÃO ENTRARAM EM CONTATO.

CASO VOCÊ SAIBA OU VEJA ALGUMA COISA

LIGUE: (82)9982 - 6327 / (82)8844-0347



************************************











O seqüestro



Uma tentativa de assalto terminou em seqüestro no bairro do Eustáquio Gomes. O caso aconteceu, por volta das 16h30 dia da eleição (01/10/2006, quando Aline Maria Pereira Nogueira, seu esposo e sua filha de dois anos, Maria Luisa Pereira Nogueira, foram abordados por assaltantes que tentaram roubar dinheiro e o carro da família.



Aline conta que aguardava seu esposo na porta de uma panificação quando um homem armado anunciou o assalto. Ele pediu que ela entregasse todos os pertences e o carro, mas não sabia, que na panificação, estava seu esposo, um policial civil, armado. “Foi exatamente quando percebeu a movimentação, que meu marido saiu atirando e começou a troca de tiros, que deixou todo mundo ao redor assustado”, conta.



“Quando ele percebeu que não poderia levar o carro, arrancou minha filha dos meus braços, entrou em um Honda FIT de cor preta e fugiu acompanhado de outros assaltantes, que vinham em um Honda FIT, de cor Prata. Ainda pedi para que ele me levasse no lugar dela, mas ele justificou que pegou a menina só para dar uma lição no meu marido”, acrescenta.



Mesmo assustado, o policial continuou trocando tiros com os bandidos, até o município de Flexeiras, quando atingido com um tiro e com o pé fraturado, ele não pôde mais seguir com a perseguição.



A grande preocupação da mãe é que a criança não tem nenhuma identificação e que pelo fato de ser pequena, não poderia dar qualquer pista do lugar onde mora. “Minha filha não tem nenhum identificação, não sabe falar direito, nem tampouco falar nada sobre sua família, por isso, não tem como ser identificada”, disse.





bebeth não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.