29/11/08 - 12:11Denunciar

*

- a muito tempo venho procurando motivos para sorrir, nem sempre os encontrei e prendi meus labios de forma grotesca. minha fidelidade foi indiscutivel em relação ao meu companheiro, aos meus amigos. mas faltei quando o assunto era ser verdadeira comigo mesma. procurei dispertar meus fantasmas interiores para assombrar os outros, eles apenas sorriam. acabei percebendo que eu estava assustando a mim mesma e divertindo os outros. lutei para manter o equilibrio todas as vezes que chorei de ódio. minhas forças se esgotaram nos dias em que perdi as pessoas que mais amava. eu deixei de sonhar, de viver, de amar... me tornei uma pessoa mesquinha e insuportável. era temida pelos meus alunos e sempre exigia mais de cada um deles. achava-me dona dos pobres coitados. a coitada era eu. uma depressiva cheia de mágoas e rancores. uma maluca que se disfarçava com diplomas e sabedorias inuteis. de que adianta ser uma mulher rica de cultura e pobre de alegria? eu sabia ensinar como ninguém, mas não era capaz de fazer uma amizade. eu sabia criticar e fazia com prazer, mas não era capaz de tirar uma tarde para ser feliz. minha vida se tornou um caos. as poucas lágrimas que haviam dentro de mim, secaram. não era capaz de demonstrar nenhum tipo de emoção. me tornei uma pedra, com uma vida não vivida, sonhos não realizados, alegrias em falta.


cassinhaa não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.