10/11/04 - 02h:29mDenunciar

Lockheed F-104 Starfighter

Desde o início foi considerado um projeto revolucionário e como tal, poderia ou não alcançar sucesso. Kelly Johnson, engenheiro responsável pelo desenho, chegou ao mesmo depois de conversar com pilotos que atuavam na guerra da Coréia geralmente pilotando os North American F-86 Sabrejet contra os caças de fabricação russa Mig-15. Os americanos reclamavam que o teto de vôo de seus aviões era inferior em relação à aeronave inimiga e, portanto, durante vários momentos ficavam vulneráveis a sucessivos mergulhos de Mig sobre suas cabeças. A máquina soviética também possuía alguns percalços, sendo um dos mais sérios o fato de haver uma facilidade de perda de controle e entrada em stall, provavelmente devido ao enflechamento de suas asas desenvolvido especialmente para altas velocidades. Fora então solicitado ao comando da Força Aérea uma nova aeronave que pudesse superar e com uma grande margem de segurança o desempenho dos Migs e tivesse ainda capacidade de elevada aceleração e vôo em grande altitude. Surgiu então esta magnífica máquina carinhosamente chamada de "míssil tripulado" por pilotos e mecânicos devido às suas asas muito curtas. Há rumores de que os bordos de ataque e de fuga das mesmas eram tão finos e afiados que tornava-se preciso manuseá-los com precaução. O "caçador de estrelas" teve uma carreira notável e alcançou vários recordes como os de vôo acima de Mach 2 e obtenção de altitude superior à 100 mil pés. Para tais vôos uma preparação especial era essencial como, por exemplo, uniforme pressurizado para o piloto precaver-se no caso de uma falha do respectivo sistema da aeronave e conseqüente despressurização e a adição de um foguete propulsor adicional geralmente chamado de "booster" em sua cauda, o que promovia uma ajuda indispensável para as grandes razões de subida e aceleração. Kelly ainda desenvolveu um projeto derivado batizado de “Lancer” que competiu com o F-15 para operação na USAF e, por razões indeterminadas, perdeu para a sugestão da McDonnell Douglas. Tornando-se famosa em todo o mundo e tendo operado nas forças aéreas do Japão, Grécia, Itália, Alemanha, dentre outras, a última aeronave saiu da linha de produção ainda nos anos 80 e hoje infelizmente a vida operacional deste caça-interceptador está chegando ao fim com a desativação das unidades pertencentes à Itália. Longa vida ao Starfighter! Foto de Engelen Frederik, do site Airliners.net.



MÚSICA DO DIA --- --- ---> Mr. Mister - Broken wings



Não se esqueça de ler o texto contido no tópico para aprender mais sobre este magnífico meio!

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.