09/10/04 - 05h:28mDenunciar

Embraer EMB-314/AT-29 Super Tucano

Desenvolvido a partir do AT-27 Tucano, por sua vez derivado do treinador EMB-312/T-27 Tucano, o EMB-314 satisfaz os requisitos operacionais da FAB para uma aeronave leve de ataque que será utilizada em missões de contra-insurgência e vigilância de fronteiras, tendo como função também o treinamento avançado e conversão para aviação de caça. Na versão destinada à FAB, o Super Tucano conta com um avançado sistema de navegação e ataque, dispondo de instrumentação de vôo compatível com o uso de óculos de visão noturna, dois mostradores multifunção de 6 x 8 polegadas, uma nacele de pilotos configurada para operação HOTAS (Hands On Throttle and Stick - Mãos na manete e no manche) e dois computadores centrais de missão. É uma das principais opções para o treinamento eficiente e barato dos pilotos para os caças de 4ª geração. A cabine do tipo "glass cockpit", com todos os instrumentos visualizáveis nos mostradores de cristal líquido (LCD - Liquid Cristal Display) permite que a carga de trabalho dos pilotos seja baixa, aumentando sobremaneira a eficiência de missão, tendo sido projetada para missões diurnas e noturnas sob qualquer tempo. A versão biplace da aeronave possui plena capacidade de operar um sensor infravermelho instalado no ventre da fuselagem que permitirá a realização de missões noturnas de vigilância e ataque. Sua performance com um motor turboélice controlado por computador (Fully Automated Digital Electronic Control - FADEC) Pratt & Whitney PT6A-68C de 1.600 SHP (Shaft Horse Power - Cavalos de Potência no Eixo) permite uma flexibilidade operacional bastante significativa. A estrutura da fuselagem e asas foi desenvolvida com os mais modernos recursos tecnológicos para projeto e desenvolvimento. É resistente à corrosão e sua capota (canopy) que se abre lateralmente para a direita, possui um pára-brisa capaz de suportar, à velocidade de 300 nós (555 km/h), o impacto de um pássaro de 4 libras (1,8 kg) de peso. O ambiente de cabine foi melhorado permitindo um universo muito maior de pilotos (masculinos e femininos), tendo sido introduzida também uma pressurização de 5 psi (0,34 bar) para aprimorar ainda mais a habitabilidade da mesma. Seu teto de serviço é superior aos 35.000 pés (10.668 m) e incorpora, dentre outros, novos sistemas OBOGS (On-board Oxygen Generation System - Sistema de Geração de Oxigênio a Bordo), sistema anti-g, navegação inercial (INS) e por GPS, sensor infra-vermelho frontal (Forward Looking Infrared - FLIR), visor opcional montado no capacete (Helmet Mounted Display - HMD), assentos ejetáveis Martin-Baker MK-10LCX 0-0 que permitem a ejeção segura do piloto com zero de velocidade e no nível do solo, trem de pouso reforçado e um novo sistema de controle ambiental. Capaz de carregar um amplo leque de bombas convencionais e inteligentes, mísseis ar-ar, casulos de metralhadoras, canhões e foguetes, o ALX está ainda equipado com duas metralhadoras .50 embutidas nas asas. Possui capacidade para carregar 1,5 tonelada de armamentos em cinco pods, sendo dois sob cada asa e um sob a fuselagem. Resumindo, o AT-29 Super Tucano é a perfeita combinação de um turboélice de alta performance com aviônicos e sistemas de armamento de quarta geração, que fazem dele a aeronave ideal para aumentar a capacidade operacional e de treinamento de forças aéreas do mundo todo. A primeira aeronave das 75 encomendadas à Embraer já foi entregue no dia 18 de Dezembro de 2003 em solenidade nas novas instalações da empresa em Gavião Peixoto, SP.



Adaptado de: Defesanet

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.