Blog

Operação COLBRA I

por cmtecarvalho em 27/05/05 - 20h:27m

Colômbia e Brasil têm um problema em comum em sua área de fronteira, relacionado como vôo constante de aeronaves não identificadas e que, possivelmente, então envolvidas em atividades ilícitas a nível internacional.

O objetivo é estabelecer e firmar um Acordo de Cooperação Mútua entre os governos, que permita às Forças Aéreas dos dois países realizar um exercício operacional combinado na área de fronteira em prol da defesa aérea das nações entre os dias 23 e 27 de maio de 2005.

O objetivo básico da Operação COLBRA I consiste em estabelecer procedimentos que possibilitem uma maior eficácia no combate aos tráfegos ilícitos aéreos, por meio da coordenação operacional entre nossas Forças Aéreas. Igualmente, permitirá o compartilhamento de experiências e o estabelecimento de procedimentos comuns para a vigilância e o controle do espaço aéreo dos dois países.

A operação consistirá do emprego de aeronaves-alvo que, simulando tráfegos ilícitos, cruzarão a fronteira entre o Brasil e a Colômbia, nos dois sentidos. Para localizá-los, deverão ser empregados meios de detecção (radares) e de interceptação (aeronaves) de ambos os países, quando serão adotadas as Medidas de Policiamento do Espaço Aéreo previstas, que consistem, basicamente, em verificar qual o tipo de aeronave, a sua matrícula, a sua procedência, o seu destino e o que está sendo transportado.

Quando o tráfego ilícito simulado cruzar a fronteira, haverá uma coordenação entre os Centros de Operações de Defesa Aeroespacial brasileiro e colombiano, de maneira a possibilitar a transferência de informações e o acompanhamento da aeronave desconhecida pela Força Aérea de um ou de outro país.

As aeronaves-alvo e de interceptação da Força Aérea Brasileira (FAB) ficarão operando a partir do Destacamento de Aeronáutica de São Gabriel da Cachoeira (DASG), na cidade amazonense de mesmo nome.

Na cidade de Letícia, no Departamento do Amazonas, em território colombiano, estarão as aeronaves-alvo e de interceptação da Força Aérea Colombiana (FAC).

O escudo, em formato redondo, foi elaborado para representar a Operação COLBRA I da Força Aérea Colombiana (FAC) e Força Aérea Brasileira (FAB).

Nele são encontrados, simbolicamente, três aviões participantes do treinamento: o TUCANO, aeronave de interceptação da FAC, nas cores da Colômbia; o SUPERTUCANO, aeronave de interceptação da FAB, nas cores do Brasil e o CARAVAN, na cor branca, que simboliza uma aeronave-alvo, bem como a paz perseguida pelos dois países.

Os aviões estão inseridos nos céus da região fronteiriça entre os dois países, coberta pela Floresta Amazônica, local que servirá de cenário para a Operação COLBRA I.

Fonte: Site da Operação COLBRA I.


Ver todos