04/04/05 - 22h:34mDenunciar

Entre Anjos e Demônios [ I ]

Quanto mais persistia, mais a chuva parecia estar contra ele. Sentia o tocar de cada gota em sua face, como se fossem as lágrimas do céu que expressavam a eterna agonia de uma noite fria e sem expectativas.



Sem rumo, continuava a correr como se nada fosse capaz de impedí-lo, mas foi exatamente nesse pensamento que a vida o enganou. Surpreendido pelo fim de um beco, não viu outra alternativa senão parar por ali mesmo, debaixo da chuva.



Cansado e derrotado, se joga encostado em um muro olhando para o céu, enquanto os pingos d'água se confundiam com as lágrimas incessantes de seu rosto.

__________________________________________________________



• Será que alguém vai ler? u.û

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.