8/04/14 15:33Denunciar

A colonização belga - O governo de Leopoldo

O governo de Leopoldo
A colonização belga do Congo - As Colônias Africanas

Leopoldo já não necessitava mais de uma fachada para governar, e substituiu a Associação por um gabinete de belgas designado para obedecer a seus pedidos.
Ele enviou um governador geral e um chefe de polícia para a capital recém-criada, Boma.
A vasta bacia do Congo foi dividida em 14 distritos administrativos, cada qual em zonas, cada zona em setores e cada setor em postos.
Cada chefe indicado, desde os comissários distritais até os ocupantes de postos eram europeus.
Os três anos seguintes apresentaram três problemas principais:
Para além das estações de comercio de Stanley, o Estado Livre era uma selva desconhecida e não mapeada, e que não oferecia retorno comercial.
O então primeiro ministro britânico, Cecil Rhodes, da colônia do Cabo (parte da atual África do Sul) estava expandindo as terras franqueadas da Companhia Britânica da África do Sul e ameaçando ocupar Katanga (sul do Congo) explorando as falhas do “Principio de Eficácia” no Tratado de Berlim, apoiado por Harry Johnston, o comissário britânico para a África Central que era o representante londrino na região.
As gangues de escravagistas do traficante Tippu Tip de Zanzibar haviam constituído uma forte presença ao norte e lesta do país e também na região anexa a leste, atual Uganda, mantendo efetivamente um estado escravocrata independente.

Fonte consultada: Wikipédia
Minha tradução

Veja também no blog:
Afro & Africa

Comentários

czeiger não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.