11/02/06 - 17h:13mDenunciar





Doce Veneno .]



do lado de fora tudo se constroi



do lado de dentro tudo se conforma



e enquanto tudo é absoluto



a respiração fica lenta



as imagens se transfiguram



meu corpo se move lentamente



a tatuagem sobre mim



tatuada em você



Eu não deixarei eles irem embora



os fantasmas da discórdia



a luz da escuridão



o herói da compreensão



dividido entre o poder e a liberdade



frágil como uma borboleta



forte como um leão



inspido como eu



quieto como você



desejos de eternidade



enternidade sem fim



corredores para se correr



e vidas em branco



se é isso que você deseja



eu já não sou nada.



fique com seu orgulho



que eu mato minha vontade



sonhando com o doce veneno



que foge pelos dedos



e escorre pelos olhos



como lágrimas que não secam



e feridas que não se fecham. [by Gribes]*



__________



[Poesia sem destinatário..





ando inspirada esses dias.. ]



[cabei de fazer .. meio viajada mas magnífica.

--------------------------



''Só os próprios autores

sabem a essência que os levam ao deslizar de cada palavra....'









¬Coments plxxxxx... :)









d(-_-)b __inspiração por Placebo]



[Curiosidade por Osmose.]



.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.



.

.



Se a luz acabar me procure

na escuridão eu tenho uma de reserva...´'





















¬.









'´Vá e traga a rosa mais bonita

Pra mim enfeitar nosso jardim...'´























gripizinha não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.