12/06/05 - 01h:26mDenunciar

O amor é tanto, não quanto.

Amar é enquanto, portanto.

Ponto.









Amar vale a pena!

O louco amor fatalista, sorrateiro, brejeiro, avassalador.

Eu te murmuro, eu te suspiro, eu, que soletro o teu nome no escuro.

A cor, o tom, o som, o calor do sentimento que nos une.

Falar de amor, de paixão pode parecer ridículo, mas quem nunca amou?

Afinal, todas as cartas de amor são ridículas, mas não seriam cartas de amor se não fossem ridículas...



Mesmo não sendo perfeito, o predileto, tento e vou tentando...

Você já me ensinou muitas coisas, gostaria de aprender mais e mais...



FELIZ DIA DOS NAMORADOS



JUNINHO



12/06/2005

julindo não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.