21/09/17 19:57Denunciar

Pessoas com deficiência comemoram o Dia Nacional de Lu

Desde 1982, é comemorada a data de 21 de setembro por causa da necessidade de incluir essas pessoas a sociedade. Na verdade, esse dia só foi oficializado no ano de 2005 com a lei nº 11.133, onde vários movimentos sociais que lutam pelos direitos das pessoas com deficiência, estejam adequados e cumpridos dentro da legislação da Lei de Inclusão (conhecido também como o Estatuto das pessoas com deficiência).

O censo de 2010, indica que 45 milhões de indivíduos brasileiros, possuem alguma deficiência, isso seria totalizado em ¼ de toda a população em todo o país. Quanto mais esse número cresce, mais se tem que ter adaptações e adequações para suas vidas diárias.

Segundo o gerente de reabilitação do Hospital das Clinicas (SP), Marcelo Riberto, o objetivo das reabilitações, é melhorar a mobilidade e a parte funcional das pessoas com deficiência para que elas terem uma vida muito mais livre dentro e fora de casa. Ainda enfatiza, que é essencial mudar todo um ambiente que essas pessoas vivem e preparar bem os que tem a incumbência de cuidar dessas pessoas. Dando sempre orientação adequando à alimentação e como proceder no caso de alguma emergência.

Podemos ver casos como de Rafael (2), que foi diagnosticado com paralisia cerebral e também surdez, por decorrência de uma gravidez complicada da mãe, Ismênia Mendes. A mãe, que trabalha como bancária, explicou que seu filho esteve 52 dias na UTI do hospital, no qual o menino veio a nascer. O começo do tratamento foi aos seus meses de vida, e não se tinha ainda, nenhuma certeza do sucesso ou fracasso desse tratamento. Por causa, que não se tinha avaliado como Rafael poderia reagir com esse tratamento. Mas aos poucos, enfatiza a mãe, foi sendo observada as respostas positivas do menino que se esforçava e isso deu uma nova esperança e felicidade.

A bancária ainda disse, que com a diminuição da carga horária (horas de trabalho), e o auxílio da família, foi de uma ajuda imensa para o tratamento do seu filho, que hoje, demonstra muito mais alegria quando Rafael está na aula na escola regular onde estuda e a reabilitação, que faz uma vez por dia. Ainda Ismênia diz, que ter uma criança com deficiência é um desafio muito grande todos os dias, porque a família tem a responsabilidade, ao mesmo tempo, tem que agir com leveza para fazer diferença diante do tratamento. E complementa dizendo, que sempre o intuito de tudo isso é ver seu filho fazer grandes conquistas no futuro.

Existe uma outra história comovente, de uma menina com o nome Sofia, pois, nasceu com Síndrome de Down e filha do administrador de empresas, Fabrício de Freitas. O caso da menina ficou conhecido no ano passado, pois além de operar seu intestino logo o nascimento por causa de uma obstrução, ainda após duas semanas de vida, sua mãe, Flavia, veio a falecer com parada cardíaca em decorrência a um parto complicado. O pai, Fabrício, fez uma campanha intensa para consegui leite materno para sua filha Sofia, que em contrapartida, ajudou muitas crianças que estavam na mesma situação de Sofia de não terem esse leite.

Após um ano e quatro meses, vários profissionais na área da saúde, acompanham a menina todos os seus dias. Seu pai diz, que todos que cuidam de sua filha, tem um dia de folga em toda a semana de trabalho, muitos desses profissionais (terapeutas) e a sua própria família e ainda dois cuidadores. É um trabalho bastante cansativo, porém, esses mesmos profissionais são de extrema competência e dedicação. Ainda, continua o administrador, estimulam bastante a menina a ser uma criança animada e dinâmica dentro e fora da sua casa.

Esse tipo de história faz pensarmos da importância desta data, porque o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência lembra sempre da importância da inclusão dessas pessoas dentro da sociedade. Ainda Marcelo Riberto, falou sobre a importância de ainda mudar posturas dentro da sociedade e que mesmo tendo muitas leis que abrangem essas pessoas, ainda muitas atitudes sociais deixam muito a desejar.

(recusada pelo Blasting News)

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.