18/12/05 - 18h:47mDenunciar

O TELEFONEMA!

Toca o telefone...Uma voz mansa e suave responde do outro lado da linha:



- Alô?

- Olá!

- Quem é?

- Sou eu, a felicidade iludida.

- O que você quer?

- Dizer que te amo...

- De novo? Eu já ouvi isso umas 15 vezes. Você não cansa?

- Quem ama não cansa...

- Mas eu canso. Eu não a amo...

- O que?

- É isso mesmo, eu iludo. Por isso me chamo ilusão do amor.



Neste exato momento uma lágrima de sangue corre na face da menina até o momento de desabar no chão.



- Como você pode dizer isto?

- Dizendo, oras. Não devo nada a ninguém.

- Não deve nada?

- É claro que não.

- Deve sim... Deve-me o seu amor.

- Hã?! Amor?

- Sim... Você me fez voar tão alto e agora diz que não me ama?

- Você deve estar ficando louca!



E as lágrimas insistentemente não paravam de rolar...



- Estou louca mesmo. Pois acreditei em você.

- Você sabia que era só amizade, não é?

- É claro que não...Você veio falando coisas românticas, me fascinando só com palavras e ainda me deu um beijo...

- Um beijo? Aquilo nem foi um beijo.

- Não foi? O que foi então?

- Um selinho...

- E selinho não é beijo?

- Não.

- Quer dizer que eu não significo nada para você?

- Significa...

- O que?

- Uma bela de uma conta a mais no final do mês. Agora vou desligar.

- Não... Por favor!

- Por quê?

- Porque eu te amo...

-Qual o valor que seu amor vai me dar?

- Felicidade...

- Eu espero coisas materiais...

- Eu vou ser sua...

- Isso não vale...Quanto você custa?

- Por quê essa pergunta?

- Se eu enjoar posso te colocar na bolsa de valores?

- O que fiz pra me tratar assim?

- Me amar! Agora vou desligar...

- Não...Por favor...

- Quer parar com isso? Não enche!

- Não, por favor não desligue....

- ????????????????

- Fala comigo...

- ??????????????

- Pelo amor de Deus, responda que me ama...

- Escuta aqui, eu já estou farto de você. Agora vê se me esquece.

- Eu prefiro morrer a te esquecer...

- Ah é? Então se mata!



Tu tu tu....



- Não...Por favor. Não faça isso comigo, eu te amo...



Alguns dias depois...



- Do que morreu essa menina?



Pergunta um curioso.

- De intoxicação, provavelmente. Tomou vários remédios em muitas quantidades...



Respondeu a enfermeira...



- Coitada... Tinha algum problema?

- Sim... Sofria de amor...



E então, no dia do enterro da menina, o garoto o qual ela amava, comparecia no local, prestando sua última homenagem, jogou uma rosa vermelha e falou baixinho:



- Eu te amo...



E lá em cima ela olhando tudo, respondeu para si, e para os quatro ventos que sopravam:



- Tarde demais...





Espero que todos leiam esse texto...Pois ele eh lindo...Agradecer a minha amiga Adri que me enviou!



Beijos e comentem!!!

kanisha não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.