19/02/05 - 20h:45mDenunciar

[x] dani e eu [x]



Me sento na rua em frente as horas

Como a qualquer hora

Assim mesmo eu sou

Sou de qualquer jeito nem tudo eu respeito

Pra onde for o vento eu vou



Pano de mesa Pano de chao

Numa metrópole rasgada

Sou filha do nada costurada em meio-fio

Desfilando pela calçada

Todos num vão

Cheios de vazio

Divagando na estação

Mas nem tão devagar

Saí com tanta pressa

Que larguei meu anjo da guarda por lá



Acabou a pilha da rádio fm de tanto meu ouvido tocar

Perambulando na surdina eu queria te encontrar

Tô cercada de vizinho e casa um sabe um lado meu

Todos tantos um só nenhum

Fui me compondo todos eu

Se você ainda quiser saber como eu sou

Me encontrar pode me procurar

Comentários (2)

forregueirass
1. forregueirass 21/02/05 2:03

oieee layloka kde vc?
to com mouse agora.a. entra no msna ntigo pra me passa o novooo..
ta linda a foto
beijinhuss mocinha
passa no da jeh tbm

tweety
2. tweety 21/02/05 4:12

Oi Layloka
vim agradecer a sua visitinha e cometario, para si tbm uma otima semana
Jinhos

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.