Blog

Monique Evans

por lola em 12/02/05 - 17h:21m

Cocadaboa: Monique, antes de mais nada, vamos falar de sua fé. É verdade que quando você viu que estava ficando velha fez mesmo planos de virar crente, mas quando percebeu que ainda podia lucrar uma grana falando sacanagem mudou de idéia?

Monique Evans: Que isso meninos, eu não desisti de nada. Sou fiel devota de Jesus Cristo e posso te garantir que as sacanagens que falo em meu programa são todas Gospel. Quem disse que o piu-piu e a baratinha são coisas feias? Deus nos fez assim. Vergonha é falar sobre guerra, crime e política.

Cocadaboa: Você acha mesmo que o pastor de sua Igreja realmente acredita que você não está contrariando os ensinamentos dele? Você não desconfia que ele só não a expulsa por causa do dízimo cada vez maior que está recebendo?

Monique Evans: Não sei se vocês sabem, mas o pastor não é necessariamente um homem casto como o padre. Ele é o fã número um do meu programa e quem presta "ensinamentos" sou eu. Tá achando o que? Tenho cara de brotinho mas sou rodada, estou na área há mais de 40 anos.

Cocadaboa: É verdade que você já agendou uma entrevista com um irmão de fé recém-convertido, o Rodolfo, dos Raimundos?

Monique Evans: O Rodolfo é tão gospel quanto eu. Ele precisa participar do meu programa. Já viu as músicas lindas que ele faz? "Esporrei na manivela...", "Puteiro e João Pessoa...", só coisa quente. O bofe é bom, quero ele bem deitadinho na minha cama para fazer uma oração, e uma "anação" também.

Cocadaboa: Monique, você acha mesmo que está dando ajuda para as pessoas que precisam de informação sobre sexo? Não acha que seu programa na verdade é mais usado para a masturbação dos telespectadores?

Monique Evans: Meus queridos, o programa é informação pura. Vocês não estão acostumados a conhecer de perto o comportamento de uma vadia. Só querem comer, pagar e ir embora. O meu programa tem a qualidade de mostrar sem censura nenhuma os hábitos das vagabundas, putas e simpatizantes. Se Deus quiser a informação fará com que a nossa classe seja menos discriminada.

Cocadaboa: O uso de uma produção de baixíssima qualidade no quadro em que são realizadas as fantasias dos telespectadores tem o propósito de incluir a atração na nova o­nda de programas com estética trash intencional, como Hermes & Renato, Piores Clipes do Mundo e Gordo a Go-Go?

Monique Evans: Quem disse que meu programa é trash? Nós contratamos as melhores profissionais do mercado para fazer um serviço de qualidade. Se durante a realização da fantasia rola algo trash, isso faz parte da vontade sexual do contemplado, existe fetiche pra tudo.

Cocadaboa: Tem sido difícil encontrar gente ligada ao sexo para levar ao programa?

Monique Evans: Muito pelo contrário. O número de vadias buscando a fama só faz crescer. A putaria está cada vez mais presente na televisão e nas capas de revistas, fica fácil encontrar entrevistados.

Cocadaboa: É verdade que você foi convidada para voltar a posar nua e que a proposta foi que o ensaio fosse feito dentro de uma igreja? Você tem alguma preferência por programa de computador que será usado para retocar as fotos?

Monique Evans: Fui convidada mesmo, a moda de coroas retocadas está de volta. A Verinha mandou super bem, a Luma também... Só não entendo muito esse negócio de computador, acho que eles vão usar o das janelinhas mesmo, aquele do bilionário, o tal de do Bill Clinton...

Ver todos