Se doar mais e cobrar menos ou cobrar mais e se doar menos ? É mais forte quem termina ou quem perdoa ? É mais inseguro quem precisa ter uma pessoa ou quem precisa ter várias ? É muita pergunta pra pouca resposta. Mas sabe, talvez eu nem queira saber as respostas. Só pergunto pra não me sentir tão passiva, indefesa. Não admito ser invadida sem ao menos questionar. Eu sempre tão minha e, de repente, nem sei de quem sou. Sou sua, lutando pra ser de outros, querendo me ter de volta. E nessa de não ser de ninguém ao certo, vai me restando solidão. Uma solidão estranha, tentando virar amor-próprio. E sabe de uma coisa ? Tomara que vire ! É desse amor que eu tô precisando. Quando eu era minha, as coisas não ficavam assim não viu. Eu me valorizava, me fazia feliz e quando eu queria curtir outro alguém, me dava um tempo, depois voltava renovada.Sem apego, sem drama. Sempre fui fiel a mim, podia ser de alguém por uns dias, mas no fim das contas era sempre comigo que eu terminava. Nada de pressão, sufocação, neuroses. Uma relação leve e saudável. Num dia desses, quem sabe, me mando umas flores e me peço pra voltar. Assim que você me desabitar.

lucoelhinha não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.