18/11/04 - 03h:28mDenunciar

...

Ai daquele que nunca amou. Que nunca se sentiu a pessoa mais realizada do mundo quando escuta o velho e conhecido " eu te amo". Ai de quem nunca escreveu o nome da pessoa amada no vidro embaçado do banheiro ou em qualquer pedacinho de papel que apareça pela frente. Ai daquele que nunca chorou de tantas saudades de alguém, que nunca saiu escondido de casa para encontrar com o namorado, que nunca escolheu o pior filme em cartaz no cinema simplesmente porque beijar quem se gosta é muito melhor. Ai daquele que nunca se viu desesperado, com medo de perder alguém e sente um alívio imenso quando percebe que não há nada errado. Nada é tão prazeroso quanto amar e ser amado. Tem gente que passa a vida inteira sem ter o privilégio de amar alguém de verdade. Muitas vezes por culpa do orgulho, pois alguns preferem morrer na solidão do que passar por cima desse sentimento muitas vezes confundido com amor próprio, e para esses não tem jeito mesmo; outras vezes por medo. O ser humano normalmente é muito burro e incoerente. Talvez daí tenha vindo o ditado: "Errar é humano" ... É bem coisa do homem mesmo ficar se escondendo, fugindo de alguém que gostamos por medo. A desculpa mais corriqueira é a perda da liberdade. Quem nunca ouviu aquela famosa frase: " Não quero me prender agora" , ou "estou feliz sozinho" ... Tudo conversa! Não há um ser nesse mundo que seja feliz apenas consigo mesmo, sem ninguém para compartihar essa tal felicidade. É digna de piedade a pessoa que se põe na solidão por vontade própria. Todos nós sabemos também que sair com os amigos, seja para dançar, para jogar aquele futebolzinho do final de semana, é ótimo e necessário. Sabemos também que uma boa relação é feita de carinho, respeito, querer, desejo, ciúmes, saudades, enfim, uma gama imensa de sentimentos, mas prinipalmente confiança. Esse último, realmente o mais complexo de lidar. Hoje, ninguém confia nem em si mesmo. Como vão confiar no parceiro? E é essa coisinha frágil que faz o nosso medo de mergulhar de cabeça aumentar e dá mais fundamento as nossas já conhecidas e citadas desculpas construindo barreiras que as vezes parecem intransponíveis. Ora, vamos parar com isso. Vamos confiar pelo menos em quem nós amamos fazendo jus a reciprocidade deste sentimento! Sejamos sensatos e percebamos quanto tempo estamos perdendo com as pessoas erradas por medo de tentar com a certa. Porque homens e mulheres de verdade tem medo sim e tremem quando se vêem diante dele, mas estão sempre mais perto da felicidade porque nunca desistem de vênce-lo.



Ao som de Circuladô de Fulô - Flor de lis (O sol a lis e o beija-flor)



By Luizinho

luizinhoufrj não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.