10/08/06 - 17h:47mDenunciar

O cúmulo da Brutalidade!

Hoje a Mortificy conta com Marcelo Silva (V), Daniel Silva (G), Ícaro Freitas (B) e Robson Mariano (D). Com letras que expressam todo o ódio e indignação em relação as guerras, desgraças, ignorância do ser humano, doutrinas judaico-cristãs e tudo o que direta ou indiretamente afeta de forma repugnante nossa espécie....



Recentemente a Mortificy encerrou a turnê "Mortificy Brutal Tour" e agora trabalha em seu novo ('debut'cd) que já está em fase final de gravação e produção chamado "Burn And Suffer".



Nesta entrevista exclusiva da MORTIFICY, você ficará por dentro de tudo! Inclusive a apresentação da Banda aqui em Boa Vista-RR no dia 12/08/2006 no Espaço Multicural do SESC-RR. Acompanhe!!!

[POR: MICHEL SALES & MENNYNNA]



[Michel & Mennynna] – Vocês recentemente encerraram a “Mortificy Brutal Tour”. E agora estão concentrados p/ o lançamento de seu ‘debut’, Burn And Suffer, que está em fase final de produção no estúdio da Tribo em São Paulo –SP. Como está acontecendo às gravações de “Burn and Suffer”? (conte-nos alguns detalhes...)

Icaro Freitas: As gravações do nosso CD foram finalizadas em janeiro desse ano com o Daniel gravando as guitarras base e solos antes da tour iniciar, foi pressão o tempo acabando e a gente precisando embarcar para São Paulo, mas tudo correu bem, o Ciero (DaTribo STUDIO) já mandou o material pra gente e posso garantir pra você que é o material vai agradar a todos os headbangers que nos acompanham de perto desde o início, a gora estamos correndo contra o tempo apra lançarmos ainda esse ano para depois cair na estrada em janeiro.

Daniel Silva: No momento estamos apenas fechando parcerias pro lançamento deste material, para lançarmos da melhor e mais acessível forma pros bangers!



[Michel & Mennynna]– Qual tema abordado no novo disco “Burn and Suffer”?

Icaro Freitas: Esse material assim como nossa demo Brutal Instinct of Retalliation é uma forma que nos temos de mostrar a verdade às pessoas que querem acreditar em uma coisa que não funciona, a religião, uma resposta a tudo isso que um punhado de gente acredita e que controla mentes fracas com promessas de paraíso e salvação e não repara na quantidade de guerras e acontecimentos estupidos realizados pela "Igreja de Deus" ou por um idiota mandado por ela, o CD só mostra a verdade que todo mundo olha a sua volta mas tenta fingir que não existe.



[Michel & Mennynna] – Quando deve começar a nova turnê do disco “Burn and Suffer”?

Icaro Freitas: Em janeiro de 2007, pretendemos começar nesse mês e fechar a maior quantidade de datas possíveis em 45 dias, tocar o horror no Brasil e deixar nossa marca pro pessoal ficar conhecendo a gente e mostrar que Manaus também possuem bandas de metal, mas antes de janeiro pretendemos começar tocando pela região norte mesmo e destruir alguns pescoços antes de sangrar o Brasil.



[Michel & Mennynna] – O novo site da Mortificy já foi inaugurado (www.mortificy.com), em espanhol, integralmente traduzida, possuindo as novidades desde 2003. Fale-nos um pouco sobre o novo site da Mortificy!

Icaro Freitas: O site da banda já estava no ar há muito tempo, e estava na hora da gente dar um trato no nosso cartão de visitas digital, dae reestruturamos nosso site todos tentando dessa vez preparando ele cada vez mais pros fãs, pessoas interessadas em conhecer nosso trabalho e em futuros parceiros de trabalho, o site já possui área pro pessoal de imprensa pegar o que precisar para ter uma idéia da gente para formular entrevistas ou mesmo fazer matérias sobre nosso trabalho utilizando tudo de primeira e com a qualidade que a gente sempre preza em nossos trabalhos, a versão em espanhol do site adicionada agora a essa nova atualização é mantida pela Rejane de São Paulo e a versão em inglês pela Renata daqui de Manaus duas grandes amigas da banda que dão o suporte nesse lado.



[Michel & Mennynna] – No início vocês tiveram um problema muito sério com bateristas! (Foram muitos testes), e nenhum deles satisfaziam as necessidades da banda. Então vocês resolveram usar o artifício da bateria sintetizada, p/ suprir a velocidade e a brutalidade desejada. Hoje, vocês estão com Robson Mariano (um super baterista). Como se deu a entrada dele na Horda Mortificy?

Icaro Freitas: Não quero nem lembrar dessa época (risos), realmente foi difícil para nos conseguirmos um batera para tocar conosco, parecia que ninguém queria tocar death metal, a gente desde que começou procurou mas não aparecia ninguém que suprisse as necessidades da banda, dae utilizamos do artifício de bateria programada, e ensaiávamos com isso durante algum tempo, depois disso veio os testes com bateristas que queriam tocar conosco, mas nada de baterista ainda, nosso amigo João da banda Nekrost veio nos dar uma força, ensaiou algumas vezes conosco, num dia ele trouxe um cabeludo (Robson) pro ensaio deixando o cara tocar com o Marcelo e o Daniel e eu chegando atrasado no ensaio ouvi aquele timbre esquisito e pensei estranho, o João ta com uma pegada diferente, quando vi o Robson estava lá tocando e quando percebemos ele tinha tocado TODO o nosso repertório sem errar o tempo das músicas, para terminar a historia, no nosso show do Krisiun o Robson estava lá com o João e seu amigo Pedra assistindo ao show, e comentou iria praticar pra entrar na banda, e um ano depois o Robson completou as fileiras da Mortificy mostrando que com força de vontade você chega onde quer!



[Michel & Mennynna] – Vocês já participaram de diversas coletâneas, como: Exploding Corpses Compilation, Necromace Compilation, (Coletânea Espanhola que conta com Inhumate (FRA), Axon (MEX), Abbadon Incarnate (IRE), Witches Sabbath (SPA), entre outras. Além disso, também tem a coletânea “4 Tormenting Ways to Hell” Pela gravadora polonesa “Gruft Prod.” Como surgiram estes convites p/ a Mortificy?

Icaro Freitas: Foram naturais, com o passar do tempo fomos ganhando reconhecimento pelo público headbanger do Brasil e alguns de fora também, fizemos muitos contatos, e podemos dizer que a gente conseguiu disseminar nosso som muito bem porque conseguimos participar dessas coletâneas todas que vocês estão vendo e isso realmente é muito gratificante para nós um reconhecimento através desse tipo de trabalho, pois coletâneas e splits são sempre bons para conhecer bandas novas que estão ralando e mostrando serviço.



Daniel Silva: Foi confirmado esses dias nossa participação na coletânea "Spreading this Sickness" da gravadora Mutilated Records da República Tcheca. Essa coletânea receberá prensagem profissional e tiragem de mil cópias.. no Brasil vão rolar apenas as cópias do Mortificy, coisa simbólica.. então essas coletâneas gringas ajudam muito nossa divulgação lá fora.



[Michel & Mennynna] – Como foi pra você abrir p/ um grande ícone (também da brutalidade) como é o KRISIUN, em Manaus (2002)?

Icaro Freitas: Foi foda demais tocar com os mestres da brutalidade, realmente foi uma chance única que nós agarramos com unhas e dentes, a gente foi convidado para tocar com eles no pós-show, nem assistimos aos show todo (risos), mas dava pra sentir a pegada do Max “A Máquina” no outro palco, foi legal, pena que na época nos tocávamos todas as músicas sem intervalo entre elas um instante dae quando os gaúchos do inferno foram dar uma sacada no nosso som, nos já tínhamos terminado o show (risos).



[Michel & Mennynna]– Logo no ano seguinte a Mortificy tocou com as bandas Funeratus e Korzus. Como foram estes shows? (Deve ter sido o inferno da terra, risos)...

Icaro Freitas: Sim foi uma honra tocar com o Korzus, gente fina os caras, puta som, thrashão mesmo pra nego bater cabeça demais, eu sai com o pescoço duro de lá, o show foi fudido demais tocamos todas as músicas da demo e algumas do debut que estávamos ensaiando e prontas pra gravar, mas realmente para mim o melhor show foi com o Funeratus, nessa época só conhecia os caras pelo som mesmo, o Daniel me emprestou o CD da banda a algum tempo, são gente da gente mesmo, headbangers sem frescura sem estrelismo, são simples, irmãos mesmo o show deles pra mim foi bem melhor porque é mais o meu estilo e já sabia todas as letras de cor (risos) e o público lotou a casa de show no dia do evento, foi um show memorável que até hoje quando troco idéia sobre isso o caras piram e esperam voltar no próximo CD pra cá.





[Michel & Mennynna]– Em 2003 a Mortificy entra em estúdio e grava a demo “Brutal Instinct of Retalliation”, contando com 4 musicas e um conver de Gorefest. Este material recebeu excelente crítica! Vocês pretendem tocar alguma coisa deste material no show que farão aqui em Boa Vista?

Icaro Freitas: Com certeza, Boa Vista vai ter o mesmo tratamento destrutivo que a banda executou nos palcos onde pisou até hoje, vamos chegar tocar e destruir musicalmente sua cidade (risos), o show promete porque já rolava interesse da gente tocar em Boa Vista, agora é esperar semana que vem e ver no que vai dar.



[Michel & Mennynna]– Boa Vista recebe vocês no dia 12/08/2006 em único show ao lado da Dominus Praelii, no Espaço Multicultural do SESC – RR. O que os Deathbangers de Boa Vista podem esperar da apresentação da Mortificy?

Icaro Freitas: Podem esperar muita destruição, podem preparar os pescoços, porque vai ter muito metal na sua cidade no sábado que vem, vai ser muito fudido o show, podem esperar e se preparar pro evento.



Daniel Silva: Vocês vão presenciar um show de Brutal Death Metal, podem esperar um armageddon sonoro, será destruição absoluta, brutalidade desenfreada, sem misericórdia! Preparem-se!



[Michel & Mennynna] – Agora estamos na rota do Heavy Metal e suas vertentes! Espero que nunca mais se esqueçam da gente! Pois, serão sempre bem vindos aqui! Deixe uma mensagem para os fans da “Brutalidade” de Boa Vista! Por favor.

Icaro Freitas: Certamente Marcela, Boa Vista sempre esteve em nossos planos e sempre que pudermos e o pessoal chamar nos iremos sim dentro das condições, e obrigado pela entrevista e por deixar-nos mostrar um pouco do que somos e da nossa essência para os bangers de Boa Vista e obrigado também pela chance de poder tocar na sua cidade, visitem nosso site pois lá vocês podem sentir no ouvido algumas mp3s da nossa demo, http://www.mortificy.com, nosso myspace com bastante informações atualziadas todo mês, http://www.myspace.com/mortificy, e quem tiver interesse temos também um orkut para contato direto com os fâs e uma maior interação entre os membors,http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=253766, e pras mulheres do metal temos o Female Fã-Clube dirigido pela nossa amiga Lara Batera, http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=8932864, obrigado mais uma vez e mantenham-se na brutalidade, força e honra sempre!!!!



[Michel & Mennynna] – Ah! O que você tem a dizer sobre o paraíso, que tarda a se aproximar?

Icaro Freitas: Quanto ao paraíso que você cita nessa pergunta for aquele prometido que engana as pessoas e fazem com que elas não vivam suas vidas da melhor forma possível eu o abomino, acredito na essência do ser humano, acredito que o ser humano é capaz de coisas incríveis se acreditar realmente que pode fazer, se você quer você faz e pronto, não fica pedindo por favor me salve... por favor me alimente, meu... vai trabalhar e dá seu jeito de sobreviver, uma coisa que eu guardo pra mim e que sempre digo pra todo mundo “FAÇA SUA PARTE” simplesmente isso, só porque alguém teve uma boa idéia não quer dizer que você tem de deixa de pensar por si e viver sobre ordens ou mandamentos, viva sua vida e faça a sua parte que você vive seu paraíso sem precisar esperar nada cair do céu e se cair que caia queimado e morto!



Contatos:

www.mortificy.com

target=_blank>fotolog.com/mortificy

mortificy@mortificy.com

mennynna não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.