03/05/07 - 13h:50mDenunciar

MEU AMOR DE TODOS OS ANGULOS

Bem, mais uma vez aqui para viajar mais uma vez pelo mundo inospito das palavras.

O que vem a seguir são palavras inspiradas na tristeza de uma grande amiga, cujo destino pregou-lhe uma peça.



O que não mata engorda;





Do seu olhar brotou um orvalho de tristeza

Na madrugada fria, pra onde foi o seu amor?

Foi carregado por uma impávida correnteza

Numa jornada agonia, ele sozinho se lançou



Levou sonhos, deixou pesadelos com frieza

E frio ficou o dia sem homem da fortaleza

Montou no seu corcel negro e saio a galopar

E negro ficou o dia que parecia não acabar



Oh mulher, guerreira alegre e tão fagueira

Não fraquejes, pois isso não é de seu feitio

Não deves sofrer por quem não lhe queira

Mesmo que este não querer seja tão vazio



Existe uma pessoa que clama sua ascensão

Que acredita na fênix que há de renascer

Exige re-aquecer a chama do seu coração

Que palpita e suplica pelo seu remanescer



Não pereça em desalento, é preciso crer

Que toda força divina revigora seu ser

Não perca antes do tempo, vais vencer

Tudo que pretender depende só de você



Como tudo que não derruba eleva-te

Que lhe sirva de lição na escola da vida

Como tudo que não mata engorda-te

Não caia em depressão não se sinta ferida



A receita que lhe receito para achar uma saída

É se apaixonar por si mesma sem medida

Pois o amor que habita teu espírito maternal

É maior do que qualquer futilidade capital



Miguel Ângelo Gomes da Silva



Campina Grande 29 de abril de 2007

miguelangelo não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.