20/03/07 - 22h:45mDenunciar

Agora eu sei o que quero enxergar!

Observando-se rapidamente, transpassa a imagem de menina moça, delicada, vivida, disposta á guerras duradouras, que ama intensamente, que luta intensamente, que vive intensamente...

Pelo fato de ainda ter seus bem (poucos) completos 18 anos, a imagem de mulher não esconde-se de ninguém. Ela é segurança e espiritualidade num contexto rico e nem tão complexo, como imaginam aqueles que poderiam conhecê-la, mas não tem o prazer do feito.

A amiga incomparável, que confia cegamente em seus mais próximos e de convívio ínfimo em sua casa. Repleta de sonhos bons, os pesadelos ela transforma em cartas não entregues, em folhas jogadas fora (após serem picadas em minúsculos pedaços), em rabiscos nos cadernos, em textos digitados e faz do resto, "areia".

É um anjo sim, em forma de gente, de gente bonita, menina bonita, bonita alma que eu levo comigo pro resto das nossas vidas, mesmo que sejam curtas, mesmo que o amanhã não exista, mesmo que tudo acabe, porque eu tenha "a chave" pra entrar quando eu precisar, sem chamar, nem mesmo avisar.

É o amor incondicional que me faz sentir o mesmo que ela, mesmo sem comunicação, mesmo sem pistas, porque disso a gente já não precisa fazem uns 17 ou quase 18 anos.

são os amores e suas coincidências, os sofrimentos e o apoio, a falta de mentiras, a falta de omissões, a falta de brigas...

É pão-de-queijo, é Coca-Cola, é sorvete de flocos, é caipirinha, é estrela, é música, é amor.

TE AMO pedaço de mim, ontem, hoje e sempre.

Pede bença pra tua avó, pra tua mãe, manda bjo pra Pepita e diz que tô chegando e que se ninguém me ouvir chamar, eu tenho a chave!



=*





Essa é pra sempre.

nanandy não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.