17/10/15 21:03Denunciar

Uma parte

Por muito tempo busquei companhia para as coisas que antes eu queria fazer junto de alguém. Compartilhar momentos, viver uma história legal, descobrir coisas e ter alguém com quem eu pudesse falar sobre coisas vivenciadas. Eu poderia ter feito um amigo, isso é bem verdade, mas eu mesma nunca fui boa em escolher amigos, na verdade os meus amigos me escolhiam já que (pode não parecer, mas é) tenho uma certa dificuldade em me fixar às pessoas por sempre achar que elas têm coisas melhores a fazer do que andar comigo.
Quando eu era criança, sonhava em ser poetisa. Lia livros a valer mesmo não entendendo muito o significado do amor, mesmo sem entender de mundo. Eu queria que as palavras que eu proferisse encantasse a vida das pessoas assim como vários outros poetas haviam feito antes. Parece algo idiota a se dizer mas sempre amei os poetas no sentido de ver eles fazendo algo que amam, mesmo que poesia não dê muito retorno aquisitivo.
Abandonei a idéia de ser poetisa após ser ridicularizada, parece algo triste mas penso apenas que faz parte.Ainda gosto, de um jeito mais interno. Uma daquelas coisas que guardamos para nós. Mudei alguns focos de vida, mirei somente em um: buscar a felicidade a minha maneira.
As listas sempre existiram, só que de maneiras diferentes. Lista de coisas para fazer antes de morrer, lista de coisas que as pessoas normais não fazem, lista de livros lidos no ano, lista de metas pessoais e etc.. Minha vida tinha o plano A, B, C e o Z. O Z era o plano de se nada desse certo na minha vida, eu iria pra França ensinar português.


[continua]

nataliah não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.