27/11/04 - 18h:45mDenunciar

Algumas curiosidades..

A casa da noite eterna



Fãs de Kurt Cobain peregrinam até a mansão onde ele passou seus últimos dias, em Seattle. Alguém aí falou em fantasmas?



As hordas grunge transformaram a casa de Kurt Cobain em ponto turístico em Seattle."Você já foi lá? Vale a pena", incentiva Jim Fricke, que nas horas vagas toca guitarra com outro ilustre habitante da cidade, o magnata dos computadores Bill Gates - para quem está organizando o Museu do Rock.



No dia seguinte vou à casa de Kurt acompanhado de Paul Schwabe, funcionário do departamento de estado dos EUA e fão de Nirvana. Fica defronte ao lago Washington. O silêncio é inacreditável e o frio também. A mansão construída em 1901, parece o Solar de Usher do conto de Allan Poe. A estufa/garagem onde Kurt se matou estava intocada ainda. Pouco depois, sua demolição seria ordenada por Courtney Love. A viúva ainda mora na casa, onde ensaia com o Hole, e é por isso que vemos uma reforma na segundo andar: será ali seu novo estúdio.



Ao lado da casa há um terreno baldio - cujo nome oficial é Viretta Park - com um banquinho, onde, segundo os vizinhos, Cobain se sentava de madrugada para fumar um baseado e olhar para o lago. Para lá se deslocam verdadeiras excursões de fãs. O banquinho de Kurt é diariamente entalhado com inscrições do tipo : "Você é imortal", "Eu te amo" e outros.



Courtney reclama da erosão em volta da linha da cerca (tem sempre alguém que tenta escalar) e mandou colocar sete placas na porta da casa, onde se lê: "Cuidado com o cão". Na verdade, uma visita da inspeção municipal determinou que ela devolvesse à Prefeitura três metros da entrada da casa. Dizem os visitantes, incluindo Paul Schwabe, que ninguém vai ao parquinho à noite, pois ali vagaria o fantasma de Cobain. Segundo Paul, o guitarrista "vem olhar o que Courtney anda fazendo na ausência dele". Não ficamos pra conferir. Um dos pedreiros, Peter, diz que antes de mandar botar abaixo a greenhouse, Courtney não deixava que se mexesse em nada por lá. Peter relata que Courtney promove "festas e festas" na casa. "Se eu vi alguém conhecido por aqui? Não, ninguém, só vi uma vez aquele careca do REM".



A casa continua alugada por US$ 5 mil mensais. O lugar é tão silencioso que, fora os turistas que vão ver o banco de Kurt, um carro passa pelo local a cada meia hora. Não há como não se perguntar o porquê de Kurt ter se matado vivendo num paraíso daqueles. Detalhe: a caixa de cartas está lotada de pacotes e missivas coloridas. São os fãs de todo o mundo. O endereço é: 171 Lake Washington Boulevard E, Seattle, WA.



Matéria tirada da revista ShowBizz de 1996.

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.