03/07/05 - 21h:42mDenunciar

De virada, Palmeiras goleia Botafogo: 4 a 1

Verdão domina todo o segundo tempo e vira a partida contra o Glorioso, com três gols de Marcinho



LANCEPRESS!



Em uma partida de dois tempos diferentes, o Palmeiras goleou o Botafogo neste domingo no Parque Antarctica por 4 a 1 e salvou a pele do técnico Paulo Bonamigo no comando da equipe. O Botafogo abriu o placar com Emerson no primeiro tempo e o Palmeiras virou a partida com três gols de Marcinho, sendo dois de pênalti, e um de Pedrinho, numa bela cobrança de falta. Agora, o Verdão chegou aos 13 pontos e conquistou sua quarta vitória em cinco jogos em casa, mantendo sua regularidade em casa. Já o Botafogo amargou sua terceira derrota seguida, a primeira no comando do novo técnico Péricles Chamusca, e permaneceu com 18 pontos ganhos.



O Palmeiras começou melhor a partida e logo aos dois minutos já assustou o Botafogo. Pedrinho lançou o reestreante Baiano dentro da área, que arriscou um chute perigoso. O Alvinegro carioca parecia perdido em campo e observava o clube paulista tomar conta das ações de ataque. Aos 8, o Palmeiras chegou de novo com Marcinho, que, desequilibrado, cabeceou sozinho, por cima da meta de Max.



No entanto, na primeira chance que o Botafogo teve marcou. Em um escanteio na direita cobrado por Alex Alves, Emerson apareceu sozinho na área e desviou para as redes. A bola ainda bateu na trave antes de entrar: Botafogo 1 a 0.



Ao invés de tentar reagir, o Palmeiras murchou e o Glorioso passou a tomar conta da partida. Alex Alves era o jogador mais perigoso da equipe e comandava quase todas as jogadas dos cariocas. No entanto, o time não conseguiu transformar o domínio em gols.



O Palmeiras chegava com mais perigo. Aos 30, Baiano, novamente, após falta ensaiada, arriscou um chute forte de fora da área e a bola acertou o travessão de Max. O Botafogo ainda tentava sair no contra-ataque, como aos 36, com um chute perigoso de Oziel, mas o esquema que Péricles Chamusca impedia com que o clube carioca fosse mais ofensivo. Logo em seguida, aos 38, o Verdão ainda assutou o Botafogo. Baiano, melhor em campo, roubou a bola de Bill dentro da área adversária e rolou para Juninho. O meia, no entanto, chutou fraco e Max defendeu sem nenhum problema.



No segundo tempo, os dois times voltaram com a mesma disposição. O Palmeiras quase empatou no início do segundo tempo, com um minuto. Baiano cobrou falta na entrada da área, a bola desviou na barreira e enganou Max. No entanto, a bola saiu pela linha de fundo, raspando a trave.



Depois desta chance, o Palmeiras pressionou, mas não conseguia levar perigo para Max. O Botafogo, por sua vez, contra-atacava com mais perigo, como aos 11, quando Alex Alves tocou na frente para Almir. Mas, o meia demorou para concluir e Sérgio saiu do gol, evitando a conclusão.



O Verdão insistia nas bolas cruzadas na área, mas Max era soberano na área do Botafogo. No entanto, Péricles Chamusca, aos 23, tirou de campo o melhor jogador do Botafogo. Marcelinho entrou no lugar de Alex Alves, que ficou insatisfeito com a substituição. Sem ter com quem jogar, o clube carioca foi castigado logo em seguida. Aos 25, Pedrinho cobrou uma falta com perfeição, no ângulo direito de Max, que nada pôde fazer para evitar o empate: 1 a 1.



O punição veio em dose dupla. Aos 29, Rafael Marques puxou Marcinho dentro da área e o juiz Márcio Resende de Freitas marcou o pênalti em cima do lance. O próprio Marcinho cobrou forte, no canto direito de Max, para virar a partida: Palmeiras 2 a 1.



O Alvinegro carioca ficou perdido na partida. O Palmeiras aproveitou o bom momento para pressionar e os jogadores do Botafogo ficaram nervosos. A prova disso foi o segundo pênalti. Pedrinho dominou na área e foi derrubado por Túlio. Mais um pênalti, cobrado por Marcinho novamente, no canto direito de Max. Palmeiras 3 a 1.



O torcida já gritava "olé" quando o Palmeiras sacramentou a goleada, aos 41. A bola foi tocada de pé em pé até chegar a Baiano na ponta direita. O lateral cruzou rasteiro na área. Alex Afonso não chegou no carrinho para concluir, mas a bola sobrou para Marcinho, que não perdoou e estufou a rede, marcando o seu terceiro na partida. Palmeiras 4 a 1.



O Botafogo, abatido, ainda perdeu um pênalti aos 46, com Almir, que carimbou a trave esquerda de Sérgio. O resultado salvou a pele de Paulo Bonamigo e animou a equipe para o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo. Já o Botafogo terá que juntar os cacos desta goleada para se preparar para o clássico contra o Fluminense, na Arena Petrobras, no domingo também.



FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 4 x 1 BOTAFOGO

Estádio: Parque Antártica (São Paulo)

Data-Hora: 03/julho - 18h10

Árbitro: Márcio Resende de Freitas (Fifa/SC)

Auxiliares: Claudemir Maffessoni e Alcides Zawaski Pazetto (SC)

Cartões Amarelos: Leonardo Silva e Baiano (PAL); Bill, Rafael Marques e Túlio (BOT)

Cartões Vermelhos: Túlio (BOT)

Renda e público: não divulgados



Gols: Emerson, 11'/1ºT (0-1); Pedrinho, 25'/2ºT (1-1); Marcinho, 29'/2ºT (2-1); Marcinho, 36'/2ºT (3-1); Marcinho, 41'/2ºT (4-1);



PALMEIRAS: Sérgio; Baiano (Reinaldo 45'/2ºT), Leonardo Silva, Nen e Fabiano; Corrêa, Alceu, Juninho Paulista e Pedrinho; Marcinho e Gioino (Alex Afonso - Intervalo). Técnico: Paulo Bonamigo.



BOTAFOGO: Max; Rafael Marques, Scheidt e Emerson; Oziel, Leandro Carvalho, Túlio, Almir e Bill; Alex Alves (Marcelinho - 23'/2ºT) e Guilherme (Juca - 43'/2ºT). Técnico: Péricles Chamusca.



ORGULHO DE SER PALMEIRENSE



________________________________________________________________



email: flogãopalmeiras@yahoo.com.br

msn: flogaopalmeiras@hotmail.com





Não deixe de colaborar, mande sua crítica, sugestão e contribuição para nosso email.

Comentários (0)

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.