07/01/06 - 19h:18mDenunciar

O dia em que Di Stéfano e a Seleção Argentina vestiram ve

O dia em que Di Stéfano e a Seleção Argentina jogaram pelo Palmeiras





05/01/2006 16:31





Por Raphael Cavaco



Em janeiro de 1948, Boca Juniors e River Plate vieram a São Paulo disputar amistosos contra as equipes da capital. O River despertou atenção especial do público e da imprensa, pois se tratava de "La Máquina", apelido dado ao melhor time da história do futebol argentino. Foi um esquadrão de craques que dominou o futebol portenho na década de 1940, e que infelizmente [para eles] não pôde registrar seu nome na história das Copas, já que as de 42 e 46 foram suspensas, e em 1950 a Argentina boicotou o Mundial realizado no Brasil.



Na ocasião, vieram ao Brasil jogar nos times argentinos, estrelas como: Alfredo Di Stéfano, eleito pela respeitada Revista France Football como o melhor jogador da Europa de todos os tempos; José Manuel Moreno, considerado por muitos especialistas da época como o maior boleiro argentino; e Angel Labruna, craque-referência do River Plate e até hoje lenda do futebol sul-americano.



Mas o maior astro daquela constelação dos "hermanos" era mesmo o centroavante Di Stéfano. Prestes a virar octagenário em julho deste ano, ele brilhou no River nos títulos nacionais de 45 e 47. Depois, viveu seu período de maiores glórias no Real Madrid, onde se sagrou quatro vezes campeão espanhol e pentacampeão da Copa dos Campeões, além de um Mundial Interclubes. Pelas valiosas conquistas, tornou-se presidente de honra do time madrileno. Ele recentemente se submeteu a uma cirurgia de cateterismo após infarto e passa bem.



Para aproveitar a ilustre estada dos argentinos em São Paulo, em 1948, foi marcada uma espécie de tira-teima: Boca e River contra o "Trio de Ferro", ou seja, uma verdadeira Seleção Argentina versus a Seleção Paulista, esta formada por jogadores de Corinthians, São Paulo e Palmeiras.



Os paulistas chegaram ao Pacaembu preparados para jogar com uniforme todo branco, neutro, enquanto que do outro lado surgiu um impasse. Os jogadores do River se negavam a vestir a camisa do Boca, e vice-versa. A rivalidade impedia tal heresia. Na última hora, o craque palmeirense e argentino de nascimento, Bóvio, sugeriu aos portenhos que usassem o uniforme do Verdão. A idéia foi acatada.



Assim, na noite de 21 de janeiro de 1948, uma verdadeira Seleção Argentina, uma das melhores de sua história, adentrou o gramado do estádio Paulo Machado de Carvalho envergando o manto do Palmeiras, num momento histórico do futebol mundial.



O fato é que, num certo período da partida, o ataque com a camisa alviverde foi aquele que é considerado uma "poesia" aos apreciadores da velha guarda futebolística: Di Stéfano, Boye, Moreno, Labruna e Lostau, mais Nestor Rossi na "meia-cancha", Yacono na defesa e o célebre Carrizo no gol. Os seis primeiros, segundo a imprensa do país vizinho, formavam uma linha de frente arrasadora, comparável ao inesquecível quinteto santista, composto por Dorval, Mengálvio, Pelé, Pepe e Coutinho.



Di Stéfano, então o melhor jogador do planeta, comandou o ataque dos visitantes e ainda fez um gol no jogo com a roupagem palestrina. O resultado final do referido duelo foi 1 a 1. E os jornais do dia seguinte, como a extinta Gazeta Esportiva, comentaram o extraordinário espetáculo técnico promovido no Pacaembu.



Ficha Técnica: Seleção Paulista 1 x 1 Seleção Boca-River



Data: 28 de janeiro de 1948



Local: Estádio do Pacaembu (SP)



Seleção Paulista: Oberdan; Caieira (Renganeschi), Noronha (Turcão), Rui, Zezé Procópio; Valdemar Fiúme, Cláudio Cristóvão, Pinho, Ieso Amalfi; Servílio (Canhotinho) e Teixeirinha (Remo).



Seleção Argentina: Diano (Carizzo); Maranti, Dezorzi, Yacono, Nestor Rossi (Castelar); Ramos, Boye, Moreno (Corquera), Di Stéfano (Sarlanga); Labruna (Lostau) e Pin.



Gols: Servílio e Di Stéfano

Árbitro: Artur Janeiro

Arrecadação: cr$ 461.130,00



Fonte: ACADEMIA DA HISTÓRIA PALESTRA PALMEIRAS (academiapalestrapalmeiras@yahoo.com.br)



Em 1948, eis um Palmeiras "argentinizado". Em pé: Machin, Lupis, Yacono, Sosa, Marante, Diano, Dezorzi, Nestor Rossi, Ramos e Minela. Agachados: membro da comissão técnica, Ricagni, Boye, Munoz, Moreno, Di Stéfano, Labruna e Bin.



A seleção paulistana que enfrentou os argentinos tinha como destaques o goleiro Oberdan Catani e o atacante Servílio, entre outros.



O resultado daquela partida amistosa no Pacaembu foi manchete da extinta Gazeta Esportiva.



____________________________________
______________





Outras Notícias:



Enílton quer corresponder à confiança da diretoria



Dos reforços, Paulo Baier é destaque no primeiro coletivo



Leão escala cinco reforços no time titular no coletivo



Camisa do Verdão divulgada não é a que será utilizada



Leão comanda último treino do Verdão em Jarinu no domingo



Verdinho goleia e lidera grupo na Copa SP



Leão prevê dificuldades no início do Paulistão







ORGULHO DE SER PALMEIRENSE



_________________ __________________________ ___________________



email: flogãopalmeiras@yahoo.com.br

msn: flogaopalmeiras@hotmail.com





Não deixe de colaborar, mande sua crítica, sugestão e contribuição para nosso email.





Obs: Não respondam aos gambás e bambis que comentam aqui, se eles comentam é mais um prova do quanto somos grandes e incomodamos. Os comentarios serão deletados o mais rápido possível.

Comentários (3)

noisevidaloka
1. noisevidaloka 7/01/06 21:36

muito massa eim..
ai muito massa seu flog..
ja ta add no meu...
ai me add ai tbm...
gostaria muito de ver meu flog ai nos seus favoritos...falow...
valew..
um abraço

meiguinhaa
2. meiguinhaa 8/01/06 1:57

Oiii...
aeee palmeirense msmoooo!
vlw pelo comente
add jáá
bjoooooo bjooooooo
eeeeeeeee 2xx6 eh noisss
uhullllllll \0/
;********

noisevidaloka
3. noisevidaloka 8/01/06 4:15

vlew memo..
até mais..
falow..
e verdão na cabeça é lógico...!!!!

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.