14/12/05 - 15h:11mDenunciar

Que Deus abençoe vc como abençou a minha vida neste livro.

Vamos refletir um pouco sobre esse estranho encontro de uma mulher confusa e sofrida com um homem incomum. Veja nele cinco fatos importantes.



PRIMEIRO – não há duvida de que ela era carente de afeto. A prova disso é que tivera cinco maridos, morava com outro homem e ainda vivia insatisfeita. Mas antes de julgá-la com excessivo rigor, devemos reconhecer que não era assim tão diferente de muitas mulheres modernas que, não só raro decepcionadas com a vida, se tornam a um só tempo defensivas, agressivas e independentes, na sua luta contra desejos interiores conflitantes que ameaçam leva-las à frustração e ao fracasso.

A bem da verdade, isso não ocorre só com as mulheres; todos nós experimentamos desejos fortes e profundos que, se não forem dominados, podem levar-nos a uma desgraça. Conforme o psicólogo Larry Crabb, eles podem ser divididos em três classes: DESEJOS CRUCIAIS, DESEJOS CRÍTICOS E DESEJOS CASUAIS.



• OS DESEJOS CRUCIAIS acham-se relacionados com aquela vontade de ter um companheiro forte e sensível. Sem esse companheiro a vida se torna vazia, enfadonha e solitária. O problema é que não é qualquer homem que consegue preencher esse espaço na vida da moça. De fato só Deus reúne as qualidades necessárias para satisfazer seus desejos cruciais. Só um reacionamento pessoal com Ele pode resultar em satisfação inteiror.

• OS DESEJPOS CRÍTICOS também são legítimos e normais. Estão ligados aos relacionamentos importantes que trazem grandes alegrias e valores á nossa vida – por exemplo, os realcionamentos familiares e as amizades intimas.

• OS DESEJOS CASUAIS podem ser mais facilmente satisfeitos através de amizades, hobbies, roupas, programas, trabalho, viagens, eportes, etc...Os relacionamentos nesse nível nos trazem prazer, mas não nos afetam tão profundamente como os outros níveis – a não ser que o grau de satisfação que derivamos dos outros níveis seja pequeno ou mesmo inexistente. Nesse caso os desejos casuais assume uma dimensão desproporcional, e passam a exigir satisfação em todos os níveis. Normalmente, porém, embora desejamos os elementos do nível casual e agrademos-nos deles, não esperamos que produzam satisfação profunda.



SEGUNDO - analisando bem a história da mulher do Capitulo 4 de João, percemos que a mulher procurava preencher o espaço crucial ( relacionamento com Deus) com os relacionamentos humanos. COMO NENHUM DOS MARIDOS FOI CAPAZ DE SATISFAZER ESSA NECESSIDADE, ELA OS ABANDONOU UM A UM COMO QUEM JOGA FORA UM SAPATO VELHO. Da mesma forma como se dirigia diariamente ao poço para satisfazer a sede física, assim voltava freqüentemente aos homens tentando satisfazer a sede física, assim voltava freqüentemente aos homens tentado satisfazer a sede da alma.

Nesse encontro seus olhos foram abertos, e ela enxergou que bebia e voltava a ter sede, pois não bebia da satisfação interior que somente Deus pode dar. A busca da felicidade é frustrante, cansativa e infrutífera quando buscamos no lugar errado.



TERCEIRO – é provável que o motivo de ela buscar água na hora mais quente do dia fosse evitar possíveis encontros com pessoas que pudessem discrimina-las, devido a sua conduta. A BUSCA DA SATISFAÇÃO INTERIOR NO RELACIONAMENTO COM HOMENS PRODUZIRIA NELA OBSESSÕES QUE A DEIXARAM COMPLEXADA E MEIO DESATINADA. Ela já não tinha mais um ambiente com outras mulheres da cidade. QUANDO DAMOS EXCESSIVA IMPORTÂNCIA A PESSOAS OU COISAS, TORNAMO-NOS INDIVIDUOS DESAJUSTADOS, DEPENDENTES, E DE DIFICIL RELACIONAMENTO, SUJEITOS A COMETER OS MAIS ESTRANHOS ERROS.



QUARTO – ela encontrou a solução definitiva de seus problemas na pessoa com quem falava (Jesus). Entrando na cidade, chamou os conhecidos para verem que havia revelado todo o seu passado. Foi quando perguntou: SERA ESSE O CRISTO?

De volta ao poço acompanhada de um numeroso grupo, ela recebeu a revelação de Deus: ele era de fato o Cristo – Jesus Cristo – e além desse conhecimento, recebeu também, juntamente com muitas outras pessoas, nesse mesmo dia, a dádiva da fé e a transformação de vida.



QUINTO – aquele que sabia de tudo que ela havia feito, sabe tudo sobre você também, mas continua amando-a e querendo o melhor para sua vida. Ele é o companheiro que de que você precisa. Ele se interessa por você, por seus anseios e problemas também. Jesus Cristo está à sua espera para curar suas feridas, perdoar seus pecados e conceder-lhe plena satisfação interior.

Quero que você conheça a Jesus pessoalmente, mas antes de falar sobre relacionamento intimo com ele....



Livro: A procura de um grande amor...

George Foster – Editora Betânia

Comentários (3)

jeha
1. jeha 14/12/05 15:24

Eu qro ler este livro...tô na fila viu...te amo demais Gui e q Deus te abençoe 100x mais por td benção q tem partilhado comigo.
Te amo amiga....bjão...Dy.

ganky
2. ganky 14/12/05 17:45

Gui...amo vc...
Imagino como deve ser legal o livro...
Bjinhus***

katiacampelo
3. katiacampelo 14/12/05 19:27

PASSEI AQUI BJS MANA...

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.