07/10/07 - 12h:57mDenunciar

Dave Grohl, uma vida de rock e bizarrices

Vocalista de mão-cheia, ex-baterista do Nirvana, bom-moço, inimigo de Courtney Love e neurótico. Inteire-se de todas as facetas de Dave Grohl antes de escutar Echoes, Silence, Patience and Grace, o álbum dos Foo Fighters que acaba de ser lançado





Não é nada raro ouvir que Dave Grohl é um dos nomes mais fortes do rock mundial. Pudera: o cara fez parte da formação original do Nirvana - banda que levou o grunge para o mundo todo - e, depois do seu término traumático recomeçou com outro grupo, que viria a fazer estrondoso sucesso: o Foo Fighters.



Por falar nos Foo Fighters, seu novo álbum, Echoes, Silence, Patience and Grace não foi lançado há nem uma semana e já recebeu elogios de todos os cantos. Vá atrás que compensa. Mas, antes, entre no universo de Dave Grohl.





Ele é um dos músicos mais polivalentes desta geração: Que sua carreira decolou no Nirvana e seguiu lá em cima com os Foo Fighters, todos estão cansados de saber. E que tudo começou com a banda de punk Scream e que, mesmo depois de 12 anos com os FF, ele continua a tocar projetos paralelos, como o Probot - junto de Max Cavalera e Lemmy - e a participação como baterista no álbum Songs For The Deaf, do Queens of the Stone Age, tava inteirado? DG também participou de um filme - Tenacious D, a palheta do Destino - e atuou como o demônio em um videoclipe da banda Tenacious D...





Ele amaria ler seu próprio obituário: Ninguém sabe exatamente o porquê, mas no início de 2006, começou a correr um boato na imprensa gringa de que Dave estaria à beira da morte. Passado o diz-que-diz, lhe perguntaram o que ele achava de dizerem aos quatro cantos que a passagem desta para melhor se aproximava. "É uma lisonja", respondeu, antes de revelar que se emocionou ao saber que uma revista inglesa já havia reservado sua capa para uma matéria póstuma. Tem gosto pra tudo...





Depois de famoso, ele viveu em saco-de-dormir: O ano era 1997, Grohl já havia superado a pecha de ex-integrante do Nirvana e a carreira dos Foo Fighters ia de vento em popa. Entretanto, o sucesso não impediu que, em meio a um diverso barra-pesada, Dave pegasse seu saco-de-dormir e fosse viver no quarto de empregada da casa de um camarada. Depois de um tempo levando uma vida franciscana, o roqueiro voltou à rotina normal. Atualmente, ele é um cara família: para uma estrela do rock, é claro. Grohl é casado há 14 anos com Jordyn Blum, mãe de sua filha, VioletMaye. A família feliz vive em uma casa enorme na cidade de Northridge, estado americano da Califórnia. Mas, como nem tudo podia ser meigo, o vocalista e baterista revela com orgulho que sua cidade "É a capital do filme pornô no mundo todo", e que a senha do wireless de seu lar é "pussy".





Ele odeia Paris Hilton: Quer tirar o roqueiro bom-moço do sério? Pronuncie o nome Paris Hilton perto dele. Em entrevistas recentes, Grohl classificou a herdeira à toa como "uma vadia festeira nojenta, rica e odiosa. Ela é mais odiosa que qualquer outra coisa". Antes de deixar a loira oxigenada em paz, o ex-Nirvana ainda mandou: "Eu rezo para que minha filha não se torne uma pessoa como ela".





Ele é neurótico e não estava preparado para ser pai: A relação de DG com a terapia começou na infância, foi retomada após o termino do Nirvana e foi sacralizada quando Grohl foi pai pela primeira vez. Para se ter uma noção da amplitude da nóia do cara, ele classificou o dia em que sua filha veio à terra como o "pior de minha vida". Nada que um analista bem caro não possa curar.





Ele tem uma pendenga daquelas com Courtney Love: O grande amor da vida de Kurt Cobain não é uma figura com muitos amigos. Agora, inimizade como a que Grohl nutre por Courtney é rara. A música "Let it Die", do novo álbum dos FF, escarafuncha a moça - "um simples homem e sua noiva vergonhosa, intravenosa, entrelaçada", diz um dos trechos. A resposta de Love ficou à mesma altura - ou mesma baixeza: "Kurt destestava ele mais que qualquer um. Em seu testamento, ele pôs uma cláusula dizendo que Grohl não era um membro do Nirvana. Eu o ignorei e continuarei a fazê-lo". Ui!





Ele já foi taxado de homossexual: Ainda nos dias de Nirvana, a indefinição era regra. Inclusive quando o assunto era sexualidade. Nos VMA's - prêmio da MTV norte-americana - do ano de 1993, por exemplo, Grohl e Krist Novoselic (à época baixista do Nirvana) dedicaram um bom tempo ao exercício lingual, em pleno tapete vermelho. Sim, eles se beijaram - sim, de língua - na frente de todos e das câmeras. No filme Last Days, dirigido por Gus Van Sant, e que narra os últimos dias da vida de Cobain, o personagem que interpreta o então baterista da banda também tem um momento chega-pra-cá com outro homem. Mas, aparentemente, suas homo incursões ficaram para trás.

************************************
***************

Mal ae pela demora,sem tempo!



beijos!!

Comentários (2)

rockinheart
1. rockinheart 28/10/07 22:16

Rebecaaaa..
Qnto tempo!
Cm c tah?!
Ai ki adoro o Dave..
Po..manda noticias ae!
Fico ateh preocupada..
Bjo..te adoro!
Lah

houseofmetal
2. houseofmetal 9/02/08 3:42

Oieee blzinha?? Qnto tempoooo rs faz cara q num entrava mais vim te falar q voltei a ativa ok?? bjaw!

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.