22/03/05 - 01h:19mDenunciar

KREATOR - Pleasure to thrash!!!

Galera realmente tem gente q n tem nd pra fazer e pensa q derruba os outros com comentarios idiotas,segue aki dois exemplos disso e minhas respostas e elas:(o q é mais engraçado,n tem nem coragem de se identificar..)



1)kkkkk em 21/03/2005 - 02h12m escreveu:

c deve ser muito perturbada msm p/ gostar dessa

merda:http://www.flogao.com.br/taliesin

kkkk deve ser uma vadia



Resposta:aiaiai criança é foda ne?meu querido eu n sou sua mãe pra ser vadia ta?Ve se n me confunda mais c a rale q é sua família!



2°)camilekaloka em 18/03/2005 - 02h58m escreveu:

palio pra kralio esse flog na moral c toca



Resposta:Se é “palio”(coisa de patty...palio + td bem) pq tu comentou?e lok!?!pelo o q vi no seu flogao você so me pareceu mais uma patty metida a lok ,so pq gosta de CBJ e cpm22(nd contra a kem gosta,respeito o gosto de cada um) e tem um piercing na língua já se axa lok,ker beijar um cara q conhece pelo flogao ou bate papo sei la,so tem 14 anos e uma mentalidade de 1,n merece nem ser chamada de lok, acho q kem tem q se toca n so eu n !E kando REALMENTE for lok(ou tiver alguma educaçao) e gostar de bandas mais fodonas vem falar de novo q é “palio”,kem sabe eu pense em levar em consideração o q vc escreveu



So dois exemplos basicos do q escrevem aki,e na real,to pok me lixando,faço o flogao pelas coisas e eu gosto,n gostou,tao simples,n perca seu tempo comentado!so isso galera!



AH e kando puderem entrem:http://www.flogao.com.br/bandasnovasbr/foto/7061890

ta falando da banda SCUD,daki da minha cidade..



Desculpa ae galera + tem coisa q é foda...

agora a parte da entrevista com kreator:



Quando Violent Revolution foi lançado, em 2001, todo mundo se surpreendeu. Afinal, o álbum trazia um Kreator fazendo thrash metal da mais alta qualidade, como o havíamos visto – e ouvido – fazendo em trabalhos como Endless Pain, Pleasure To Kill e Extreme Aggression. No entanto, se foi justamente o thrash metal tradicional contido nestes álbuns clássicos que deu fama à banda, por que a surpresa com Violent Revolution? Simples: porque ele veio após alguns trabalhos que, embora razoáveis, indiscutivelmente flertaram com outros estilos, como Endorama, Outcast e Cause For Conflict. Daí que, quando Mille Petrozza (G/V), Jürgen “Ventor” Reil (D), Christian Giesler (baixo) e Sami Yli-Sirniö (guitarra) apareceram com um CD totalmente purista, o espanto foi generalizado.

Todavia, foi um espanto também positivo. Muitíssimo positivo, aliás, já que o disco foi o mais bem-sucedido do Kreator em anos, um verdadeiro sucesso retumbante de público e crítica. A banda voltou a ser considerada uma das grandes do metal mundial, fez a maior turnê de sua carreira para promover o disco (aproveitando para, a partir dela, lançar o primeiro álbum ao vivo de sua carreira) e viu que estava no thrash puro e simples a chave para agradar aos seus fãs – tanto que o seu mais recente CD, o recém-lançado Enemy Of God, segue na mesma linha estilística de seu antecessor.

No entanto, seria um erro considerar o disco novo uma reles versão requentada de Violent Revolution. Porque, embora siga a mesma linha, Enemy Of God é mais trabalhado, mais refinado e sensivelmente mais certeiro. Faixas como Suicide Terrorist, World Anarchy, Enemy Of God e The Ancient Plague estão entre as melhores que o Kreator escreveu em anos e fazem do disco, ao lado das outras oito, uma verdadeira celebração thrash, uma aula de como se fazer metal extremo com bom gosto, conhecimento, atitude e energia – algo que os brasileiros poderão conferir ao vivo uma outra vez em março próximo, quando o grupo desembarca para mais uma tour em nosso país. O guitarrista, vocalista, principal compositor e líder incontestável do Kreator, Mille Petrozza, falou com exclusividade para a Brigade sobre tudo isso.

ROCK BRIGADE – O Violent Revolution marcou a volta do Kreator àquele thrash metal mais tradicional que fez a fama da banda nos anos 80. Quer dizer, embora vocês nunca tenham abandonado o thrash totalmente, houve diversos flertes com outros estilos em álbuns como Outcast ou Endorama, coisa que não rolou em Violent Revolution. E, agora, Enemy Of God segue nessa direção mais tradicional também. Foi uma decisão consciente da banda tomar esse rumo ou as coisas aconteceram naturalmente?

MILLE PETROZZA – Bem, quando nós começamos a compor as músicas do novo álbum, nossa maior influência, ou melhor, nossa maior motivação, eram os nossos próprios shows. Ou seja, a única preocupação que tínhamos era escrever músicas que funcionassem bem numa situação ao vivo. Isso foi muito mais importante para que o disco ficasse do jeito que ficou do que qualquer outra coisa que tivéssemos feito no passado, apesar de que, nesse tempo todo, ao invés de escutarmos outras bandas, ficamos escutando nossos próprios discos. Talvez tenha sido por isso que o novo disco também tenha seguido um direcionamento mais tradicional.

RB – Você chegou a se preocupar em não fazer simplesmente uma espécie de segunda parte de Violent Revolution e, por isso, tomou cuidados especiais para que isso não rolasse durante o processo de composição?

MILLE – Nós nunca pensamos nesse tipo de coisa, sempre compomos as nossas músicas instintivamente. É lógico que não queremos ficar nos repetindo, mas, por outro lado, definitivamente queremos escrever músicas que nos agradem antes de qualquer outra coisa. Por isso, é claro que alguns riffs podem acabar soando familiares, como algo que nós já tenhamos feito antes, mas não nos importamos muito com isso, não. Nós jamais deixaríamos de gravar uma música da qual gostamos só porque ela se parece com alguma outra que tenhamos feito no passado. Isso não faz sentido. Para nós, é muito importante tocarmos o que sentimos e isso acontece naturalmente. Não dá pra você planejar algo desse tipo quando está compondo, é algo totalmente emocional. Por isso, nos preocupamos muito mais em ver se a música funciona, se ela possui o impacto que nós queremos que nosso material tenha e assim por diante. Isso é bem mais importante do que qualquer outra coisa.

RB – Na minha opinião, a abordagem desse disco é mais ou menos a mesma de Extreme Aggression, pois, embora seja um álbum agressivo e pesado, ele tem uns riffs mais trabalhados, as músicas são mais refinadas. O Violent Revolution era mais direto...

MILLE – [interrompendo] Sim, com certeza, o disco novo é bem mais trabalhado. E, fora isso, acho que a atmosfera que criamos nele é totalmente oitentista. Isso tem a ver com a nossa atitude atual, eu acho. Todos na banda se envolveram bastante na criação dos arranjos, trabalhamos todos juntos nisso, do mesmo modo que fazíamos naquela época. É a mesma vibração que tínhamos, o mesmo feeling dos velhos tempos.

RB – Acho que o Violent Revolution remete um pouco mais a trabalhos como Pleasure To Kill e Terrible Certainty, enquanto Enemy Of God, por ser mais trabalhado e refinado, embora muito agressivo também, traz à mente álbuns como o Extreme Aggression e até mesmo Coma Of Souls, que tinham essas mesmas características. Você diria que o Kreator está passando pelo mesmo ciclo outra vez?

MILLE – [hesitando] Pra ser honesto, eu realmente nem penso muito nesse tipo de coisa. Na minha opinião, o que tiver que acontecer, acontece. No nosso caso, tudo depende do tipo de riffs em que você está trabalhando, do tipo de atitude que você assume quando está compondo. E, no Kreator, essa atitude mudou muito pouco ao longo dos anos. É claro que amadurecemos como músicos, mas a nossa atitude é basicamente a mesma dos velhos tempos. Por isso, continuamos a nos comportar de forma totalmente natural quando estamos compondo, não passamos muito tempo pensando em como devem soar nossas músicas. O mais importante é que todos nós gostemos das músicas que estamos fazendo, isso é primordial. Porque, se nós gostamos, sabemos que há uma grande chance de os fãs gostarem também. Nossos fãs são como a banda, nós formamos uma espécie de unidade. Eu não acho que seja o caso de estarmos passando pelo mesmo tipo de círculo criativo pelo qual passamos no passado. Tem muito mais a ver com o modo como trabalhamos, com o modo como a banda se expressa musicalmente.

Texto: Ricardo Franzin

Foto: Divulgação

Esta é só uma parte da matéria. Este artigo completo está na Rock Brigade edição 223 (fevereiro/2005)

Comentários (9)

linkinsales
1. linkinsales 22/03/05 1:21

- - - P R I M E I R Ã O - - -
Oiiee...
Toh passando por aki soh para ...
dizer q eu axei o seu flogão mto ...
show!!!...ADOREI!!
Passei por aki tbm soh para deixar a meu OI!!!
Depois passa lah no meu i naum s
e esquece de comenta,dinovo viu?

edervalpunk
2. edervalpunk 22/03/05 5:14

diabo é isso,muito é massa millencolin é *****,ai dei valor ta irado seu flog
,gostei da foto ai,mais q foi isso aqui mesmo q vc falou em .
aiaiai criança é ***** ne?meu querido eu n sou sua mãe pra ser ***** ta?Ve
se n me confunda mais c a rale q é sua família!
alguem ti deixou irada? ai falow .

heavymetalforlife
3. heavymetalforlife 22/03/05 8:01

Liga naum esse povo ridiculo q vem só pra encher o *****. Se não gostou num
posta oura *****!!!
Bjo pra vc

rockinheart
4. rockinheart 22/03/05 14:03

Aew Rebeca..
Quanto tempo...
Pow..ñ acredito ki inda existe gnt ki fik sendo babak..deixando comentário
sem fundamento no seu flog..Pow...essa camila ki deveria se tokr!!
Er...mas pense assin..
"A força da tua inveja é a velocidade do meu sucesso"..
Er..só pode ser isso..inveja ki esse pessoal tem d vc..pq sinceramente,
teu flog é du kraalhu..eu mesmo faço kestão d comentar no teu flog...pow me
amarro mesmo!!
Ah..i Scud é mto bom..tive a oportunidade d ouvir...goxtei mesmo!!i
Kreator ind

bandasnovasbr
5. bandasnovasbr 22/03/05 18:15

q xique mesmo...O q vc fez para o vocalista.hãhã,ir para sua casa deixa o
autografo na sua casa?Já sei vcs já se conheciam,quem dera q fizessem isso
comigo tbm ...ha!vê se manda outra banda,ok?beijão e apareça sempre.beijos

augusto
6. augusto 23/03/05 11:28

gostei da foto massa!!!

flogaolokoo
7. flogaolokoo 23/03/05 16:03

q foto doida é essa q tu aranjou
mas é manera

houseofmetal
8. houseofmetal 23/03/05 17:46

Oi miga! blzinha? eu recebi sua foto e estou com uma listinha de postagem p/
postar antes , mas fique de olho que logo postarei seu flog ok? bjaw!

theheads
9. theheads 24/03/05 0:37

mtoooo massa tua foto...
mto xolllll....
tah bem gotica....
seu flog tbm tah sinistro...
depiis vistaa getn tah?
flws..abraçus.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.