Acho que a vida da gente é como uma viagem de trem, mas não uma viagem que a gente escolhe ir, nós somos colocados nela e sem opção tomamos nosso melhor assento e começamos a curtir a paisagem. Nesse trem nós vemos muitas pessoas entrarem e saírem, descendo em estações antecipadas ou saltando na estação certa com um monte de gente esperando por elas.
Nessa viagem, a gente não conhece destino e nem sabemos em qual estação vamos ficar e enquanto isso conhecemos muitos passageiros, alguns que apenas passam por nosso vagão e por descuido ou distração deixam cair algo e não retornam para buscar, alguns passageiros sentam ao nosso lado e prometem nos acompanhar até o final, mas acabam quebrando essa promessa, outros chegam em silêncio e aos poucos sua presença ganha tal importância que não sabemos como prosseguir sem eles e outros chegam e ficam até o fim, entre essas idas e vindas de passageiros, trocamos experiências, contamos sobre a nossa viagem e ouvimos sobre a deles. Dividimos bagagens pesadas e saboreamos bons momentos.
Essa viagem é cheia de trilhos sinuosos que não nos deixam ver além da curva seguinte, o que torna a viagem surpreendente. É triste quando algum passageiro de nosso vagão, com quem temos muita afinidade e carinho tem que deixar o trem e pegar um outro que leva para um caminho ainda mais desconhecido. Esse trem é cheio de mistério também e ao olharmos pela janela nos deparamos com diversos cenários, alguns encantadores e outros são um desolação que parece não terminar nunca, mas sempre acaba e uma bela paisagem aparece. O trem muitas vezes passa por túneis escuros tão longos que quase esquecemos como é a luz, mas quando estamos prestes a fazer isso, o sol brilha outra vez.
Às vezes temos a impressão que o trem está parado e outras vezes temos a impressão de que ele está voando por sobre os trilhos. Podemos encontrar amores, sabores, cores, cheiros, saudade, solidão, tristeza, alegria, paixão, diversão, sorrisos e muitas outras coisas que se escondem em lugares diferentes dentro do trem, se não achamos determinada coisa em um vagão ela pode estar em outro ou até mesmo naquele que deixamos e não encontramos porque não soubemos procurar direito. Nós é quem decidimos fazer essa prazerosa, nós é quem decidimos em qual vagão ficar ou deixar. Nós temos o controle de nossa passagem, temos o tíquete furado guardado no bolso "passagem só de ida", esse trem não faz retornos, por isso devemos aproveitar o máximo a viagem, os passageiros, as sensações, antes que a viagem termine.
A vida é um trem. Suba a bordo e aproveite a viagem.

rubiakarla não permite ver os comentários desta foto.

Fotos postadas a mais de 15 dias não podem receber comentários.